MEDO DA DOR

image

Mensagem da Mãe Maria
através de Michele Martini
11 de maio de 2017  

 
Recomendamos ler ao som de Schubert – Ave Maria

Que as bênçãos do amor tragam paz aos seus corpos, mentes e corações.

Filhos amados, venho trazer a vocês o meu manto de luz e amor, a envolvê-los em paz e proteção.

Estejam certos, queridos amados, de que estou sempre aqui para vocês, juntamente com todos os anjos de luz verde, a mostrar a vocês a verdade, aquela verdade presente em seus corações, a qual vocês evitam olhar, mas que é onde está a chave para a sua cura.

Dentro de seus corações, já os dissemos, está o canal que une vocês ao Divino. E o sofrimento é apenas consequência de breves momentos em que fecham partes desse canal, impedido a energia Divina de se manifestar e trabalhar em seus corpos em equilíbrio.

Trago a vocês a energia do amor, para que ativem em seus corações a revelação da verdade, aquela há tanto esquecida, mas que é o remédio que trará a cura para o sofrimento físico, o qual já não mais suportam levar adiante.

Vocês, filhos, transcenderam a experiência da matéria, mas ainda estão presos a pequenos sentimentos de medo, que os mantém repetindo doenças, dores, apenas pelo fato de cultivarem o medo de se libertarem desse sentimento dentro de vocês.

Vocês acostumam com a dor, familiarizam-se com essa rotina de sofrimento. E já não acreditam que é possível viverem libertos de toda essa energia densa que não mais faz parte de vocês.

Vocês estão a manifestar em seus corpos físicos apenas os reflexos de uma lembrança vaga do que era o sofrer, que ficou registrado em vocês, pois o sofrimento e o cultivo do pensamento de que há sofrimento, vai criando uma programação mental que faz com que passem a acreditar que isso faz parte de vocês.

Filhos amados, venho trazer a vocês a verdade, que é a esperança de que tudo um dia melhorará. Quando já não suportarem mais esse sofrimento, vocês mesmos romperão os fios energéticos que ligam vocês as próprias criações mentais de que sofrem, pois são todas manifestações físicas de vossos próprios pensamentos de medo.

O medo de sofrer, o fato de não se permitirem saborear os bons momentos da vida, justamente pelo medo que existe de voltarem a sofrer, é o que acaba trazendo novamente o sofrimento para vocês.

Não adiantaria, filhos, dizer a vocês que estão curados, pois vocês precisam encontrar essa afirmação dentro de vocês mesmos, decretando o encerramento definitivo do padrão de sofrimento.

Para isso, queridos amados, trago a vocês uma nova programação, para efetuarem diariamente, assim que estiverem em paz e equilíbrio com vocês mesmos, e que gravará em seus registros, sob a minha proteção, uma nova verdade, que é a única verdade, e que superará todo o padrão de medo criado por vocês.

Estabeleçam uma forma própria de limpeza energética, que pode ser conforme ressoarem melhor energeticamente, de livre escolha.

Após trabalharem na limpeza de seu campo áurico, tragam as seguintes palavras em seus lábios e suas mentes:

“ Eu manifesto a saúde plena”

“ Eu sou um canal do Divino em perfeito equilíbrio”

“ Eu sou a manifestação da coragem e da superação material, para unir-me ao Eu Sou”

Esses códigos, filhos trarão a vocês uma nova realidade, conforme fizerem, em um período de 21 dias, para que a nova programação se estabeleça. Sentirão como as suas vidas mudarão gradativamente, já não identificando mais os antigos padrões de dor e sofrimento, já não manifestarão mais as doenças que antes existiam apenas manifestadas na matéria porque eram sustentadas pelas suas mentes.

Essa forma de limpeza de registros de sofrimento, filhos, pode ser feita por cada um de vocês consigo mesmos, sem necessidade de buscar auxilio externo. Eu, como a sua mãe, os envolverei em meu manto de amor, trabalhando para que acalmem os seus corações a elevarem-se energeticamente para receber o trabalho.

Sigam em paz e na plenitude do seu Ser, reconhecendo a vossa verdadeira natureza e filiação, e a vossa origem do Divino.

Sou Maria sua Mãe
 
 
-…..—==II==—-…..-
 
Direitos Autorais: Michele Martini
Sou um canal em harmonia à luz violeta. Ancoro nesse plano o desejo de elevação planetária pela transmutação de toda densidade que bloqueia o livre fluir da luz e amor nessa dimensão. Em comunhão com os mestres ascensos, seres de luz e a partir da fé humana varreremos e transmutaremos os estados mentais densos em alegria, tranquilidade e amor. Com a ajuda da amada Mestra Portia, coloco-me a serviço da liberação de toda escuridão humana e planetária, buscando ser um instrumento de alivio da dor física, emocional e mental daqueles que se colocarem sob nosso campo de irradiação.

Fonte: http://www.pazetransformacao.com.br/

A DILUIÇÃO DO EU INFERIOR

image

Mensagem de Mãe Maria
através de Thiago Strapasson
12 de maio de 2017  

O sentimento de unidade, quando passa a se manifestar, nos causa confusão. Pois junto ao sentimento de integração sentimos um vazio tão grande onde já não acreditamos sequer em nossa própria existência. De fato, já não sabemos se somos reais ou uma mera ilusão da vida nessa experiência.

Sim, o sentimento de unidade é algo um tanto quanto amedrontador, pois percebemos nossa própria consciência se diluindo em um oceano totalmente desconhecido. Não sabemos se realmente existimos, bem como o que iremos encontrar do outro lado. Mas não há como voltar, pois o antigo Eu se desfez diante das duras provas e de todo o processo de purificação pelo qual passamos por vidas e vidas. Ele deixou de existir então deixamos todas as nossas referências do passado, e já não sabemos para onde vamos. É um sentimento de estar perdido que só resgatamos ao pegar na mão de um Mestre, que nos conduzirá com todo amor.

