OS NOVOS TEMPOS VOS TEM REVELADO A VOSSA MISSÃO

image

Mensagem de Mãe Maria
através de Gabriel Raio Lunar
15 de junho de 2017  

 
Gabriel: Por favor, queridos, leiam na sintonia dessa música abaixo. Eu particularmente recomendo que coloquem a música em uma altura agradável e leiam em seguida a mensagem em voz alta. Poderão sentir maravilhosas vibrações de luz em seus corpos.
Franz Schubert – Ave Maria (Instrumental)
https://www.youtube.com/watch?v=r7HlI5kvihA

-…..—==II==—-…..-
 
Amados Filhos,

Que as bênçãos do Amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.

A vida tem se mostrado a vós cada vez mais sutil e compreensível. Doce sinal da vossa expansão. Os velhos padrões se dissolvem e os velhos medos, inseguranças e incompreensão pelos acontecimentos que a vida vos traz, naturalmente, são envolvidos no esplendor da compreensão mais elevada acerca do que Deus Pai/Mãe tem para vós. Amados, eis um sinal claro da vossa evolução! A compreensão de tudo é benéfica para o vosso crescimento.

A cada dia sois mais surpreendidos pelos sinais que são dados a vós de que estais a transcender os velhos paradigmas. Sinais que se mostram através das vossas reações completamente transformadas em meio a situações que, antes, eram motivo de explosões emocionais. Equilíbrio, amados! Estais entrando num grande equilíbrio, o que faz com a vos surpreendais com vós próprios acerca disso. As reações de agora, completamente envolvidas no puro Amor e serenidade, surpreendem aqueles mais chegados e acostumados anteriormente com vossas reações explosivas. Oh! Doce e apropriada ajuda a essas almas que também buscam compreender a si mesmas e iluminar suas emoções mais primitivas! Eis o Amor se expandindo bem diante de vós! E como pode ainda haver aqueles que sustentam a ideia de que não há mudança em andamento? Oh, queridos… Abri vossos olhos e vede!

Enquanto a vida na amada Terra continua extremamente movimentada nos seus bastidores, muitas almas dos reinos mais sutis vão ao plano encarnatório para o auxílio necessário, que alavancará definitivamente a evolução. Os filhos da Terra, estes que agora estão em plena expansão, envolvendo suas emoções primitivas com o mais puro Amor a jorrar dos seus corações, preparam-se para o contato com os Filhos das Estrelas, que estão em vosso meio, determinados a concluírem o que vieram fazer: dar um sinal claro do Amor Incondicional disponível no cosmos. Há uma grande movimentação e, vós, aqueles que estais a ler a minha mensagem, precisais ser ela mesma em sua expressão mais sutil, para que os vossos irmãos vejam o reflexo do Amor ao olhar para vós.

Em meio a todas essas movimentações, naturalmente aparecerão aqueles mais endurecidos, amargurados e inconformados com o que a vida tem lhes apresentado. Eis aí, meus filhos, mais uma oportunidade de vos mostrardes compassivos e gentis, permitindo fluir de vós esse bálsamo calmante a tranquilizar esses corações aflitos. Sabei, queridos, que uma reação grosseira e descontrolada pode ser manifestada por essas almas doloridas e cabe a vós, mesmo assim, manterdes-vos calmos. Vereis que a vossa calma trará suavidade para a alma aflita. Podereis ainda ser insultados, caluniados, agredidos de todas as formas, mas mesmo assim, permanecei tranquilos. Asseguro-vos que essa é a melhor maneira de auxiliar.

Quanto mais avançardes para o NOVO, mais vos descobrireis plenamente amorosos e nada vos irá tirar do centro. Mais almas procurar-vos-ão na busca de alívio das suas dores, mais delas procurarão a inspiração nas vossas ações, procurarão as respostas às suas tantas questões, e somente o vosso bem-estar e harmonia dar-lhes-ão a certeza de que tudo está bem. Ainda que não digais nenhuma palavra, vosso olhar e paz falarão por si. Eis o missionário do Amor sendo incorporado. Eis aí a missão respondida. Muitos se perguntam “Qual é minha missão na Terra?” Eis a resposta, amados! Sede os faróis para Nova Era. Sede o alívio para os aflitos. Sede a serenidade para aqueles que buscam a paz.

Ainda que os rumores de guerras e conflitos locais existam, ainda que vejais os vossos noticiários no mesmo padrão negativo, sabei que há mais, muito mais por detrás das cenas. Não o “mais” que sustenta a negatividade, mas o mais de suavidade, Amor e avanço. Já vos disse, nem tudo que parece é, portanto, olhai para além dos vossos noticiários. Olhai para o BEM no mundo, muito mais abundante. O velho carma está indo com a vossa compreensão alargada, e aqueles que se aproximarem de vós, que adentrarem no vosso campo áurico, serão envolvidos nessa energia e estarão, também, acelerando e “queimando” os velhos fardos passados. Quantos de vós olhais para os telejornais e não mais sois afetados com o que é explanado e mostrado ali? Sim!… Este é mais um sinal da vossa expansão. Sabeis que não é bem o que está sendo dito e que a cultura do medo está indo, o AMOR está expandindo e garantindo a dissolução das velhas energias. Estais assegurados pelos vossos amigos do espaço e bem assessorados pelo vosso Eu Superior a guiar vossos caminhos, então, amados, o que temer?

