ATUALIZAÇÃO / PERGUNTAS E RESPOSTAS

image

Saint Germain
através de Linda Dillon
4 de abril de 2017  

Transcrição de uma fabulosa atualização de St. Germain, de 4 de abril de 2017.
“Nunca estiveram nessa conjuntura, neste ponto particular em que, realmente, estão preparados e em prontidão, esperando que o aceno da bandeira sinalize a partida, em termos de criação, criando fisicamente e, tangivelmente trazendo a Nova Terra.”
Bênçãos Celestiais, 04 de Abril de 2017
Linda Dillon: Canal do Conselho do Amor
Suzanne Maresca: Host, InLight Universal
[Meditação de 6:35 a 18:03] Link para mostrar áudio.
http://inlightuniversal.com/heavenly-blessings-st-germaine-with-a-fabulous-update/

—-…..—==II==—-…..—-

St. Germain: Saudações, eu sou St. Germain.

Suzi: Bem-vindo.

StG: E bem-vindo a você, minha amada amiga, bem-vindos todos vocês, todos meus amados amigos em todo o planeta!

Sim, dirijo-me a vocês como meus irmãos e irmãs, queridos corações, aliados, embora, também, envie esta mensagem, através, de todo o planeta e muito além, porque jamais excluiríamos qualquer ser, qualquer amigo das Estrelas, [Risadas] sendo de pura energia? Não, não estamos falando de forças malignas, embora, também, possam usar uma boa dose disso, enviando-lhes o nosso Amor.

Michael disse para “manter o rumo” e nunca… Bem, talvez eu esteja exagerando um pouco, [risos], todavia foram palavras mais sábias nunca faladas! E Gabrielle pediu-lhes para aprenderem um novo nível de cooperação e ela, também, está absolutamente certa.

“Manter o curso” está pleno de emoção. E, assim que Mi-ka-el disse estas palavras, me coloquei de volta em minhas viagens emocionantes através de oceanos definidos anteriormente… [risos] o que eles pensavam de ‘desconhecido’ que era ridículo; Eram terras bem habitadas. Muitos erros foram cometidos, muitos erros. Eu não venho falar sobre isso porque isso foi resolvido de várias maneiras. Não, não significa que esteja terminado. Simplesmente quero dizer que não é onde eu gostaria de levar hoje o nosso foco.

O que desejo compartilhar com vocês é a excitação de, literalmente, encontrar novas terras, novas aventuras, novas maneiras de pensar e ser. Isso é o que me fascinou! Não foi o ouro e joias, que eu poderia criar a partir do nada. Foi a aventura da descoberta – e, meus amados amigos, a emoção de qualquer viagem, quando é verdadeiramente honrada e baseada na excitação da descoberta, é maravilhosa.

Anteriormente, me ouviram dizer que eu não tinha nenhuma intenção de retornar à Terra, a este glorioso planeta Gaia. E eu esclareci e disse que, claro, o que eu quis dizer foi que não tenho nenhuma intenção de voltar à “velha Terra” com todas as dificuldades, com a escuridão, com o peso, com os velhos paradigmas de ganância e agressão, o ódio, a guerra e ira, que não criam nada, apenas caos.

Entretanto, vocês e nós, em nosso serviço e alegria para a Mãe, estamos nesta nova jornada. Não é uma viagem que esteja prestes a começar na próxima semana ou no próximo mês. É uma jornada que já começou! Já partimos. Já estamos em viajando e que é emocionante e animada, às vezes é terrível e assustadora em razão de não conhecerem os oceanos, de não conhecerem as criaturas que vivem nos oceanos e de saberem de tudo aquilo que está por vir. Mas isso também é parte e parcela, a chave para a emoção.

O que sabem é que foram feitos com o velho e que está construindo e participando e ancorando Cidades de Luz, cidades-estados, que estão ancorando, construindo e criando novas instituições, novas sociedades, novas estruturas. Por quê? Porque tudo isso é baseados em novas formas de ser – que, realmente é o plano original, o eu original, o verdadeiro eu de cada um.

E como vão? Magnificamente!