Esse é um sentimento, que um dia ouvi de um Mestre, como sendo como um rio quando chega ao mar, que ainda olha para trás e tenta se segurar com medo do que virá, pois o sentimento de unidade vem acompanhado de um vazio enorme, onde já não nos identificamos com o Eu Inferior, mas também desconhecemos o que estamos nos tornando, se é que existimos.

Continuamos a viver a vida, mas passamos a ver tudo isso como uma representação tão ínfima do que existe… E para ser honesto, isso é atormentador. Simplesmente duvidar de sua existência, sabendo que, no fundo, esse corpo é uma mera manifestação de uma memória do akáshico de algo muito maior, que se fez em personalidade humana.

Quando nos vemos como uma singela chama de uma energia muito maior e percebemos que sequer existimos, senão em uma realidade tridimensional planetária, é algo um tanto confuso. Pois os nossos sentidos físicos se manifestam na matéria, como um Eu Personalidade que vive seus dias, e interage com outros que estão em situação semelhante. Mas vislumbramos que esse Eu que vive seus dias aqui já não existe, ele está em conexão a tudo, e o que sobra é o nada. O sentimento de que nada importa e tudo está bem, sempre bem.

A diluição da própria consciência ao Eu Sou, é a expansão maior do sentimento de unidade, onde deixamos de sentir as divisões e as barreiras que nos separam de Tudo O Que É, embora nossos olhos e nossos sentidos físicos nos digam exatamente o contrário. A mente simplesmente não compreende o que está a ocorrer, e temos que conviver com esse sentimento.

É um sentimento paradoxal que nos preenche, pois esse vazio, junto desse anseio de unidade, de conexão a uma energia muito maior que é inexplicável à nossa mente, de certa forma nos causa medo e confusão.

Quando deixamos de ter a certeza do que somos, inclusive de nossa própria existência, e passamos a ter como única certeza que nossa consciência, como manifestação de uma energia muito maior, tornar-se-á uma memória aglutinada ao registro akáshico de nossa presença Eu Sou, nos vem a dúvida e junto a certeza, de que muito pouco somos nessa vida. Nos vemos enquanto Eu Inferior que tantas vezes protegeu com tanto afinco sua honra, seus bens e tudo que pensava possuir.

Ao mesmo tempo olhamos para trás e já não nos encontramos, percebemos a cada dia nossa consciência se diluindo nesse mar, pois algo está a nos chamar. Descobrimos um mundo fantástico, multidimensional, cheio de magia e sem limites, que se apresenta e que é muito encantador. Um mundo onde o tempo e a distância, em termos quânticos, tornam-se irrelevantes, e uma sabedoria enorme está simplesmente ao nosso acesso, sem que sequer saibamos como ela foi criada.

Essa é a sensação daquele que se percebe como um córrego diante do oceano, uma fagulha diante da luz que representa. É essa a sensação que nos vem quando nos damos conta que a nossa consciência sequer existe, mas sim apenas um corpo físico que se manifesta em seus dias, interage, mas já desprendido e cheio de dúvidas quanto ao que virá.

O conflito se instala, pois simplesmente se torna aterrorizador a inexistência da palavra Eu. Essa palavra, do dia para a noite, perde seu significado, e pode ser substituída pela expressão “esse corpo”. Porque o Eu se torna a unidade, e com esse olhar simplesmente deixamos de ver a divisão. Mas isso não é uma compreensão, mas um olhar, um sentimento, que se manifesta ao nosso redor, junto do amor por tudo.

Mas nesse ponto a dúvida que surge é: Como será o futuro? Pois como posso esse Eu que sequer existo continuar meus dias nessa realidade, sabendo que tudo não passa de um grande jogo, de um banco de experiências, que se agregam ao registro Akáshico de uma energia que sequer somos capazes de compreender?

O sentimento de vazio total é algo que, ao mesmo tempo que nos amedronta, nos provoca a experimentar mais dessa sensação de inexistência e conexão ao todo.

Simplesmente, agora compreendo o motivo pelo qual tantos humanos preferem se manter a viver a vida tridimensional, sem buscar por algo mais elevado. É simples, é cômodo, e nos permite saborear a matéria com toda a sua intensidade, sem alimentar dúvida nenhuma quanto à própria nossa existência. Pois os sentidos físicos nos comprovam, a cada segundo, a nossa existência física, e, quanto a isso, é cientificamente comprovado a existência de um corpo biológico, que se manifesta em seu próprio meio, no meio que foi desenvolvido para existir.

Mas quando o rio se aproxima do oceano, e percebemos o que realmente somos, a dúvida se instala, e imediatamente saímos de uma situação cômoda e conhecida para algo que sequer temos ideia do que se trata. Esse sentimento é algo conflitante, que intriga aqueles que já não se veem como existentes nesse plano.

Muitos dizem que gostariam de experimentar uma conexão maior, mas isso talvez signifique abrir mão de sua própria humanidade, deixando de compreendê-la como nos ensinaram, para que possamos simplesmente retornar à realidade que viemos. Uma energia que se dilui na imensidão do cosmos.

Estejam em paz.
 
-…..—==I.=|=|..|=|=.I==—-…..-

Direitos Autorais: Thiago Strapasson
Fonte: http://www.pazetranformacao.com.br

UNIFICANDO-SE AO EU SOU

image

Mensagem de Mãe Maria
através de Thiago Strapasson
12 de maio de 2017  

Que as bênçãos do amor tragam paz aos seus corpos, mente e coração.

Foram grandes as labutas de suas vidas, meu filho, as quais pude o acompanhar com todo meu amor, irradiando-o para que se libertasse à verdade do que é. Pude sim o seguir, filho, durante o trajeto nesse planeta, aguardando pacientemente que retornassem ao colo materno que o resguarda com todo o amor.