Nos vossos países, há turbulências nas administrações governamentais, e eis que nenhum país está de fora desses movimentos. Porém há transformação em andamento, há purificação e, novamente, vos pergunto: quantos de vós tendes se mantido calmos em meio às turbulências? Esta será mais uma prova para vós próprios do quanto estais, ou não, imersos nas Novas Energias! De qualquer forma, ainda que alguns de vós vos indigneis com certos movimentos, atentai para a máxima: “não cai uma folha de uma árvore, sem que o criador o saiba e permita”. Permanecei em paz, para que possais ajudar verdadeiramente na transformação. Somente a vossa paz, vos fará pensar equilibradamente; somente a vossa paz vos dará o equilíbrio para contornar situações, vos dará o raciocínio perfeito e vos inspirará às melhores decisões e caminhos; somente a vossa paz transformará o velho, no Novo. Misericórdia, amados! Misericórdia! Tende misericórdia das almas perdidas na ambição! Tende misericórdia! Envolvei-as com o vosso Amor e Luz para que elas consigam o seu completo restauro na Luz mais elevada.

Por fim, atentai para os sinais que a vossa família do espaço tem dado a vós, em manifestações constantes em vossos céus. Atentai, pois o mundo surpreender-se-á com as manifestações vindouras. Mesmo que a maioria de vós estejais ciente desta verdade, ainda assim haverá espanto, pois os vossos egos estão se acostumando com o NOVO. Isso parte do vosso trabalho: vos harmonizar com vossos egos, dando a eles todo carinho e Amor. Discos prateados e brilhantes cruzam vossos céus constantemente, e o que dirá a humanidade desperta quando os mesmos céus estiverem tomados pelas frotas já presentes? Uma pausa para reflexão…

Bem-amados, eu vos deixo agora, derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos em meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, a Vossa Mãe.

Gabriel RL: Gratidão sempre, amada Mãe!

-…..—==IoOoI==—-…..-
 
Direitos Autorais: Gabriel Raio Lunar

Fonte: http://www.sementesdasestrelas.com.br/

A CONFUSÃO SOBRE O FEMININO

image

Mensagem da Mãe Divina
através de Thiago Strapasson
03 de junho de 2017  

Nossa obra é por trazer o sagrado feminino ao seu interior como uma verdade inabalável.

O símbolo da mulher que está ancorada nessa energia é o de uma mulher forte, decidida, que sabe seus limites, mas sabe de sua força interior.

Não dizemos sobre uma força que arrasta, mas sim aquela que irradia a justiça com amor, suavidade e doçura.

É um estado que apesar da sustentação de uma verdade inabalável ela não é áspera, mas suave, acalentadora, de uma verdade que se respeita por seu equilíbrio, por sua postura, mas que ao mesmo tempo brilha o olhar materno de amor e unidade.

Ser feminino, para homens e mulheres, não é criar igualdade através de algo que está em desequilíbrio, que é desigual. Ser feminino é respirar essa autenticidade que balanceia o mundo com uma força que põe tudo em seus devidos lugares.

Precisam compreender, filhos, que seu mundo está em desequilíbrio justamente porque usurparam do feminino, mas isso não se resolve com ódio, com luta e imposição e sim ancorando essa força do feminino em cada ser humano desse planeta e principalmente nas mulheres.

Assim poderão se tornar o símbolo da mulher forte, corajosa, decidida, que sabe a que veio e o que quer, mas sem perder a doçura, a postura leve e suave daquilo que é ser feminino, do olhar acalentador de uma Mãe que ama acima de tudo e apesar de tudo.

A postura daquele que está em equilíbrio com o sagrado feminino é lisa, suave, justa, pois reconhece essa força interior sem que para isso cause dor e sofrimento.

Ser feminino tem a ver com esse equilíbrio, com essa postura forte, mas inarredável da justiça e do amor.

A injustiça que prevalece em seu mundo se dá porque aprenderam a fazer justiça pelo lado avesso, combatendo-a com a criação de outras injustiças. E isso não é justiça. Ser justo é ser reto, sabendo daquilo que se quer, tendo convicção, mas retornando a balança com amor e suavidade, assim como uma mãe faz de seu filho.

É buscar a justiça pelo bem e não pela vingança. É fazer o que necessita ser feito, mas pelo bem daquele que se desvia. Há passividade, paciência e uma busca verdadeira pela transformação, por tornar aquele que se desvia o reto, mas sem dor e aguardando o tempo de seu amadurecimento.

O desequilíbrio do sagrado feminino é o que conduz o mundo a toda essa confusão que passa diante de seus olhos, pois sem ele vocês não sabem de sua própria verdade.

É através do sagrado feminino que são levados para dentro de vocês mesmos. Sem o sagrado feminino vocês não se sustentam na fé do propósito, com equilíbrio e maestria, mas acima de tudo, brandura no coração.

Todos aqueles que frequentam o poder em seu mundo, tanto homens quanto mulheres, são a pura representação do desequilíbrio entre o sagrado feminino e masculino. Eles representam a desonestidade, a imposição pela força e arrogância, o querer para si próprio sem o olhar do bem comum.

Tudo isso, meus filhos, que vivenciam por séculos, é o resultado do desrespeito a essa energia sagrada que é o amor da Mãe/Deus.

Esqueceram-se em suas escrituras de equilibrar e honrar o sagrado feminino, de dizer em nome da Mãe e do Pai, e com isso a mulher deixa de se honrar, deixa de ser o símbolo dessa força equilibrada, dessa coragem amorosa e justa e se transforma numa mulher que luta por atingir o equilíbrio buscando a igualdade junto aquilo que está em desequilíbrio.

Mas a mulher forte é convicta a ponto de manter esse amor feminino e ser a mãe que educa seus filhos com a postura da verdade, da lealdade e da integridade. Da certeza do bem pelo amor. Isso é ser feminino!

Ser feminino passa muito longe de ser frágil, mas significa justamente essa verdade inabalável, mas também justa e equilibrada no amor.

Estejam em paz filhos.

Sou sua Mãe Divina.
 
-…..—==I.=|=|..|=|=.I==—-…..-

Direitos Autorais: Thiago Strapasson
Fonte: http://www.pazetransformacao.com.br

COMO MANTEREM-SE PROTEGIDOS DE TUDO QUE NÃO DESEJAM EM SUAS VIDAS

image

Mensagem de Mãe Maria
através de Thiago Strapasson
29 de maio de 2017  

Que as bênçãos do amor tragam paz ao seus corpos, mentes e corações.

