PREPARANDO-SE PARA 2018

image

Jeshua ben Joseph (Jesus) expressando-se
através de Judith Coates
9 de Fevereiro de 2018  

Amado, este ano será um ano de mudanças. Aquilo que parecia estático ou imutável, será movimentado um pouco, porque você olhou e averiguou em seu coração que realmente o que você vê não é tão amoroso como poderia ser. Não é tão atencioso como poderia ser.

Você sabe a partir dos seus próprios sentimentos que gostaria que outros o aceitassem mais. Você gostaria de receber mais amor. Você gostaria de ver mais amor no mundo, e você sabe que isto é realmente possível, mas, então, quando você olha, há o julgamento que vem muito rapidamente e diz: “Mas algo não está tão bom como poderia ser. Algo está faltando.”

Você sabe, intuitivamente, como seria se todos se sentissem amados. se tudo seguisse nas rodas do amor. E, no entanto, quando você olha o mundo, você vê que realmente o caminho é acidentado, que há alguns lugares onde as rodas podem passar facilmente e há alguns lugares que são muito desiguais. E você disse: “Por que tem que ser assim?”

Quando você criou os pequenos, seu coração queria amá-los. Você procurava nos pequenos todas as qualidades boas que poderia elogiar. Às vezes, eles cresceram como a flor ao sol, e outras vezes, eles reuniram a sua energia e pareciam não ter uma boa conduta. Você se perguntou por que, especialmente nas famílias onde há mais de um dos pequenos. Você se perguntou por que eles são tão diferentes na forma com que eles reagem ao mundo e a forma com que o mundo reage a eles.

Falamos disto em outros momentos, dizendo que ninguém vem com uma lousa perfeitamente limpa. Ninguém encarna com uma lousa perfeitamente branca. Você vem com uma história passada, com uma certa inclinação de lembranças muito profundas de como foram as circunstâncias em outras encarnações. E as outras encarnações, até certo ponto, podem – nem sempre, mas podem – influenciar como você vê esta encarnação.

Você viu isto com os seus amigos. Alguns deles vieram com muita força. Eles entram em uma sala e de repente, há a luz solar na sala. De repente, lá estão eles e toda a sua energia é ótima. Por trás deles, vem esta pessoa muito silenciosa que nada diz, e ela não tem certeza se será aceita ou não. Você se pergunta por que a diferença.

Cada um de vocês está vivendo aquilo que sentiu que não estava bem completo. Você não tinha concluído completamente como seriam as experiências de um relacionamento, como os relacionamentos seriam, como o corpo seria. Todos vocês se moldaram de uma certa forma, semelhante, mas não idêntica, de modo que pudessem vir ao mundo. Até certo ponto, você pode falar com o mundo, você pode ouvir o que está acontecendo no mundo. Você se move no mundo e, no entanto, cada um tem uma certa nuance de como eles falam, como eles vêem, como eles pensam, como se sentem.

Então, como você entenderia determinados atributos? Às vezes, estes atributos são fáceis de estar e, às vezes, estes atributos são como lixa em um relacionamento. Irão lixá-lo até que haja uma parte realmente suave de você, ou podem lixá-lo até que o irritem. Você se levanta cada vez que é irritado um pouco, até que chega um momento em que diz: “Eu desejo a paz. Já basta.”

Neste ano, você estará vendo com mais clareza a distinção entre a paz e a ausência de paz, a distinção entre o amor e a ausência de amor. Você verá isto em seu círculo, e, também, no círculo mais amplo do cenário mundial. Você já tem os jogadores no cenário mundial e você estará assistindo: “Como este drama está funcionando?” Realmente, é um drama e é verdadeiramente para a sua diversão, sua edificação e, também, para a sua cura.

Você olha para o mundo e se pergunta: “Como tudo isto pode ser curado?” E, na Verdade, você sabe, em um nível muito profundo, tudo isto pode ser curado em um instante. Tudo o que tem que haver é um certo sorriso e um certo retorno à paz, ao espaço onde não haja mais o desejo de argumentação, não mais o desejo de separação, não mais a crítica.

É um espaço onde o valor da paz vem em primeiro plano, não apenas a paz no cenário mundial, mas a paz em cada vida individual. Isto é realmente o que, em sua maior parte, você está buscando para si mesmo. Agora, sim, há momentos em que você quer um pouco do tempero do entusiasmo e diz: ”Bem, se fosse totalmente tranquilo, eu não sei se realmente gostaria disto.” E eu lhe digo: “Experimente, você poderia gostar disto.” Você pode perceber que a paz tem tanto de sua energia que você não se sentirá entediado, mas se sentirá feliz.