Mas é chegado o momento onde sente o sopro da verdade maior da vida, onde ela se abre a cada um de vocês, a os mostrar a energia que representam nesse planeta. Vocês sentem a aproximação da integração, do retorno, ainda num corpo físico, aos braços de Deus. E o sentimento que possuem é o de alegria, mas também o de certa melancolia por tudo que estão a deixar a trás.

Já não se lembram, filho, da realidade a qual vieram, pois por tanto tempo estiveram nesse plano servindo, mas também por muitas vezes indo por caminhos tortuosos que os conduziram à dor e ao sofrimento. E hoje vislumbram a luz de onde vieram e que se destinam a se reintegrar.

Foram bravos, filhos, foram grandes, pois adentraram em um ambiente onde muitos não acreditariam o que seriam capazes de fazer e hoje eu os vejo resplandecendo luz, irradiando a verdade ao mundo.

É uma nova estrela que surge em suas vidas, meu filho, uma estrela que os ligará a algo muito maior, que os conduzirão à verdade maior da vida, para que se vejam como são, meus filhos, em unidade ao amor. É assim que sempre os vi e é assim que são.

Não há nada que os retire dessa condição. Mas ao se sentirem novamente na integração que são vocês estarão a se unificar ao amor maior da vida. O sentimento de união simplesmente tomará conta de cada um de vocês que se propuserem com coragem a trilhar o caminho da reintegração com a vida, com tudo o que É. E será quando poderei novamente os sentir em meus braços, para que em retorno à unidade estejamos como estivemos destinados a ser, nos vendo como Um a tudo, onde nada será capaz de nos separar, pois simplesmente nos tornaremos uma única consciência em amor.

Esse é o plano maior da vida, filhos, a integração, a diluição em amor da fé, da força e da vida.

Eu bem sei que em seus dias nada mais se encontra como antes, pois há uma paz em seu interior, uma quietude boa de sentir. E assim eu cumpro minha promessa, filho, a de que uma nova estrela nasceria em sua vida onde sentiria novamente a beleza de se sentir em integração, onde a vida se abriria de uma forma inimaginável a ti, com uma força a resplandecer em amor a cada ser, a cada célula que se encontra em sua vida.

Perceba, filho, que após tantas idas e vindas nesse mundo nada de muito importante lhe sobra, a não ser a experiência de ter mostrado a si mesmo de que era capaz de, nesse meio, lembrar-se de sua verdadeira natureza, de retornar em amor a algo que podem hoje ver como a única verdade, a de que não existe separação.

E assim a personalidade humana se dilui, se integra, ela se transforma naquilo que pode ser dito como o amor de cristo, que é a força da unidade maior. A consciência já não encontra guarida na personalidade humana, ela simplesmente se conecta a tudo que Existe e se integra. E, assim, filho, retorna aos meus braços já livre e liberto dos meandros do ego que arrastava a consciência a um mundo de dor e sofrimento, onde o amor não era a regra, mas exceção que prevalecia em suas vidas.

E os digo de todo coração que a mágica e o propósito é simplesmente esse, a integração dessa verdade ao amor. Assim é a vida e dessa forma ela se faz.

Esteja nas bençãos desse percurso, pois ele será recompensador aqueles a quem Deus chamar, para que a experiência retorne a origem de forma muito mais sábia e madura. E assim é, meu filho. Assim será!

Sou sua Mãe e o acolho em meus braços para que em unidade e perfeição sejamos um único ser a irradiar nosso amor.

De sua Mãe, Maria.
 
-…..—==I.=|=|..|=|=.I==—-…..-

Direitos Autorais: Thiago Strapasson
Fonte: http://www.pazetransformacao.com.br

A RENOVAÇÃO PELA NATUREZA

image

Mensagem de Mãe Maria (Iemanjá)
Canais: Michele Martini e Thiago Strapasson
01 de maio de 2017  

 
Amados filhos

É chegada a hora de receber o meu amor, o meu colo materno, a os envolver em paz e plenitude.

Vocês, diante de tantas informações, de tantas mudanças nas suas vidas e do planeta, sentem o vazio no coração, que apenas poderá ser preenchido pelo meu amor.

Esse meu amor, filhos queridos, é apenas o despertar da fonte que existe dentro de cada um de vocês.

Eu venho a os envolver no meu manto de paz, que acalenta os seus corações, para que se voltem por um instante aos seus próprios corações, que já estão preparados para gerar o amor que esperam receber de mim.

A estrada da vida os trouxe até aqui, e enfim posso os envolver em meu abraço, em meu amor, a despertar o sentimento de paz dentro de cada um. A mostrar a vocês, que vocês são a fonte mais abundante de vida, de milagres e realizações. Que vocês são capazes de transformarem as próprias vidas, e, envolvidos em suas próprias energias amorosas, acalentar os corações daqueles que vêm até vocês em busca de paz e iluminação.

Vocês se tornaram, filhos, focos de luz a resplandecer em meio a escuridão. Vocês já não veem mais a escuridão externa, mas sim veem apenas como a vida é bela, é uma grandiosa e abençoada oportunidade de regeneração.

Nessa caminhada, vocês se tornaram seres despertos da verdade, a perceberem que a vida é feita não somente de desafios e lágrimas, mas sim de amor, de abundancia, de milagres maravilhosos.

A paz reina no mundo, eu vim trazer a vocês, e passaram por um longo período a repetir esse código tão abençoado de luz e amor. Esse código que levou milhares de pessoas, milhares de seres, a serem envolvidos por essa energia amorosa.

Vocês, filhos, mesmo que separados por crenças ou estradas divergentes rumo a própria iluminação, são unidos em Um quando brilham a paz e o amor à humanidade.

Venho a os envolver em meu manto de luz e paz. Para trazer novamente a lembrança de que todos são Um em amor.