É tempo de trazerem para cada um de vocês a paz, deixando irradiar a sua luz ao mundo. Não é mais tempo de se prenderem às questões mundanas, de olharem com falta de compreensão, de julgarem ou não aceitarem aquilo que veem e que acontece em seu mundo. É tempo de compreensão, de aceitação, para que desse sentimento a paz os irradie.

O tempo é de compreenderem a visão de Deus sobre a experiência que vivem, para que dessa compreensão resplandeça em sua aura o amor e a gratidão por todos os elementos da natureza, por tudo o que está ao seu redor. Olhando todos os fatos dos seus dias com essa visão de aceitação, de confiança em Deus e de entrega, vocês mantêm os seus corações livres a irradiar amor, que se manifesta em uma profunda aceitação e paz interior.

O tempo, filhos, é de não mais criticarem, de não julgarem, de não mais se envolverem em questões mundanas da política, dos conflitos entre os homens, e deixarem a opinião de lado, compreendendo que aquele que opina não é a sua essência, mas a sua personalidade humana que muito pouco diz sobre tudo o que você representa. O tempo é de abandono, de abdicação das opiniões, para que o seu único foco seja a sua própria iluminação, o resplandecer de seu espírito e nada mais.

Não há mais tempo, filhos, para o envolvimento em todas essas questões, que não mais lhe trazem interesse. É tempo de realmente permitir, que tudo isso que passa diante de seus olhos, se dissolva na eternidade dos seus próprios corações. É tempo de serem amor, de mostrarem o amor e serem gratos, simplesmente por terem essa compreensão, e nada mais.

Porque o olhar, amados, é ele que diz aquilo que somos, é a visão que mantemos sobre o mundo, e aquilo que está ao nosso redor. Apenas o olhar compassivo é aquele que se mantem sóbrio diante das adversidades do mundo. Um olhar daquele que observa, mas, em silêncio, deixa os pensamentos menos dignificantes se diluírem no vento, na chuva, a queimarem no fogo, ou serem enterrados no passado. A compreensão de que muito pouco importa nessa experiência, senão além daquilo que sentimos e trazemos em nossos corações.

Pois aquele que traz essa compassividade em seu coração, que compreende a perfeição em todas as experiências, é aquele que compreende o amor de Deus em sua vida. O amor de Deus, amados, que é um amor que não julga, que não diz sobre quem está certo ou errado, mas que vê em toda a imperfeição do mundo as dores profundas que os seus filhos trazem no coração.

Esse olhar é libertador, pois ele já não aceita o medo, ele é luz, e confia no propósito divino em tudo que passa pela vida.

Quão mais simples seria o mundo, meus amados, se esse olhar de compassividade fosse irradiado ainda que por uma pequena parte da população desse planeta, pois esse estado promove o exemplo maior de Deus, de permitir que tudo se desenvolva dentro de seu tempo, para que, em sua sabedoria, veja os seus filhos atingirem o estado da verdadeira felicidade.

A felicidade que somente é atingida em um estado de plenitude da alma, quando as restrições desses olhares deixam de os amarrar à experiência na densidade desse planeta. Pois aquilo que os deixa livre, filhos, para que sigam o caminho do amor, não é a visão de Deus sobre vocês, mas sim é o olhar que mantêm sobre as experiências em suas vidas. Pois quantas vezes vocês olham e criticam aquilo que não concordam.

Mas não compreendem que, por mais justa que sejam as suas causas, amados, quando perdem essa compassividade interior, se abrem a tudo aquilo que justamente estão a negar. O que nos abre ao campo de irradiação de energias não reluzentes, é somente a forma como vemos as experiências no mundo, e nada mais. É a partir do medo, do julgamento, da falta de confiança, que nós nos abrimos para que a nossa energia seja usada em atos contrários ao amor.

Deus compreende que temos que estar prontos a abraçar o que eu lhes digo nesse momento, e que poucos são aqueles que realmente praticam isso em suas vidas, mas mesmo assim ele permite que, em suas vidas, repitam as experiências até que compreendam algo tão simples, que é amar e ter compreensão sobre tudo.

Ao manterem um olhar negativo sobre o que quer que seja, vocês se prendem a esse sentimento inferior, e assim dificultam o livre fluir em suas vidas, vocês travam as suas emoções e assim dificultam que as energias empoderadoras de proteção, transitem sobre o seu campo energético. Ao assim fazerem, se abrem para tudo aquilo que negam possa os afligir. Pois assim é a vida no cosmo, atraímos aquilo que vibramos.

Há que se ter compreensão e aceitação ao processo, amados, seja ele qual for, devem manter o foco em sua própria luz interior, porque assim evitam que através de sua própria treva interior, se vinculem a energias densas, que acabam por arrastar as suas consciências em sua própria escuridão. A luz atrai mais luz. Mas o medo e o julgamento, abrem as portas para que, de nossa escuridão interior, as trevas se manifestem em nossas vidas.

Aqueles, meus filhos, que mantém um olhar caridoso na vida, de compreensão pela dor alheia, pela falta de entendimento, são justamente os que são capazes de adentrar aos ambientes mais duros dessa criação, mantendo-se cristalinos e puros em seu propósito. São justamente os que, em todos os testes da vida, mantiveram o coração aceso em luz e amor.

Não há, meus filhos, melhor maneira de se defenderem de tudo aquilo que pensam que os atacam, que pensam que os envolvem, senão cuidando de seu próprio e maior santuário interior, mantendo sua paz e pureza de seus corações. E para se manterem nesse estado, apenas o farão cuidando de seu olhar sobre as experiências que os circundam.