Para si mesmo, como eu instruí há alguns meses, busque a paz. Reserve cinco minutos pela manhã. Agora, na época do inverno, o clima não está assim tão bom para sair, a menos que coloque a mente em um determinado lugar e diga: “Está tudo bem”, e você sai. Se este não for o seu chamado agora para sair por cinco minutos, fique na janela e se permita se projetar para a árvore, para um arbusto, para a flor – sim, você ainda tem flores nesta época do ano.

Permita-se projetar a sua energia, o seu conhecimento, além da janela, que é bastante permeável, sinta a Unidade e ouça, porque realmente as suas plantas, suas árvores, e até os pequenos animais que estão ainda por aí, têm comunicação com você e para você.

Permita-se respirar profundamente. Permita-se encontrar o espaço da paz interiormente, e saiba como ela é. Pois quando você está fora, entre os irmãos e irmãs, e há muita atividade acontecendo e, talvez, um pouco da energia que não é pacífica e que está vindo em primeiro plano, você conhecerá o espaço da paz para retornar rapidamente. Pratique.

Pratique como é estar em paz, não estar no próprio julgamento, ou da cor do céu, ou da cor da árvore, ou da cor da grama, não estar no julgamento de nada, mas apenas respirar e estar em paz.

Há uma certa energia de paz que é a cura, e seu mundo está clamando por cura. Seu mundo, até mesmo quando você está na janela, aceitará a sua energia da cura, da paz. Cinco minutos, e, então, você pode chegar ao espaço onde realmente quer fazer sete ou dez. E, então, eu sei que o mundo virá gritando e dirá: “Está bem, você precisa se encontrar com fulano, em um determinado momento, você tem que estar em determinado lugar, há coisas que você tem que preparar.”

Então, você seguirá com as atividades do dia, de uma forma mais tranquila e mais aberta porque você se estimulou por cinco minutos ou um pouco mais. Você merece isto. Você já está bem ocupado pelo resto do tempo durante o dia. Você está bem ocupado fazendo o que o mundo pedir. Reserve cinco minutos para você.

E se você entrar em um espaço onde é tão bom, permita-se os cinco minutos antes de deitar a cabeça no travesseiro. Lembra-se de quando era pequeno, você ajoelhava aos pés da cama e dizia as suas preces? A rotina disto era a mesma que levar os cinco minutos e respirar a paz. Era igual, exceto para aqueles que faziam a prece tão rápido quanto podiam, porque a conheciam, e, então, pulavam na cama.

Ou você permitia que os cinco minutos fosse o seu presente para o seu Eu Superior – Deus, como era chamado. Permita-se reconectar-se com este sentimento de paz, de adoração. E como eu lhe disse muitas vezes, o verdadeiro significado da palavra adoração “worship”, é: valer a pena. Saber que vale a pena ter os cinco minutos fora de seu dia agitado para se conectar com o seu Eu Superior.

Este ano ocorrerá muito da maneira do drama, um pouco na cena individual. Não será muito ruim, porque você esteve se preparando. Mas na cena maior, no grande palco, será muito interessante assistir. Você terá a oportunidade de estender a paz.

Agora, como você estende a paz? Sendo a paz. É por isto que você deve reservar os cinco minutos a cada manhã para viver em paz, de modo que quando for chamado para dar um pouco de paz, você sabe como ela é. Respire profundamente. Interiorize-se, a este espaço interior de silêncio, e permita que o manto da paz desça sobre a testa, os ombros, para os pés, onde cada parte de você tenha a chance de se expandir. Cada parte conhecerá a cura.

Então, quando for chamado durante o dia, é como se você empurrasse o botão e ele estivesse bem aí com você, porque você sabe onde encontrar o botão. Eu vi alguns de vocês procurando o botão. “Está aqui? Está lá? Está mais no alto? Mais embaixo? Onde está este botão mágico?” O botão mágico está dentro. Está no espaço da expansão. Está no espaço onde você deixa todas as preocupações do que você tem que fazer, todos os julgamentos de se você é bom ou não tão bom, deixando ir por cinco minutos e se aquecendo no sol de sua própria Luz.

Você já é bom. Não tem que se esforçar para ser melhor. Você já é bom o suficiente. Você tem um ditado em seu mundo que diz: “Nosso Pai não cria lixo.” Ele o envia com uma lousa limpa se você aceitar. Ele o envia para criar aquilo que é amoroso e saudável. Ele o envia para ser tudo o que você pode ser de uma maneira positiva que estimula.

Agora, se você quiser ser tudo o que você pode ser de forma negativa e ficar realmente chateado com as coisas, Ele não irá pará-lo. O fluxo de energia é verdadeiramente neutro, e o fluxo de energia fluirá através de você, porém você o dirige. Mas eu sugiro que você possa tentar se sentir tranquilo. Pelo menos por alguns minutos, veja como isso é.