Eu os vejo, filhos, como viajantes nesse planeta, a levar a luz do amor, a energia da minha paz e do meu manto de amor. Caminhando sobre os recifes, quando da maré baixa, vão seguindo e levando o meu amor, sabendo que logo mais virá o momento em que a maré subirá, e que nesse momento serão envolvidos nas águas do meu amor.

Venho aqui representada na energia de Mãe Maria, como Mãe Iemanjá, a os envolver em meu amor. Mostrando como as águas do meu amor podem envolve-los em todos os momentos em que a caminhada se tornar dura, difícil. Sabem que estou com vocês, e que a maré virá a subir, e lá eu estarei, a os envolver nos mais belos elementais, a aliviar a estrada tortuosa que decidiram trilhar para levar o meu amor.

Deitem-se nesse mar, permitam que agora, que estou presente com vocês, na subida dessa maré de amor, que eu os envolva em minha paz, deitem-se nessas águas e permitam-se receber o amor que venho os trazer. Para aliviar o peso dessa jornada. Para aliviar os seus corações.

Deitem-se e silenciem os pensamentos. Entreguem-se ao mar, deixem-se levar pela maré. Estou aqui presente nessas águas de amor, permitam-se serem transportados nesse momento, pelas ondas do meu amor, até as águas calmas do mar, e recebam a energia revigorante que fará com que levem a caminhada de maneira mais leve.

Sabemos dos processos intensos de limpeza que todos vocês estão passando, pois deem uma pausa a essa busca, e simplesmente se entreguem às águas de Mãe Iemanjá. Permitam que os mais belos e leves elementais os circundem, os envolvam, os energizem.

Revigore cada partícula dos seus corpos na minha energia, que é a daquela que os ama, e sempre estará com vocês. Sintam a leveza das ondas de amor, não são fortes como as ondas do mar, mas leves a os re-energizar com a suavidade. São ondas que vem e levam toda a bagagem emocional que carregaram por vidas e vidas e quando voltam trazem energia que ilumina os vácuos de amor, o sentimento de solidão deixado pelas energias que se foram. Novamente as ondas vêm e levam tudo que já não precisam e voltam a os revigorar, a os preencher com o meu amor que se torna seu próprio amor, o amor de Deus em seus corações.

Sou Iemanjá, e com a ajuda dos elementais das águas, da terra, do fogo e do ar os envolvo em meus braços a os acalentar com dias mais suaves e leves. Sintam essa energia, que é aquela que sentem quando se sentam à beira mar a apreciar as ondas, o vento, com os pés na terra úmida e o sol no corpo. Essa energia que sentem em minha presença quando os abraço em meu amor.

Iemanjá é a mãe dos mares, que acalenta em seu colo aqueles filhos que procuram por descanso, a os revigorar com minha energia. Aqueles que se aproximam de mim, abertos a me receber, podem me sentir em meus braços.

Mas para que estejam assim, apenas se transportem ao mar agora. Vocês se encontram em um morro, com vista ao oceano, o vento bate em sua face, vocês fecham os olhos e se veem envolvidos por todos os elementais da natureza que os envolvem, os elementais do fogo nos raios de Sol, o elementais do ar no vento, os elementais da água na humildade do mar que os atinge e os elementais da terra em seus pés. Vocês sentem a natureza a os envolver nesse momento. Ela é revigorante, os envolve, reabastece todas suas energias e carregam todas as dores, os sofrimentos, as dificuldades. Sua mãe Iemanjá leva tudo que os prende e os conduz ao amor.

Junto com essas energias vocês são desconstruídos, o velho vai junto das ondas e volta com energia renovadora da natureza. A passagem ao meu lado é leve, suave, ela não produz o medo da escassez, da falta de recursos. Em minha presença a transição é leve, abundante, pois os conduz com a mesma facilidade com a qual a natureza cumpre seus ciclos.

E vocês, filhos, cumprem seus ciclos nesses tempos finais, vocês terminam ciclos interiores que os carregaram por milênios, por muitas vidas. E nessas vidas eu os assistia, eu os observava a os banhar com minhas energias naturais, com a ajuda de todos os elementais do planeta. Estava sempre lá a os renovar.

Quando passam por ciclos pesados de limpeza, filhos, procurem a natureza, e peçam que ele leve todos os resíduos dessa limpeza e preencha as lacunas deixadas pelo passado que se foi com energias puras planetárias.

Por onde forem, meus filhos, para as experiências que suas almas decidirem ir em tempos futuros quando já não encarnados nesse planeta, mãe Iemanjá sempre estará com vocês. Pois a minha energia faz parte de seu registro Akáshico, vocês se lembrarão das sensações do vento, do sol, da terra entre os dedos, das ondas do mar e das águas. Esses registros estarão por toda a eternidade com vocês, pois eles renovaram com as experiências da terra seus registros e os preencheram.

Vocês, filhos, cada um de vocês, nunca mais serão os mesmos que eram antes de viveram nessas terras. Esqueçam tudo que foram, de onde vieram, pois depois que foram humanos, apenas isso importará. A humanidade será algo que levarão por toda a eternidade, com todo o amor. E sempre que se sentirem solitários, que decidirem o que desejam experimentar buscarão pelas sensações que os descrevo nesse texto. Tenham a certeza, filhos, de tudo que viveram, e digo das experiências cósmicas da alma, nada será como ter vivido nesse planeta aos braços de meu amor que os preenche e os purifica das restrições.

Pois de todas as restrições que limparam nessa experiência, nesse solo, levam a energia da natureza que os preencheu de amor. Essa sensação jamais será esquecida no registro de suas almas, o amor desse planeta por cada um que pisou em seu solo e preencheu seus registros, livres de restrições, com a energia mais pura e cristalina dos elementais.