Orem, filhos, por todos aqueles que cruzam os seus dias, nos atos mais impensados, irradiem essa paz, porque assim, meus nobres, estarão a se proteger, estarão a irradiar o mais puro amor de Deus, mantendo em perfeição a sua manifestação na Terra.

Não há outra forma de ancorarem a proteção em seus seres, meus filhos, de fecharem seu campo sobre tudo o que pode os envolver, senão manifestando o amor na Terra.

E assim eu os abençoo, acolhendo-os em meu manto de proteção sempre que, por não se lembrarem dessas palavras, se abrirem a manifestação daquilo que não desejam em suas próprias vidas, porque sou sua Mãe.

Maria  

-…..—==I.=|=|..|=|=.I==—-…..-

Direitos Autorais: Thiago Strapasson
Fonte: http://www.pazetransformação.com.br

AS DUAS FACES DE DEUS

image

Mensagem de Maria
canalizada por Pamela Kribbe
27 de maio de 2017  

Queridos e belos homens e mulheres! Estou aqui com alegria! Durante uma de minhas vidas na Terra, meu nome era Maria. Agora estou aqui com vocês em espírito, coração para coração. Vejam-me como um igual, uma amiga, uma irmã. Estou aqui entre vocês com um sentimento de felicidade e entusiasmo em meu coração, porque os vejo brilhar. Vocês estão abertos para o amor e a abundância que existem aqui, em parte como resultado da sua própria criação. Quando pessoas se encontram e compartilham seus sentimentos mais profundos, suas dores e anseios, criam uma sensação de serem aceitas e estarem unidas, combinada com uma simplicidade e franqueza, que fazem brotar o melhor em cada um. Celebremos isto juntos!

Peço a cada um que volte ao Lar, ao seu coração, à sua própria essência, e perceba o quanto se sente relaxado e feliz em seu âmago… As coisas são muito mais simples do que você pensa. O desenvolvimento espiritual geralmente é visto como algo complicado, difícil, onde se cresce lentamente, passo a passo, como quem estivesse se esforçando para conseguir um diploma universitário para o qual é preciso dar o melhor de si, trabalhar duro e adquirir conhecimentos e habilidades. Mas a verdade é muito simples: no seu coração, você já sabe tudo, você já está lá; o lugar aonde você deseja ir já está vivo e vibrante dentro de você mesmo. Sinta a luz viva em seu corpo. Ela está aí sem nenhum julgamento sobre bem ou mal, sobre quem você pode ou não pode ser. Está silenciosamente presente aí, esperando em todas as células do seu corpo até que você a veja e se conecte com ela.

Trabalhar com um animal interior, um animal simbólico que combine com você, funciona muito bem para ajudá-lo a recuperar a sua essência, porque o animal em si é livre, instintivo e intuitivo. É nisto que reside a verdade – não na cabeça e nos diversos conceitos que lhe são oferecidos pelas tradições da sua cultura, mas sim no seu coração. Sinta a luz viva que dança dentro de você e ao seu redor; libere suas preocupações e aproveite este momento! Existe algo muito mais vasto que o sustenta; você não precisa conhecer e entender tudo com seu eu humano. Sinta o grande fluxo de luz viva que percorre toda a natureza e você também, porque você faz parte da natureza.

Hoje estamos falando sobre o poder masculino e o feminino. A intenção destas duas energias é realizarem juntas a dança da felicidade, da alegria, do prazer e, inclusive, do êxtase. Mas o que aconteceu, ao longo da sua história, foi que elas se tornaram alienadas, de modo que homens e mulheres têm dificuldade para construir uma ponte entre si. Algumas vezes, inclusive, cada um vive em sua própria ilha, e isto fere a ambos.

A vida foi feita para ser celebrada em entrega e espontaneidade. Imagine, por um instante, que eu o levo para o início da criação. Na verdade, nunca houve um começo, mas para facilitar o entendimento, falarei de um início. Imagine que a essência de Deus, da Criação, seja um fogo pleno de potencial, mas que ainda não exista nenhuma distinção, nenhuma diferenciação, apenas o Um. Sinta o poder intensamente concentrado desse centro ígneo. Sinta um silêncio amplo e profundo que é todo-abrangente, mas que, ao mesmo tempo, tem uma urgência, uma necessidade forte e premente de se abrir, de desabrochar, como uma flor na Primavera. Há um desejo de criar, no coração de Deus; um anseio para experimentar a variedade, a diversidade, a riqueza das possibilidades da criação.

Assim, dessa força nuclear, desse fogo da criação viva, brota uma diferenciação que dá origem aos fluxos de energia masculina e feminina, ambas nascidas do Um; as duas faces de Deus. Imagine, simbolicamente, como o primeiro homem e a primeira mulher despertam dessa Fonte de unidade. Cada um toma forma em um corpo diferente. Ainda sem familiaridade com a forma, o Um se move tanto no homem quanto na mulher.

Imagine a surpresa e a admiração quando um vê o outro, quando a mulher e o homem olham um para o outro pela primeira vez! Por um lado, há o reconhecimento da semelhança, já que ambos se originaram dos mesmos anseios da Fonte: a vida que desejava se abrir, celebrar, experimentar… Mas há também diferenciação, o fato de eles serem diferentes um do outro; e também existe a atração entre os dois polos. Há uma admiração e um desejo de conhecer um ao outro.

Quando tudo é um, quando tudo está em um estado de unidade, há pouca chance de exploração, descoberta, investigação e aprendizado. Tudo isto só surge com a dualidade. A intenção original da dualidade é a alegria, a abundância, a descoberta um do outro e a diversão. A intenção e profundidade de um relacionamento entre homem e mulher é experimentar, um no outro, uma espécie de segredo e mistério, e estar sempre procurando por isto, de maneira feliz e alegre. Relembre essa sensação mais uma vez!

