O MEDO É UM ESPAÇO MINÚSCULO E IRREAL QUE RESERVARAM DENTRO DE SI MESMOS

image

Mensagem de Jesus
através de John Smallman
06 de maio de 2017  

 
Só existe UM.

Tudo o que existe está contido muito amorosamente no UM, eternamente, sem paradas ou interrupção de qualquer tipo.

Não existe exterior, é apenas conceito imaginário, que foi útil quando imersos na ilusão, na medida em que construíram e definiram os limites, dentro dos quais, escolheram para e que veio a ser um lugar muito eficaz para jogarem seus jogos, quando eles lhes parecem tão reais.

Todavia, esse realismo veio com um alto preço de dor e sofrimento que durou por eras a se alimentar vorazmente. Mas, agora, é hora de se libertarem do pesadelo do caos, confusão e conflito que em que essa irrealidade se tornou.

Todos os jogos têm que ter um fim, senão, não seriam jogos e, quando chegam a esse momento, despertam, afastando-se deles e concentrando suas atenções no Amor, que é a Casa em que têm suas eternas existências em constante alegria.

Enquanto ainda estão dormindo e sonhando, como estão atualmente, a ilusão continua a parecer muito real e muito ameaçadora com todos os tipos de catástrofes para invadirem seus espaços pessoais, o espaço em que gastam tanto tempo e energia se defendendo contra tais e terríveis possibilidades.

Para despertar, só precisam deixar essas defesas irem embora, porque, efetivamente, elas mantém dentro de seus espaços tudo aquilo temem, em vez de mantê-los do lado de fora. E elas não podem ser mantidas de fora, porque não existe lado de fora. O medo é um minúsculo e irreal espaço que você reservou dentro de si mesmos, onde escolheram permanecer separados do Amor, de Deus, seu eterno lar. No, entanto, é completamente irreal, parecendo real somente enquanto vocês acreditarem que existe.

Agora, estão todos sendo chamados para despertar dos jogos que estiveram envolvidos com tanto entusiasmo e se tornarem conscientes de que eles não são reais e a chegarem ao Amor infinito que pacientemente os aguarda, porque Ele sabe de suas chegadas. Ele está sempre com vocês, porque Ele é você e cada um de vocês é Ele, UM com a Fonte, Mãe/Pai/Deus. E, quando despertarem, a alegria será ilimitada a todo o momento, assim, como seu Pai Celestial pretende.

Muitos de vocês estão passando por enormes perturbações emocionais e tumultos neste momento, quando todas as questões que estiveram enterradas ou negadas por eras sobem à tona para reconhecimento e liberação. São culpas, medo, raiva e ressentimentos em muitas formas a que se agarraram, tanto à vergonha quanto à esperança de restituição. Mas, na verdade, tudo é completamente irreal. Inventaram os jogos e as regras e, os jogos e as regras são inevitavelmente críticos, muitas vezes muitos pesados. Agora, é a hora de acabar com eles de uma vez por todas.

O primeiro passo é perdoar. Até que você perdoem a si mesmos e aos outros, não poderão seguir em frente, porque a recusa de perdoar – mesmo que seja na forma de um desconhecimento da necessidade de perdoar – é uma recusa de amar e, como só o Amor existe, não há lugar para onde possam ir. Sentir-se-ão perdidos, indignos, envergonhados, inaceitáveis e não amados, enquanto continuam apegados à ilusão, em suas crenças de que ela seja real e que poderão encontrar refúgio lá. Todavia, esses sentimentos, são aspectos dos jogos e, também, irreais.

Deus os criou perfeitos e, assim, eternamente, permanecem perfeitos. No entanto, na medida que olham as suas voltas e se envolvem com outros jogadores – todas as pessoas são jogadoras – encontram julgamentos em cada front – julgamento de amigos, familiares, colegas de trabalho, ativistas políticos, religiosos proselitistas, de outras etnias ou nacionalidades – A lista não tem fim. E o julgamento sempre leva-os à culpa e, em seguida, ao conflito de modo que, enquanto optam pela necessidade de julgarem por tanto tempo, fecham-se ao Amor.

O Amor está sempre com vocês, são eternamente mantidos em seu divino abraço, entretanto como bebês perturbados que lutam para se livrarem do aperto amoroso de uma mãe, recusam-se absolutamente de permitir-lhes o acesso. Preferem chafurdar e chorar em raiva ferida, enquanto, aqueles em que acreditam que devem cuidar, honrar, amar e respeita-los, esperam por vocês para que façam o primeiro movimento amoroso. E, mesmo quando escolhem fazer esse primeiro movimento, ele é feito com cautela e de forma relutante, por medo de que suas aberturas sejam rejeitadas. Quando essa for a atitude de cada um de vocês, ela terá um efeito muito poderoso em seus campos de energia, que então enviarão uma mensagem de que se “mantenham afastados”! Só que, debaixo de toda a raiva, todos querem apenas ser amados. Algo extremamente confuso para vocês.

No entanto, se, em primeiro lugar adentrarem em seus sagrados santuários pessoais, onde o Amor sempre reside esperando suas aceitações e, quando lá, definirem a intenção de perdoarem a si mesmos por todos os seus erros e enganos, mesmo que vejam como afrontas ou ataques inadmissíveis a outros, serão totalmente apoiados por aqueles nos reinos espirituais, que cuidam amorosamente de vocês a todo o momento. Em seus corações irão se achar perdoando porque, dentro de si mesmos, sabem que na verdade, não fizeram nada de errado. Como poderiam fazer alguma coisa errada quando estão eternamente presos no abraço divino de Deus? O que sentem e experimentam como pecados e omissões, são apenas aspectos dos jogos irreais que têm jogado, jogos que agora escolheram acabar de uma forma definitiva e permanente.

Muitas vezes, é mais fácil, primeiro, perdoar os outros, uma vez que, na rendição e na humildade, vocês os veem como eles realmente são: crianças feridas e assustadas, que desesperadamente procuram o Amor. Então, se reconhecem neles e são capazes de estender o perdão a vocês mesmos. Mais tarde, na medida em que suas espiritualidades conscientemente se aprofundam e intensificam, entenderão que, realmente, não há nada a perdoar porque nada aconteceu.

Então, irão reconhecer que sim, só o Amor existe, que sim, todos são Amor e que, assim, é todo mundo. Não pode ser de outra forma porque tudo o que existe, está dentro do Pai/Mãe/Deus, a Fonte Divina que é Tudo e que é cada um de Vocês!

Seu amoroso irmão,

Jesus.  
 
-…..—==II==—-…..-
 
Direitos Autorais: John Smallman
Fonte: http://johnsmallman.wordpress.com/
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
http://www.sementesdasestrelas.com.br/2017/05/jesus-o-medo-e-um-espaco-minusculo-e.html 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s