Quando passarem por uma dificuldade, filhos, e sentirem o vazio da alma, repitam SHITA LIAM. Esse é o código que me leva até vocês, a os preencher com meu amor a os preencher com a plenitude que afasta a solidão, o vazio, daqueles que não sabem para onde ir depois da desconstrução da identidade humana ao caminho do coração. Nesse trajeto, ao se perderem, chamem por Iemanjá e observem a natureza que lá estará sua resposta.

Estejam em paz

Mãe Maria, representando Iemanjá, a Rainha e mãe de todos os elementais.
 
-…..—==II==—-…..-
 
Direitos Autorais: Canais: Michele Martini e Thiago Strapasson
Fonte: http://www.pazetransformação.com.br

TODOS OS LUGARES SÃO ABUNDANTES EM LUZ

image

Mensagem da Mãe Divina
Canais: Michele Martini e Thiago Strapasson
26 de abril de 2017  

 
Amados filhos, vocês estão passando por períodos de intensa transformação pessoal, onde tomam contato com novas energias, antes nunca experimentadas, e os seus corpos, gradativamente, vão se adaptando a essa nova realidade. Vocês têm sintomas físicos que não compreendem, sentem em seus corpos as variações energéticas que por breves momentos os conduzem a antigas formas de ser. Já não compreendem esses sintomas ou a volta dos antigos sentimentos em seus dias.

A primeira impressão pode parecer que estão inseridos em meio a realidades as quais não podem compreender. A impressão é que a matéria volta com mais força em suas vidas, que os dias se tornam ainda mais materiais. Mas em meio a tudo isso vocês estão mais ancorados com o Eu Sou.

Antigos sentimentos e dúvidas reaparecem. Já não sentem as diferentes energias de luz, pois todas se tornaram uma só e ancoradas no seu nono chacra, da aglutinação. Os dias parecem iguais, mas interiormente há uma leveza inexplicável, que se manifesta junto a uma falta de interesse pela matéria.

É um paradoxo mental, amados, pois novas experiências materiais são atraídas em suas vidas, ainda que isso já não tenha tanta importância. Antigos sonhos se manifestam com facilidade, sem busca. Surgem em suas vidas. Sonhos materiais que os levam a se questionar se ainda estão no caminho do coração. Pois ao mesmo tempo em que as energias se misturam, a matéria se manifesta com maior facilidade.

Mas isso, meus filhos, se dá porque vocês não mais percebem a realidade a sua volta como algo a ser superado, e sim aceitam com amor e gratidão tudo o que é oferecido a vocês, todas as energias as quais tomam contato, e que são elevadas em amor nos seus corações. A realidade se manifesta e vocês olham a ela. Ela passa e vocês permanecem lá a observá-la. Já não se trata do querer manifestado do ego, mas simplesmente do atrair para si um desejo do coração.

Vocês atingiram um patamar de equilíbrio, acima da malha energética que assola a humanidade com a manifestação de inferioridades a serem superadas. Nesse patamar já não compreendem alguns sintomas físicos, que não são nada mais que a adaptação de seus corpos a nova realidade. Se questionam quanto a manifestações de desejos materiais que buscavam mas encontravam barreiras e que, agora, flui com naturalidade. A mente não compreende esse novo modo de ser. Ela se questiona, mas vocês simplesmente observam esses questionamentos, sem lutar contra ele, deixando-os e permitindo que passem por vocês com naturalidade.

Ao aceitarem a realidade, permanecem inseridos no mesmo local, mas é apenas o corpo físico a experimentar os aprendizados da matéria. Já não há diferença entre todos os caminhos possíveis para as suas vidas. Já não há formas de se sentirem descontentes com a vida, ou ainda mais contentes, pois todos os momentos são preenchidos de muito amor e gratidão, independente de quais condições vocês se encontram. As experiências da matéria já não trazem mais profundas tristezas, nem grandes alegrias, pois ela é apenas a experiência material.

Vocês resgataram, em meio a turbulenta experiência material, a conexão com o Eu Sou. Descobriram que, para manter essa conexão ativa, basta perdoar, ser grato, amar com humildade a tudo o que é colocado para vocês. A vida se manifesta nesse sentido com naturalidade, a mesma vida, sem mudança física, mas agora com novas experiências. Novas não no sentido de que são diferentes das anteriores, mas novas sob o ponto de vista da vida que se torna mais suave. As experiências são novas no coração, pois o Eu Sou traz uma nova visão, mais leve e suave à vida.

Esse estágio, quando alcançado, é marcado por abundancia, abundancia de amor, de paz, de alegria e também abundancia material. Vocês já não mais buscam o melhor, vocês vibram o melhor, e, portanto, atraem o melhor para as suas vidas. Mas há algo mais, pois entendem o melhor como o necessário, que já não traz alegria também, pois ele é como é. Compreendem que a vida é para ser vivida resgatando o sentimento de amor, de gratidão, de aceitação, sem querer, mas permitindo que ela se dê como deva ser. E esse estado os traz alegria. Não são mais as conquistas matérias que os alegram, mas a própria forma de ver a vida. Esse é o estado do Eu Sou, de paz interior e sabedoria.

Aproximam-se novas energias, aquelas que vibram com a sintonia da gratidão, aquelas que, assim como vocês, diante de todas as adversidades, ultrapassarão todas as barreiras para chegarem até vocês, manifestadas de forma abundante a trazer tudo o que é necessário para que as suas vidas sejam completas, elas se aglutinam aos seus chacras superiores. A vibração interior de aceitação atraem energias que vibram com a gratidão, com oportunidades, com saúde, com sabedoria. São essas energias que são trazidas até vocês, porque essa é a vibração do Eu Sou.