Como alma, você vem diretamente do Um, você é um emissário direto, uma centelha de Deus, do fogo original, e está pleno de profunda sabedoria e da antiga lembrança do Lar, que você pensa que perdeu, mas conserva ainda. A partir desta fonte profunda do Um que você é, você escolheu um corpo masculino ou um feminino, e optou pela experiência de ser um homem ou uma mulher nesta vida. Portanto você não é o masculino nem o feminino, mas escolheu as experiências de estar vestido com um corpo masculino ou um feminino.

Agora olhe para o seu próprio corpo, para o seu próprio sexo, masculino ou feminino. Observe-o com admiração neutra, como algo que você é mas que também não é. Você é mais do que isso, você é ilimitado em seu ser. Quando olha para sua própria feminilidade ou masculinidade desta forma, você se distancia disso e, por uns instantes, retorna ao seu lar básico, à energia da sua alma que escolheu ser uma mulher ou um homem.

Peço a você – alma velha, que já viajou tanto pelo universo – que visualize sua própria energia feminina como uma menina e tome-a pela mão. Olhe, então, para a sua energia masculina, e veja-a como um menino, um filho que lhe pertence, e estenda sua mão para ele também. Você ama essas duas crianças e segura as mãos de ambas.

Dê-se um tempo para permitir que esta imagem penetre em você. Honre estes dois aspectos de si mesmo. Sinta sua própria eternidade como alma e, ao mesmo tempo, respeite estas formas, de homem ou mulher, de menino e menina. Perceba com qual dos dois você tem mais facilidade de acesso, com qual deles você se conecta sem dificuldade. Observe quem está bem. As crianças estão felizes e satisfeitas, ou uma delas está se sentindo só e esquecida? Repare no tipo de roupas que eles estão usando. Elas lhes permitem movimentar-se livre e espontaneamente?

Observe os dois, começando pela menina. Olhe diretamente em seus olhos. Se achar difícil ver uma menina em você, invente uma; visualize uma menina linda, ou poderosa, ou brincalhona, em pé à sua frente. Escolha aquela que lhe for mais fácil fantasiar, mas mantenha isso divertido e leve. Que menina você gostaria de ter consigo? Pergunte a ela: “O que posso dar-lhe para torna-la inteira e completa?” E veja que ela lhe responderá através de uma palavra ou gesto.

Em seguida, faça o mesmo com o menino que está aí com você. Se a imagem dele não lhe vier imediatamente, crie um menino, deixando sua imaginação fluir livremente. Fite esse menino com o olhar de uma mãe sábia. Receba-o, acolha-o, pois ele é belo do jeito que é, como quer que seja. Então pergunte a essa criança, que representa sua energia masculina: “Você se sente à vontade comigo? Você se sente acolhido, bem-vindo? O que posso lhe oferecer, ou o que você precisa receber, para ser inteiro e completo?”

Segure firme as mãos das duas crianças. Sinta que você é o mestre, um mestre poderoso, mas amável, que pode acolher os dois elementos dentro de si. Trate as crianças com reverência e respeito, e finalmente veja como elas se relacionam. Peça-lhes para segurarem as mãos uma da outra. Observe se elas conseguem enxergar uma à outra, se gostam de estar juntas, ou se existe uma certa distância ou desconfiança entre elas.

Em tudo o que estou lhe sugerindo, peço-lhe que o faça com alegria, descontraidamente, e sem pressão. Este não é um exercício mental; a intenção é ajudá-lo a se conectar com partes de si mesmo que lhe pertencem, que o conduzem à sua essência. No passado, na sua sociedade, a energia masculina tornou-se restrita, mesquinha e unilateral; uma energia determinante, estruturadora, hostil em relação à energia fluida feminina. Houve uma falsa separação entre ambas. A energia masculina tornou-se alienada do seu centro original, dissociada da alma, do Um. Foi como se a energia masculina tivesse definhado, como se não fosse mais alimentada por uma fonte viva de luz.

Todos vocês, tanto homens quanto mulheres, tiveram que lidar com essa herança. Neste dia, em que estamos falando da transformação da energia masculina, gostaria de pedir a cada um de vocês que observe o que esse passado fez com esse menininho em você, seu menino interior. Geralmente, toda a atenção é voltada para a energia feminina e como ela foi vitimada, como sofreu nas mãos de uma energia masculina dominadora. Mas agora, observe o que aconteceu com o seu menino interior, a energia masculina original, em sua forma pura, inocente… O que aconteceu em muitas pessoas – tanto homens quanto mulheres – foi que elas rejeitaram internamente a energia masculina em si mesmas, porque esta ficou associada ao abuso ilegítimo do poder, à manipulação e violência.

O que ocorre internamente, em especial o que ocorre no caminho espiritual, quando seus sentimentos se abrem e se interiorizam, é que a sua energia feminina aumenta e você fica mais sensível para perceber outras energias, inclusive para captar as emoções e humores de outras pessoas. E esta sensibilidade não tem limites. Isto faz com que você oscile, porque se conecta muito facilmente com a energia dos outros. Seu coração se abre, sua energia feminina se desenvolve, mas a energia masculina ainda é imprecisa e empurrada para um canto esquecido. Ela é impedida de se manifestar devido às conotações negativas a ela associadas.

Isto acontece também com homens sensíveis, que têm medo de mostrar sua força, sua visão, seu fogo, pois temem ser agressivos e voltar a cair na velha energia masculina. Observe isto em si mesmo, por um instante; perceba como é isto em seu interior. O menino pode realmente mostrar sua força, seu espírito aventureiro, sua visão para você?… A energia masculina original tem algo de muito criativo, pode gerar mudanças, quer criar e construir coisas, deseja fazer uma diferença. A energia masculina no seu interior é a que lhe permite atrever-se a se destacar em um grupo, ou libertar-se de uma ligação; ela lhe dá a coragem de dizer “Eu” e fazer tudo o que pode fazer através da sua conexão com sua alma, com seu coração. É isto que muitos precisam aprender a vivenciar de novo: que é possível ser grande e poderoso e, ao mesmo tempo, estar conectado com a alma.