Muitos dos irmãos e irmãs sofrem com o que você experimentou ao pensar que eles não são suficientemente bons, e eles têm que trabalhar para ser melhores. Mas enquanto eles estiverem trabalhando nisso, eles não estão aceitando isso. Tudo o que você precisa fazer é parar e dizer: “Ok, por um minuto eu sou bom o suficiente. Talvez no próximo minuto não serei, mas não irei atravessar a ponte agora. Eu sou bom o suficiente. Oh, você sabe, isso é realmente bom. Não acredito, mas é muito bom “.

E quanto mais você o praticar, mais parecerá real, porque você o estará tornando real. Você é bom o suficiente. Apenas pare e aceite o presente da divindade, o presente que diz: “Eu o criei a minha própria semelhança”; em outras palavras, divino e onipotente.

Permita-se sentir o amor, porque você é amor; não só ser amado, aquilo que você é, mas você é o próprio amor com dois pés, caminhando, fazendo o melhor que pode e sabendo que cada passo que você dá está na Luz, porque está. Você é bom o suficiente.

Agora, no tempo que passamos juntos, temos trabalhado principalmente com a mente. Existem cursos de estudo que trabalham com a mente, como o primeiro passo para levá-lo para dentro, e estes são bons. Muitos dos conceitos que eu coloquei em várias mensagens o levam ao espaço da mente, de entender como você é bom, como você é divino, como você tem o potencial divino de ser tudo, todas as coisas, todo o amor.

A mente é uma ótima ferramenta, e é por isso que nos aproximamos do lugar da paz através da mente. Mas agora você está pronto, você está pedindo para saber, “Como é realmente conhecer o amor? Isso explodirá todos os circuitos? “Não, não irá. Isso irá ativá-lo, sim, e você pode ter as sensações físicas de estar quente, energizado. Pode ter sensações físicas de querer estender os braços e sentir tudo o que você pode sentir e interiorizar isto, para ser tudo o que você pode ser.

Este é o próximo passo do que você quer assumir e incorporar no corpo. Tornar real no corpo, este espaço da paz, este espaço de poder, este espaço de amor, aquilo que estivemos falando através das palavras. Palavras e conceitos são ótimas ferramentas, e elas o levarão diretamente à porta, ao limiar do que você realmente está buscando conhecer.

Isto é o que eu tentei compartilhar com você há dois mil anos, compartilhar com você que deve atravessr este limiar para o espaço do grande amor. Auto-aceitação – este espaço que diz: “Eu não tenho que fazer nada.” O ego separado então, corre e diz: “Oh, mas há este estudo, há esta coisa que você tem que fazer, há certas posturas, você tem ir de joelhos, tem que chegar ao céu, tem que fazer X, Y e Z para conhecer o espaço da divindade.”

Mas eu lhe digo que não há nada que você tenha que fazer. Apenas seja. Apenas aceite isso. Você tem a oportunidade em seu mundo todos os dias – alguns de vocês mais do que outros enquanto interagem com os irmãos e irmãs – de reivindicar esse lugar de paz, de reivindicar o espaço que diz: “Tudo está realmente bem.” Porque há quem virá de frente e dirá: “Como você sabe que isso é verdade?”

Você pode dizer o que quer que venha a sua mente e que você tenha lido, seja qual for o conceito que você queira dar, mas então você pára e diz: “Está tudo bem com você, agora”, e você olha com os olhos do amor. Aqueles olhos de amor falam muito; não em palavras, mas muito do Ser divino. Você olha para eles com amor no rosto, e eles sentem algo diferente, porque eles são acostumados a muito do mental. Eles podem vir com capítulo e verso do seu livro sagrado e dizer: “Bem, isso diz isso e aquilo. Como você explica isso? “E você sorri e diz:”Já está escrito em seu coração “.

Você quer conhecer o coração. Você quer sentir esse lugar expansivo de ser aceito como o amor que você é. Ninguém pode fazer isso por você, e ninguém pode tirá-lo de você.

Tudo o que você precisa fazer é aceitá-lo – e isso não é uma mera coisa. Mas você respira, e com essa respiração vem a oportunidade de se apaixonar. É tão simples quanto isso. É tão simples que a mente separada diz: “Mas eu tenho que ler isso em um livro em algum lugar. Eu tenho que encontrar capítulo e versículo onde fala sobre isso. “Isso é a mente separada, e é uma boa ferramenta, mas não é amor.

Você está agora pronto para dar este salto de fé, o salto no espaço que diz: “Eu já o encontrei. Pensei que era algo realmente complicado. Mas, eu sabia disto quando era pequeno.”