Vocês, filhos, permaneceram firmes na sustentação do amor, mesmo diante de todas as provocações do ego, diante de todas as investidas do seu Eu Inferior, e ainda assim se propuseram a transformar as suas próprias vidas, transformando assim todo o meio onde vivem. E assim abriram caminho para o acoplamento do Eu Sou no meio físico, que os ajuda a ter esse olhar para a vida. E então vocês olham à vida e dizem sou grato, me perdoe, eu sinto muito, te amo. As experiências vêm até vocês e novamente vocês dizem, sou grato, me perdoe, sinto muito porque te amo. Sejam experiências tidas como alegres ou não, a manifestação do Eu sou é sempre a mesma, o olhar não se altera.

Vocês se tornaram focos de luz a manifestar o exemplo da esperança e da fé. Do amor incondicional por todas as formas de vida. E esse olhar reflete em suas vidas, essa visão os ameniza as experiências. E essa vibração é o que atrai novas experiências materiais que a mente não compreende e os questiona se não estariam a regredir no querer do Ego. Mas não, é apenas a manifestação do Eu Sou em suas vidas, que não julga e que olha com amor, gratidão e perdão a tudo e todos.

Nesse momento, apenas permitam o fluir da vida, permitam que tudo o que faz parte da energia que vibra como vocês, possa vir até vocês e se manifeste em suas vidas. Permitam que a energia se torne uma só. Não caiam no questionamento mental da dúvida. Permitam sem julgamento a manifestação material em suas vidas, deixando a vida fluir com naturalidade.

Percebam que algumas manifestações inconscientes do ego, já não comandam as suas vidas e, portanto, são dissolvidas no amor, na gratidão e no perdão. Pois essa é a manifestação do Eu Sou na matéria. Ele compreende a vida e aceita as adversidades, assim como as alegrias.

Hooponopono, esse é o comando energético, é a quebra de padrões de sofrimento, que são aqueles únicos que ainda uniam vocês ao Eu Inferior manifestado. É o código de quebra de padrões e do condicionamento mental alimentado pelo ego. Essa é a quebra é a chave para atração de muitas novas experiências que surgirão de formas inesperadas em suas vidas, sem que a mente compreenda a facilidade da manifestação.

Vocês permitem que todas as manifestações do Eu Inferior sejam dissolvidas e que não mais alimentem o ego a permitir que ocorra o condicionamento mental. O Eu Sou, em seu amor e sabedoria, se torna o componente atractor e diretor da vida. Ele se torna a vida.

Vocês permanecem inseridos em seus meios, permanecem em paz e desconectados do Eu Inferior, que já não ressoa com as suas energias de paz, gratidão e amor. Essa é a vibração do Eu Sou, é a manifestação que ele compreende e se conecta. E assim ele dirige a vida.

Todas as fugas são manifestações do ego, são manifestações do Eu Inferior, que escolhe não olhar para as próprias restrições, que ainda luta, com as últimas forças, para manterem vocês conectado ao sentimento que alimenta o condicionamento mental. Os questionamentos se esvaem com o Hooponopono, que é a ferramenta que os manterão conectados ao amor, à gratidão e ao perdão em todas suas experiências.

As energias dos elementais vêm auxiliar no processo, onde vocês começam a aceitar, gradativamente, a própria realidade, passam a receber o suporte energético para que consigam permanecer em meio a diferentes energias, e sustentar o amor e a paz no coração. Eles dão o apoio para que vocês, pela primeira vez, consigam olhar para o condicionamento mental como algo desconectado de vocês, como algo externo, e ainda assim agradecer pela experiência e pela força e aprendizado obtido dessa vivência.

Manifeste-se o Eu Sou guardado em meu coração. Que ele se torne o comandante energético e vibracional de minha vida. Que ele se torne a vida, a paz e o amor. Que as experiências sejam vistas com gratidão, amor, perdão, mas acima de tudo com humildade.

A partir do momento em que aceitam as próprias realidades, não percebendo o sofrimento nelas, e sim oportunidades de ser o amor, estão preparados para, através do Hooponopono, quebrarem de forma definitiva o comando que chega do Eu Inferior, e que causa sofrimento nas suas vidas, que não permite que se libertem do Condicionamento Mental. Permitem mais, a pura manifestação do amor, do Eu Sou em meu coração.

O condicionamento é quebrado, e então mantido através da terapia dos 21 dias, onde vocês passam a utilizar essa técnica, a repetição do Hooponopono, para que seja gravada em vocês uma nova programação, aquela do amor, da gratidão e do perdão. A terapia de conexão do Eu Sou através do Hooponopono.

Essa é a vossa libertação, essa é a manifestação do Eu Superior em seus corpos físicos, a viver acoplados em vocês na experiência da matéria. Nessa vibração a vida se manifestará.

Sigam em paz.

Sou Mãe Divina
 
-…..—==II==—-…..-
 
Direitos Autorais: Canais: Michele Martini e Thiago Strapasson
Fonte: http://www.pazetransformação.com.br

É PRECISO SABER SER AMADO

image

Mensagem de Maria
através de Maria Silvia P. Orlovas
19 de abril de 2017  

Meus filhos, vocês associam o amor a ouvir, a sentir e a receber um sim.

Para vocês, amor é sim.

Mas o amor, muitas vezes é o não de Deus. É o não pra um sonho, é um não pra um desejo, é um não pra um casamento, é um não para um projeto de vida.

Deus não é apenas o sim, o amor de Deus não é apenas o sim.

Muitas vezes quando na vida de vocês vocês recebem um não. Esse não é muito mais poderoso, curativo, transformador que um sim, mas aí vocês se chateiam, se entristecem, se fecham, se deprimem e muitas vezes negam a acção de deus.

Porque ouviram, porque sentiram, porque perceberam um não.

Amados, aprendam a amar, aprendam a compreender que Deus, que o sim de Deus é maior do que o não e o sim da terra.

É maior do que o não e o sim dos seus projetos.

Não ame Deus no amor da terra, não ame Deus no amor material, naquele que exige o sim de todos os seus sonhos, seus mimos e seus projetos.