Peça à sua energia masculina para retornar a você através do animal que você visualizou hoje, ou através do seu menino interior, o menino que veio viver com você. Peça muito clara e explicitamente para receber esta energia em si. Esta energia masculina, que é equilibrada e pura, faz parte da sua essência; ela lhe dá o poder de realmente firmar-se como a pessoa inigualável que você é. Ninguém mais é igual a você. Faça a diferença! Foi para isto que você veio à Terra. Sinta seu poder masculino a partir de dentro, e perceba como esse seu poder é amistoso com sua força feminina. Seu poder masculino respeita o feminino; quer estar com ele, servi-lo, cooperar com ele. Assuma sua força masculina! Sinta-a fluir pela sua coluna vertebral. Endireite sua coluna e sinta essa força fluindo de cima para baixo. Sinta o poder da energia masculina em seus braços e pernas, nas suas mãos e pés. Sinta também como esse poder lhe dá espaço ao criar limites em torno da sua sensibilidade.

Uma nova era está chegando à Terra. O início dessa era já está acontecendo e é notável. Este novo tempo precisa de você, de pessoas com um coração pulsante, conectadas ao Um e, a partir daí, capazes de usar tanto os elementos masculinos quanto os femininos que trazem dentro de si – o poder da conexão, da compreensão, da ternura, aliados ao poder de se defender sozinho, de ocupar um espaço, de discernir, de ousar dizer “não” quando preciso. É extremamente necessário que haja uma conexão entre esse poder masculino e a energia feminina.

Sinta-se livre! Deixe sua luz brilhar! Isto é o que se pretende na sua vida. Deixe que a vida seja uma dança. Permita novamente que a dualidade seja uma fonte de alegria, curiosidade, descoberta e aventura. Você pode conseguir isto em sua própria vida sentindo o poder primordial em si mesmo.

Obrigada pela sua atenção.
 
-…..—==II==—-…..-
 
Direitos Autorais: © Pamela Kribbe
http://www.jeshua.net

Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br  

MEDO DA DOR

image

Mensagem da Mãe Maria
através de Michele Martini
11 de maio de 2017  

 
Recomendamos ler ao som de Schubert – Ave Maria

Que as bênçãos do amor tragam paz aos seus corpos, mentes e corações.

Filhos amados, venho trazer a vocês o meu manto de luz e amor, a envolvê-los em paz e proteção.

Estejam certos, queridos amados, de que estou sempre aqui para vocês, juntamente com todos os anjos de luz verde, a mostrar a vocês a verdade, aquela verdade presente em seus corações, a qual vocês evitam olhar, mas que é onde está a chave para a sua cura.

Dentro de seus corações, já os dissemos, está o canal que une vocês ao Divino. E o sofrimento é apenas consequência de breves momentos em que fecham partes desse canal, impedido a energia Divina de se manifestar e trabalhar em seus corpos em equilíbrio.

Trago a vocês a energia do amor, para que ativem em seus corações a revelação da verdade, aquela há tanto esquecida, mas que é o remédio que trará a cura para o sofrimento físico, o qual já não mais suportam levar adiante.

Vocês, filhos, transcenderam a experiência da matéria, mas ainda estão presos a pequenos sentimentos de medo, que os mantém repetindo doenças, dores, apenas pelo fato de cultivarem o medo de se libertarem desse sentimento dentro de vocês.

Vocês acostumam com a dor, familiarizam-se com essa rotina de sofrimento. E já não acreditam que é possível viverem libertos de toda essa energia densa que não mais faz parte de vocês.

Vocês estão a manifestar em seus corpos físicos apenas os reflexos de uma lembrança vaga do que era o sofrer, que ficou registrado em vocês, pois o sofrimento e o cultivo do pensamento de que há sofrimento, vai criando uma programação mental que faz com que passem a acreditar que isso faz parte de vocês.

Filhos amados, venho trazer a vocês a verdade, que é a esperança de que tudo um dia melhorará. Quando já não suportarem mais esse sofrimento, vocês mesmos romperão os fios energéticos que ligam vocês as próprias criações mentais de que sofrem, pois são todas manifestações físicas de vossos próprios pensamentos de medo.

O medo de sofrer, o fato de não se permitirem saborear os bons momentos da vida, justamente pelo medo que existe de voltarem a sofrer, é o que acaba trazendo novamente o sofrimento para vocês.

Não adiantaria, filhos, dizer a vocês que estão curados, pois vocês precisam encontrar essa afirmação dentro de vocês mesmos, decretando o encerramento definitivo do padrão de sofrimento.

Para isso, queridos amados, trago a vocês uma nova programação, para efetuarem diariamente, assim que estiverem em paz e equilíbrio com vocês mesmos, e que gravará em seus registros, sob a minha proteção, uma nova verdade, que é a única verdade, e que superará todo o padrão de medo criado por vocês.

Estabeleçam uma forma própria de limpeza energética, que pode ser conforme ressoarem melhor energeticamente, de livre escolha.

Após trabalharem na limpeza de seu campo áurico, tragam as seguintes palavras em seus lábios e suas mentes:

“ Eu manifesto a saúde plena”

“ Eu sou um canal do Divino em perfeito equilíbrio”

“ Eu sou a manifestação da coragem e da superação material, para unir-me ao Eu Sou”

Esses códigos, filhos trarão a vocês uma nova realidade, conforme fizerem, em um período de 21 dias, para que a nova programação se estabeleça. Sentirão como as suas vidas mudarão gradativamente, já não identificando mais os antigos padrões de dor e sofrimento, já não manifestarão mais as doenças que antes existiam apenas manifestadas na matéria porque eram sustentadas pelas suas mentes.