E, então, por causa da maneira do mundo, você foi lançado de um lado para o outro, até que foi moldado, de acordo com o mundo, quanto a como tinha que ser. Retorne a sua criança. Esta criança sua que está ainda viva e bem, e vivendo apaixonada. Sim, ela recebeu alguma parte das batidas do mundo e supostamente se tornou um pouco mais sábia, mas no início, ela já sabia Quem e o Que você é. Ela já sabia, e ela apenas queria florescer.

Agora você chegou ao espaço onde há aceitação, permissão para florescer. Espero vê-lo desabrochando como o jovem no coração, amando-se, dando amor, porque você é amor; apaixonando-se, porque é você. Esteja no espaço onde você saiba como se dar bem no mundo, mas você não precisa se emaranhar para estar no mundo.

Você se treinou por muitos anos para ser aquilo que alguém espera que você seja. Mas e se por cinco minutos em um dia você não precisasse ser assim?. Você poderia levantar-se da cama com os cabelos desarrumados e se amar de qualquer maneira. Sim, você poderia olhar no espelho … e oh, meu Deus, nem todos os cabelos estão arrumados. Tanto faz!

Isso é importante? Quando você chegar ao último momento dessa encarnação, você irá se preocupar com o aspecto do seu cabelo? Bem, há alguns de vocês que tiveram as encarnações onde, sim, isso importava, mas nessa vida, isto não irá importar. Nesta vida a única coisa que importará, verdadeiramente, é como você se sente amado.

Alguns de vocês irão sorrir porque, “Graças a Deus, a vida acabou.” Grande sorriso. Alguns de vocês irão sorrir porque você sabe que você fez um bom trabalho, e você estará encontrando entes queridos, o que é verdade. Você tem um sorriso no rosto porque, “Eu já me sinto sorrindo”.

Então lembre-se disso quando você chegar ao seu último suspiro. Diga: “Uau! Que vida eu vivi. Foi tão magnífica!. Eu tive muitas oportunidades, e tirei o maior proveito delas. Mesmo que eu entrasse lá e estivesse na poça de lama com o resto dos amigos e talvez jogando a lama no ar e em volta e ficando coberto com ela, eu me diverti. Eu vivi a minha vida. Na verdade, eu vivi a minha vida; não apenas existi, mas eu realmente vivi. Eu a experienciei. E eu cheguei ao espaço onde, se alguém quisesse uma parte de mim, eu lhe dava um pedaço de mim. Eu lhe dei o meu amor. Se quisessem crucificar-me, tudo bem. Eles poderiam fazer o que quer que quisessem, e eu gostei. E eles sentiram isso.

O amor é a única coisa que vive. Todas as suas pequenas diferenças, todos os julgamentos quando você dizia: “Bem, ela não fez a minha torrada direito. Ela não colocou o copo de volta no armário, da maneira certa, ela não lavou a roupa direito”, todas estas coisas são como nada, nada. O que vive é o amor. O que vive de uma vida para outra é o amor.

O que você é para sempre, nessa vida e em outras vidas, eternamente, é amor. A mente irá querer dissecá-lo. A mente irá querer ter definições do que é o amor. O amor não pode ser colocado em palavras. O amor não precisa ser colocado em palavras. O amor é uma força de paz, um fluxo, se quiser, do interior ao exterior.

Pratique isto porque é bom. Por nenhum outro motivo, reserve cinco minutos. Chame-me nestes cinco minutos, se quiser, chame-me para amá-lo, para vir e ficar ao seu lado e colocar o meu braço em torno dos seus ombros. Não salte quando sentir o meu braço. Espere senti-lo e você o sentirá, porque eu o amo, eternamente, não apenas com palavras, mas com o Ser que você é. Somos Um neste amor.

Estimule-se neste amor. Pratique-o. Como qualquer coisa boa que queira saber mais, pratique. É o mesmo que aprender a tocar violino. Nas primeiras vezes que você toca o instrumento, oh, meu Deus, sim, você quer tapar os ouvidos. Mas depois de algum tempo, isto começa a ser estimulante. Parece que a sua energia está sendo apresentada.

É isto que é o amor, quando você permite que o fluxo apareça. Todos os que você encontrar no dia seguinte, sorria para eles. Se eles quiserem saber por que você está sorrindo, deixe-os perguntar. Sorria porque você sabe Quem eles são. Sorria porque é o maior presente que você pode lhes dar.

Que assim seja.
     
-…..—==II==—-…..-
 
Direitos Autorais: 2012 Universidade Oakbridge.
Judith Coates
O material de Oakbridge é protegido por direitos autorais, mas gratuito para qualquer pessoa que queira usá-lo, contanto que os créditos apropriados sejam listados, incluindo o nosso endereço: http://www.oakbridge.org 

Traduzido por: Regina Drumond  – reginamadrumond@yahoo.com.br  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s