Ame Deus com o amor espiritual, o amor mais profundo, o amor que entende que muitas vezes o não de Deus para seus projetos na terra é o melhor para a sua evolução, pro seu crescimento, para sua transformação, pro desenvolvimento dos seus dons e talentos.

Imagine agora olhando seu passado, se Deus tivesse dito sim a todos os seus desejos,projetos e sonhos ?

Talvez você estivesse ainda num casamento falido, talvez você estivesse ainda num projeto pessoal de trabalho muito inferior ao aprendizado que você tem hoje.

Talvez você estivesse ainda morando num determinado lugar, onde o ciclo já havia se fechado.

Quando Deus coloca um nao no seu caminho, ele está também dando forças à você, dando possibilidades de você crescer, fazer diferente, contornar, aprender com a situação.

Ame Deus acima do sim da terra e do não da terra.

Porque você tem olhos e percepção temporal, você está preso a consciência desta vida, deste corpo e deste momento.

Você não tem a conexão com o todo, agora no momento em que você ama Deus acima do sim e acima do não você ganha essa expansão, você ganha essa luz, você ganha essa abertura, você ganha essa compreensão e você ganha o sim.

Pense nisso.

Acolha esse entendimento dentro de você e aí quando algumas vezes você tiver os seus planos recusados, o seu momento tendo que se adaptar de alguma forma ao destino, ao caminho, você sentirá o seu coração mais calmo.

Você sentirá a sua energia mais suave e o seu rosto ficará mais leve e a sua face, o seu semblante mais tranquilo, mais alegre.

Acalme seu coração.

Deus ama você a despeito de muitas vezes ter que colocar no seu caminho o não.

Você é muito amado. A humanidade está aqui manifesta neste planeta pela vontade de Deus.

Sinta esse amor profundo em você. Sinta esse toque profundo no seu coração.

Aquele toque que traz a você o verdadeiro amor.

Eu sou Maria e nesse momento em sintonia com a chama branca explico a vocês mais uma faceta do carma em transformação.

Meus amados é tempo de ascensão, é tempo de transformação dos valores da humanidade encarnada, é tempo de vocês que tem a alma desperta, o coração tocado pela espiritualidade profunda compreenderem que é preciso amar mais, acreditar mais no amor, acreditar mais no seu eu sagrado divino e mesmo que a vida traga o não como resposta, o sim do amor deve estar no seu coração.

Estamos trabalhando na energia de vocês para acalmar, para aquietar e para ensinar a amar de verdade.

Recebam as nossas bênçãos e a nossa luz e sigam em paz.

Queremos que essa reflexão esse pensamento toque fundo no coração de cada um de vocês.

Acolham o mais profundo do amor

Que assim seja.

Tenham paz.

-…..—==I.=|=|..|=|=.I==—-…..-

Direitos Autorais: Maria Silvia P. Orlovas
http://mariasilviaporlovas.blogspot.com.br/2017/04/e-preciso-saber-ser-amado.html

UMA HISTÓRIA DE MARIA…

image

Mensagem de Mãe Maria
através de Gabriel Raio Lunar
01 de abril de 2017  

 
Gabriel: Por favor, queridos, leiam na sintonia dessa música abaixo. Eu particularmente recomendo que coloquem a música em uma altura agradável e leiam em seguida a mensagem em voz alta. Poderão sentir maravilhosas vibrações de luz em seus corpos.

Franz Schubert – Ave Maria (Instrumental)
https://www.youtube.com/watch?v=r7HlI5kvihA  
 
Amados Filhos,

Que as bênçãos do Amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.

Filhos meus, é tempo de unificação e de perdão. Tempo de reconhecer as fraquezas passadas, tempo de sorrir para aquilo que chamais de deslizes comportamentais. Tempo de abrandar os corações. Tempo de vos olhar com ternura, em todas as fases de vossas vidas.

É hora de começar a curar os vossos corações das feridas dos acontecimentos, particularmente, as do passado, que ainda atormentam vossas almas. Situações onde entrastes em discussões e acabastes por guardar mágoas daqueles envolvidos. Olhai, amados, para os níveis de consciência dos momentos onde foram armazenadas em vós essas energias de dor, mágoas e revolta. Perdoai os envolvidos e a vós mesmos. É tempo de compreender que tudo é vos dado para o vosso crescimento. É tempo de passar a prestar mais atenção na criança que brinca na rua, na praça, na sala de casa… É tempo de prestar atenção na doçura e simplicidade delas e de observardes mais isso e incorporar a vós próprios, esses sentimentos.

Compreendei, pois, e incorporai esse sentimento de pureza e tranquilidade que as crianças manifestam. Elas, umas com as outras, se entendem. Ainda que algumas vezes se hostilizem, elas se entendem ali mesmo e, no minuto seguinte, estão novamente unidas, sem nenhum mal-estar guardado. Amados, é tempo de fazer isso em vossas vidas. Chegou a hora de aplicar isso ao vosso passado e de não mais vos torturar com situações passadas que já cumpriram o seu propósito, na maioria das vezes, o de dar a vós esse nível de consciência que tendes hoje. Tudo é experiência e aprendizado, amados. Tudo é expansão. Tudo tem o seu propósito.

Mas, se guardardes em vós as velhas mágoas, quando já sabeis da vossa responsabilidade diante do mundo e diante das pessoas que precisam ter-vos como espelhos, é o mesmo que um salva-vidas se afogando em meio ao mar revolto. Ainda que o mar revolto das vicissitudes tente vos arrastar para baixo, deveis confiar nas vossas habilidades para não vos afogar e, ainda assim, ajudar outros a não se afogarem. Mas, se mesmo sabendo das vossas habilidades, ainda assim achais, por bem, continuar a dar aprovação aos pensamentos do ego que tentam fermentar em vós discórdia e irritabilidade, certamente que vos afogareis dentro das próprias tormentas que criastes. Oh, amados! Cultivai a serenidade para que, até mesmo o mar, silencie em vossas presenças.