No entanto, quando vão para o mar por um longo tempo, o que acontece? Às vezes as provisões acabam, adoecem por estarem sempre vendo e apreciando o mesmo e velho cenário. Na busca de uma nova terra, esperam por bons ventos e rezam por isso [risos] e que sua tripulação não se amotine. Todas essas coisas são exatamente onde agora estão.

E assim, envolvidos, desdobrados em antecipação e esperança, sua confiança e vigilância, também, está neste nível, não de medo… Uma vez que maioria de vocês, amados, tem sido muito boa se libertar do medo… Mas existe essa dica para o caso em que, de vez em quando, a apreensão e a duvida vierem a surgir, isso é certo, é bom não se tornar o padrão em que vivem porque, então, ficarão envolvidos com o “se, o quando será, o como”, em vez de prestarem atenção com o mar e, devo dizer, na mudança do mar, dos ventos e correntes.

E é isso que significa “manter o curso”. Trata-se de prestar atenção às mudanças do mar, correntes e padrões de vento, porque tudo estará mudando. Na medida em que navegam de oceano para oceano, equador para equador, continente para continente, universo para universo, as coisas mudam. Não sabem exatamente como ou porque, porque é tão complexo. E eu não sou Einstein – você pode convidá-lo num outro dia! Mas mesmo assim, não explicaríamos tudo porque, aquilo, que pensam como ciência é muito limitado.

Este canal recentemente me perguntou sobre buracos negros, buracos brancos, como os seres da Estrelas viajam de universo para universo ou de planetas para sistemas planetários e lhe foi explicado que, também, existem muitos portais desta natureza sobre o planeta. Esta é uma nova informação para cada um de vocês. E o que fazem com ela? Não têm certeza, mas o tempo virá que vocês, de fato, estarão usando muitos desses portais – os buracos brancos em particular – para ancorar as Cidades de Luz, a Nova Realidade que estarão ocupando, uma realidade interdimensional.

Mas, para isso, precisariam conhecer toda a ciência? Não. O que precisam saber é que são os capitães de suas naves, de seus navios, para ao quais estarão traçando o curso e que, simplesmente, amados, não estarão traçando o curso, apenas, para si mesmos. Também, estarão definindo o curso para aqueles que estão seguindo atrás de vocês. Existe uma armada inteira! Estarão definindo o curso para aqueles que estão viajando com vocês. E sim, num enorme estado de mudança.

Agora, permitam-me ser claro. Vou diferenciar entre “fluxo” e “mudança” porque “mudança” é um desdobramento de um plano e de um processo, enquanto que o “fluxo” é mais um blip numa tela. Estão na mudança que chamaram de “a mudança” e, então, dizem: “Oh, estamos nisso desde 2000, estivemos lá desde 2007, 2008, 2012”. Bem, na verdade, nunca estiveram nesta conjuntura antes e a humanidade, a armada coletiva que estão liderando, nunca esteve nesta conjuntura antes.

É motivo de excitação e celebração? Sim. E isso é motivo de prudência? Sim. Não é uma coincidência que tenham começado este show falando muito sobre a respiração. Quando estão num estado de grande excitação, de júbilo, de celebração, dizem: “Oh, meu Deus, isso me tira o fôlego” e isso é uma ocorrência literal. Sentem que, por um momento, não podem respirar, que estão sobrecarregados, plenos de alegria. E essa é uma das razões pelas quais continuamos dizendo a vocês: “Respirem! Afastem-se! “Não ignorando o caos, todavia, quase!

Pense novamente nisso. Quando saí da Europa, deixei esse caos para trás. Não poderia deixar me acompanhar porque me causaria muitas distrações. Entretanto, o caos continuou e se desenvolveu nas viagens dos envolvidos e nas escolhas de livre-arbítrio que fizeram. Mas eu não permiti que ele interferisse com a minha viagem. E mesmo que quisesse interferir, estava muito longe, muito longe para me impactar, além de poder enviar meu Amor, minha energia, minhas bênçãos, minha Chama Violeta – Sim, mesmo assim!