Essa forma de limpeza de registros de sofrimento, filhos, pode ser feita por cada um de vocês consigo mesmos, sem necessidade de buscar auxilio externo. Eu, como a sua mãe, os envolverei em meu manto de amor, trabalhando para que acalmem os seus corações a elevarem-se energeticamente para receber o trabalho.

Sigam em paz e na plenitude do seu Ser, reconhecendo a vossa verdadeira natureza e filiação, e a vossa origem do Divino.

Sou Maria sua Mãe
 
 
-…..—==II==—-…..-
 
Direitos Autorais: Michele Martini
Sou um canal em harmonia à luz violeta. Ancoro nesse plano o desejo de elevação planetária pela transmutação de toda densidade que bloqueia o livre fluir da luz e amor nessa dimensão. Em comunhão com os mestres ascensos, seres de luz e a partir da fé humana varreremos e transmutaremos os estados mentais densos em alegria, tranquilidade e amor. Com a ajuda da amada Mestra Portia, coloco-me a serviço da liberação de toda escuridão humana e planetária, buscando ser um instrumento de alivio da dor física, emocional e mental daqueles que se colocarem sob nosso campo de irradiação.

Fonte: http://www.pazetransformacao.com.br/

A DILUIÇÃO DO EU INFERIOR

image

Mensagem de Mãe Maria
através de Thiago Strapasson
12 de maio de 2017  

O sentimento de unidade, quando passa a se manifestar, nos causa confusão. Pois junto ao sentimento de integração sentimos um vazio tão grande onde já não acreditamos sequer em nossa própria existência. De fato, já não sabemos se somos reais ou uma mera ilusão da vida nessa experiência.

Sim, o sentimento de unidade é algo um tanto quanto amedrontador, pois percebemos nossa própria consciência se diluindo em um oceano totalmente desconhecido. Não sabemos se realmente existimos, bem como o que iremos encontrar do outro lado. Mas não há como voltar, pois o antigo Eu se desfez diante das duras provas e de todo o processo de purificação pelo qual passamos por vidas e vidas. Ele deixou de existir então deixamos todas as nossas referências do passado, e já não sabemos para onde vamos. É um sentimento de estar perdido que só resgatamos ao pegar na mão de um Mestre, que nos conduzirá com todo amor.

Esse é um sentimento, que um dia ouvi de um Mestre, como sendo como um rio quando chega ao mar, que ainda olha para trás e tenta se segurar com medo do que virá, pois o sentimento de unidade vem acompanhado de um vazio enorme, onde já não nos identificamos com o Eu Inferior, mas também desconhecemos o que estamos nos tornando, se é que existimos.

Continuamos a viver a vida, mas passamos a ver tudo isso como uma representação tão ínfima do que existe… E para ser honesto, isso é atormentador. Simplesmente duvidar de sua existência, sabendo que, no fundo, esse corpo é uma mera manifestação de uma memória do akáshico de algo muito maior, que se fez em personalidade humana.

Quando nos vemos como uma singela chama de uma energia muito maior e percebemos que sequer existimos, senão em uma realidade tridimensional planetária, é algo um tanto confuso. Pois os nossos sentidos físicos se manifestam na matéria, como um Eu Personalidade que vive seus dias, e interage com outros que estão em situação semelhante. Mas vislumbramos que esse Eu que vive seus dias aqui já não existe, ele está em conexão a tudo, e o que sobra é o nada. O sentimento de que nada importa e tudo está bem, sempre bem.

A diluição da própria consciência ao Eu Sou, é a expansão maior do sentimento de unidade, onde deixamos de sentir as divisões e as barreiras que nos separam de Tudo O Que É, embora nossos olhos e nossos sentidos físicos nos digam exatamente o contrário. A mente simplesmente não compreende o que está a ocorrer, e temos que conviver com esse sentimento.

É um sentimento paradoxal que nos preenche, pois esse vazio, junto desse anseio de unidade, de conexão a uma energia muito maior que é inexplicável à nossa mente, de certa forma nos causa medo e confusão.

Quando deixamos de ter a certeza do que somos, inclusive de nossa própria existência, e passamos a ter como única certeza que nossa consciência, como manifestação de uma energia muito maior, tornar-se-á uma memória aglutinada ao registro akáshico de nossa presença Eu Sou, nos vem a dúvida e junto a certeza, de que muito pouco somos nessa vida. Nos vemos enquanto Eu Inferior que tantas vezes protegeu com tanto afinco sua honra, seus bens e tudo que pensava possuir.

Ao mesmo tempo olhamos para trás e já não nos encontramos, percebemos a cada dia nossa consciência se diluindo nesse mar, pois algo está a nos chamar. Descobrimos um mundo fantástico, multidimensional, cheio de magia e sem limites, que se apresenta e que é muito encantador. Um mundo onde o tempo e a distância, em termos quânticos, tornam-se irrelevantes, e uma sabedoria enorme está simplesmente ao nosso acesso, sem que sequer saibamos como ela foi criada.

Essa é a sensação daquele que se percebe como um córrego diante do oceano, uma fagulha diante da luz que representa. É essa a sensação que nos vem quando nos damos conta que a nossa consciência sequer existe, mas sim apenas um corpo físico que se manifesta em seus dias, interage, mas já desprendido e cheio de dúvidas quanto ao que virá.

O conflito se instala, pois simplesmente se torna aterrorizador a inexistência da palavra Eu. Essa palavra, do dia para a noite, perde seu significado, e pode ser substituída pela expressão “esse corpo”. Porque o Eu se torna a unidade, e com esse olhar simplesmente deixamos de ver a divisão. Mas isso não é uma compreensão, mas um olhar, um sentimento, que se manifesta ao nosso redor, junto do amor por tudo.