Não perpetueis mais os sentimentos tristes das velhas histórias, mas olhai para eles com um sorriso no rosto e agradecendo a oportunidade que tivestes. Olhai, pois, para “lá” e em seguida, para “cá”; observais a diferença? Não sois mais os mesmos, amados, nem mesmo aqueles que, por ventura, tenham sido vossos instrumentos de aprendizado.

Contar-vos-ei uma passagem da minha vida quando estive na Terra. Havia uma mulher que sempre atormentava a mim e a Jeshua. Sempre que o menino brincava em meio aos outros, ela vinha com gritos e fúria, tirando os seus filhos de perto do meu querido Jeshua. E vinha a mim em brados violentos reclamando, de tal maneira: “como deixas o teu feiticeiro junto dos meus pobres meninos? Seu filho é um demônio e movimentador!” Oh, meus queridos! Aquilo me partia o coração! Parecia-me uma faca perfurando meu peito. Eu ouvia vozes incitando-me a agredi-la. “Vai! Defenda seu filho! Você é a mãe dele! Defenda-o!”. Mas eu resistia à tentação e buscava a tranquilidade do meu coração, a tranquilidade do Gabriel (Arcanjo), a tranquilidade do Rafael (Arcanjo). Buscava a tranquilidade, no mais íntimo do meu ser.

Por muito tempo, ouvi esses gritos e insultos dirigidos a mim e a Jeshua e o tirei das outras mães revoltadas por ele estar em meio a seus filhos. Elas, atormentadas por seres de vibrações violentas, sequer conseguiam compreender a necessidade de o meu filho expressar a sua natureza divina em meio às outras crianças. Eu ouvi, por muitas vezes e defendi Jeshua de muitas mães e pais que não entendiam meu filho.

Mas, meus queridos, a imagem da primeira vez que vi meu filho sofrendo a agressão daquela primeira mulher não saía da minha mente. Constantemente, lembrava-me daquele momento e não entendia o motivo, mas sempre permanecia com as imagens no pensamento e, junto, às vezes, vinha o sentimento e a pergunta: “por quê?” Oh, meus queridos! O tempo se passou e encontrava-me eu, em meio à multidão revolta, aos gritos: “Crucificai-o! Crucificai-o! Crucificai-o!” No momento de maior agonia em mim, em meu filho e em todos aqueles que o amavam, vi-me de joelhos, pois me faltavam forças nas pernas, ao ver tanto sofrimento e trevas, naquele momento. Agarrei-me com minhas duas mãos na terra e apertava com toda força que tinha para que, naquele gesto, eu conseguisse liberar a dor que drenava minha energia vital. Ali no meio daquela multidão energizada pelas mais pesadas vibrações, foi quando senti uma mão amorosa que tocou meu ombro e disse: “Venha. Erga-se. Eu a ajudo…”

Oh, meus queridos… Era ela… Era aquela primeira mãe que eu havia visto tentando agredir meu filho. Eu a vi, a abracei, chorei em seus ombros e ela me acalentou, enquanto meu filho desprendia-se da carne… Ela apenas sorriu e disse: “Você mudou a minha vida. Você me fez uma mãe amorosa, cuidadosa, gentil e doce. Você mostrou-me o caminho do Amor. O tanto que eu a agredi, a violentei verbalmente… você se manteve amorosa, serena e pacífica… o seu amor me tocou, Maria. E agora, estou aqui para o que você precisar. Eu estarei com você até o fim da sua vida”. Apenas chorei em seus ombros, enquanto aguardava a partida do meu filho do mundo físico.

Depois de muito tempo, quando já havia passado todas aquelas movimentações, perguntei ao Gabriel (Arcanjo) o porquê da redenção dela, de tal maneira, e ele me disse: “Maria… minha querida, Maria! Mãe dos Homens/Mulheres sobre a face da Terra e fora dela! A tua serenidade, Maria, levou-a às alturas. Ela conseguiu a redenção mediante tua serenidade. Se tu tivesses guardado algum rancor profundo, ele serviria de combustível, para ela continuar nas suas revoltas. Mas tu não alimentaste isso nela. Antes, deste a ela, a Paz e o teu amor transformador. Antes, deste a ela a chance de ser uma nova mulher. Tu, Maria, serás um exemplo para todas as mulheres na face da Terra. Tu, Maria, serás o exemplo para todos os homens na face da Terra. Nas palavras dos homens e mulheres na face da Terra, sempre tu serás mencionada. Quando eles estiverem em agonia, ou não, ouvirás ‘Ave Maria’ e serás lembrada a todo o momento!”

Amados, filhos, olhai, pois para a grandeza da vossa serenidade. Permiti, pois, serdes as inspirações de todas as almas às vossas voltas. Permiti, pois, que os vossos nomes sejam lembrados por todas as eras, amados. Deixai os ressentimentos e a necessidade de revide. Deixai que vosso coração vos guie e eu vos asseguro que sereis recompensados com a elevação daqueles que outrora vos tenham agredido.

Não permitais que a dor, a revolta, o inconformismo de outrem vos afetem a alma e que a vossa paz seja abalada. Mas, se fordes agredidos, permanecei em Paz, pois essa Paz será o combustível para redenção dessas almas. Se fordes agredidos e verdes que não estais a suportar, chamai-me, chamai-me e manifestar-me-ei ali. Chamei-me e eu farei descer sobre vós o meu manto de proteção, paz e serenidade infinitas. Lembrarei-vos quem sois.

Bem-amados, eu vos deixo agora, derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos em meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, a Vossa Mãe.

Gabriel RL: Gratidão sempre, amada Mãe!

-…..—==IoOoI==—-…..-
 
Direitos Autorais: Gabriel Raio Lunar

Fonte: http://www.sementesdasestrelas.com.br/