Mas nesse ponto a dúvida que surge é: Como será o futuro? Pois como posso esse Eu que sequer existo continuar meus dias nessa realidade, sabendo que tudo não passa de um grande jogo, de um banco de experiências, que se agregam ao registro Akáshico de uma energia que sequer somos capazes de compreender?

O sentimento de vazio total é algo que, ao mesmo tempo que nos amedronta, nos provoca a experimentar mais dessa sensação de inexistência e conexão ao todo.

Simplesmente, agora compreendo o motivo pelo qual tantos humanos preferem se manter a viver a vida tridimensional, sem buscar por algo mais elevado. É simples, é cômodo, e nos permite saborear a matéria com toda a sua intensidade, sem alimentar dúvida nenhuma quanto à própria nossa existência. Pois os sentidos físicos nos comprovam, a cada segundo, a nossa existência física, e, quanto a isso, é cientificamente comprovado a existência de um corpo biológico, que se manifesta em seu próprio meio, no meio que foi desenvolvido para existir.

Mas quando o rio se aproxima do oceano, e percebemos o que realmente somos, a dúvida se instala, e imediatamente saímos de uma situação cômoda e conhecida para algo que sequer temos ideia do que se trata. Esse sentimento é algo conflitante, que intriga aqueles que já não se veem como existentes nesse plano.

Muitos dizem que gostariam de experimentar uma conexão maior, mas isso talvez signifique abrir mão de sua própria humanidade, deixando de compreendê-la como nos ensinaram, para que possamos simplesmente retornar à realidade que viemos. Uma energia que se dilui na imensidão do cosmos.

Estejam em paz.
 
-…..—==I.=|=|..|=|=.I==—-…..-

Direitos Autorais: Thiago Strapasson
Fonte: http://www.pazetranformacao.com.br

UNIFICANDO-SE AO EU SOU

image

Mensagem de Mãe Maria
através de Thiago Strapasson
12 de maio de 2017  

Que as bênçãos do amor tragam paz aos seus corpos, mente e coração.

Foram grandes as labutas de suas vidas, meu filho, as quais pude o acompanhar com todo meu amor, irradiando-o para que se libertasse à verdade do que é. Pude sim o seguir, filho, durante o trajeto nesse planeta, aguardando pacientemente que retornassem ao colo materno que o resguarda com todo o amor.

Mas é chegado o momento onde sente o sopro da verdade maior da vida, onde ela se abre a cada um de vocês, a os mostrar a energia que representam nesse planeta. Vocês sentem a aproximação da integração, do retorno, ainda num corpo físico, aos braços de Deus. E o sentimento que possuem é o de alegria, mas também o de certa melancolia por tudo que estão a deixar a trás.

Já não se lembram, filho, da realidade a qual vieram, pois por tanto tempo estiveram nesse plano servindo, mas também por muitas vezes indo por caminhos tortuosos que os conduziram à dor e ao sofrimento. E hoje vislumbram a luz de onde vieram e que se destinam a se reintegrar.

Foram bravos, filhos, foram grandes, pois adentraram em um ambiente onde muitos não acreditariam o que seriam capazes de fazer e hoje eu os vejo resplandecendo luz, irradiando a verdade ao mundo.

É uma nova estrela que surge em suas vidas, meu filho, uma estrela que os ligará a algo muito maior, que os conduzirão à verdade maior da vida, para que se vejam como são, meus filhos, em unidade ao amor. É assim que sempre os vi e é assim que são.

Não há nada que os retire dessa condição. Mas ao se sentirem novamente na integração que são vocês estarão a se unificar ao amor maior da vida. O sentimento de união simplesmente tomará conta de cada um de vocês que se propuserem com coragem a trilhar o caminho da reintegração com a vida, com tudo o que É. E será quando poderei novamente os sentir em meus braços, para que em retorno à unidade estejamos como estivemos destinados a ser, nos vendo como Um a tudo, onde nada será capaz de nos separar, pois simplesmente nos tornaremos uma única consciência em amor.

Esse é o plano maior da vida, filhos, a integração, a diluição em amor da fé, da força e da vida.

Eu bem sei que em seus dias nada mais se encontra como antes, pois há uma paz em seu interior, uma quietude boa de sentir. E assim eu cumpro minha promessa, filho, a de que uma nova estrela nasceria em sua vida onde sentiria novamente a beleza de se sentir em integração, onde a vida se abriria de uma forma inimaginável a ti, com uma força a resplandecer em amor a cada ser, a cada célula que se encontra em sua vida.

Perceba, filho, que após tantas idas e vindas nesse mundo nada de muito importante lhe sobra, a não ser a experiência de ter mostrado a si mesmo de que era capaz de, nesse meio, lembrar-se de sua verdadeira natureza, de retornar em amor a algo que podem hoje ver como a única verdade, a de que não existe separação.

E assim a personalidade humana se dilui, se integra, ela se transforma naquilo que pode ser dito como o amor de cristo, que é a força da unidade maior. A consciência já não encontra guarida na personalidade humana, ela simplesmente se conecta a tudo que Existe e se integra. E, assim, filho, retorna aos meus braços já livre e liberto dos meandros do ego que arrastava a consciência a um mundo de dor e sofrimento, onde o amor não era a regra, mas exceção que prevalecia em suas vidas.

E os digo de todo coração que a mágica e o propósito é simplesmente esse, a integração dessa verdade ao amor. Assim é a vida e dessa forma ela se faz.

Esteja nas bençãos desse percurso, pois ele será recompensador aqueles a quem Deus chamar, para que a experiência retorne a origem de forma muito mais sábia e madura. E assim é, meu filho. Assim será!

Sou sua Mãe e o acolho em meus braços para que em unidade e perfeição sejamos um único ser a irradiar nosso amor.

De sua Mãe, Maria.
 
-…..—==I.=|=|..|=|=.I==—-…..-

Direitos Autorais: Thiago Strapasson
Fonte: http://www.pazetransformacao.com.br