Tudo tem necessidade de estar em equilíbrio de perspectiva e uma verdadeira adesão. E essa é uma palavra que não usa muito frequentemente, não é? Chama-se “adesão” à sua missão, propósito e padrão de alma, design, talentos, capacidades e habilidades, em que: A adesão é o equilíbrio, é o alinhamento com o coração divino/mente/vontade e, nisso, está a suprema alegria, o Amor.

E quando estão ancorados, quando navegam nesta nave de Amor, então, estão na clareza e na pureza da Mãe e do Pai – e na determinação e na vontade da Mãe e Pai.

Então… Como estão indo? Estão indo magnificamente!

Claro, alguns de vocês estão exaustos e dizem: “Corri uma maratona e posso ver a linha de chegada, mas não tenho certeza se posso conseguir chegar até ela. “Calma, terão seu segundo vento! E como farão isso? Fazendo aquilo que lhes traz alegria, focando-se no que lhes dá alegria. E sim, deixando a distração ou o caos ou qualquer um desses contratempos por menores que sejam afetá-los pessoalmente.

Houve muitos choros, muitas situações de “fluxo” ao longo do caminho. No entanto, isso não mudou a direção, o impulso para frente e não irá alterar. Se estiverem cansados, deixem o vento e a corrente levá-los. Vocês têm direito e precisam descansar. É quando nós iremos inspirá-los, quando estiverem tranquilos… e, sim, às vezes quando estão totalmente ocupados, seja individual ou coletivamente. Podem senti-los, não é imaginação – e são suas imaginações! Seus trabalhos consistem em ancorar e ser quem são.

A tendência, agora, é a aceitação da felicidade. Estão sendo inundados de felicidade! E, claro que podem pedir mais. Pode pedir mais Amor, pedir mais da Mãe, mais do Pai e, certamente podem pedir mais Porlana C. Eu faria se eu fosse vocês! E a propósito, eu sou vocês e vocês são eu!

A tendência é a cooperação de uma forma que é amável e amorosa e gentil, e claro, mas não agressivo, esperançoso e confiante, com base em uma firme compreensão e conhecimento do que você é capaz de, e que você juntos são capazes de.

A tendência agora – e eu tenho falado com vocês sobre isso – é prestar atenção e nutrir, amar, deleitar-se, renderem-se aos seus amados corpos!

A Mãe sonhou – não ordenou, não exigiu, não ordenou – Ela sonhou com este belo planeta de tão magnífica diversidade e beleza, um lugar onde os anjos podem brincar na forma de, seja uma árvore, uma montanha, um ribeiro, um riacho… Ou um ser humano. Isso é o que são e, isso é o que estão fazendo. Portanto, nem sempre estejam pensando, porque é um processo de pensamento: “Tenho que trabalhar nisso.” Não. Vocês também têm que – sim, prestar atenção – embora, também permitir.

Não tentem mudar as correntes da mudança. Fluam com elas em sua integridade, na verdade e lealdade a quem são. Não existem dois caminhos iguais, idênticos; Nem mesmo gêmeos idênticos têm caminhos idênticos. Sejam verdadeiros consigo mesmos. Todavia, também conheçam a si mesmos para que tenham um manancial a que possam recorrer, de modo que todos vocês em forma física possam estar presentes para procederem neste desdobramento maravilhoso.

Está bom o suficiente por agora! O que mais poderia dizer!

Querida Suzi, por onde deseja começar?

Suzi: [Risos] Vou começar por agradecer por se juntar a nós neste momento. Existe uma série de assuntos que me vieram à mente depois de que você falou. Então, como responder aos eventos em nossas vidas é o que realmente importa. Não estaríamos sendo observados para ver onde estamos e como estamos prontos para o que está por vir e os papéis que estaríamos desempenhando?

StG: Bem, é claro que estão sendo observados. Você está sendo observada [risos], e que têm sido observados por bilhões de anos. Todavia, você está realmente perguntando sobre o fator de prontidão e sim, você está sendo observada.

Agora quero que você observe o que estou dizendo. Você está sendo observada. No entanto, alguns de vocês têm a sensação de que estão sendo testados – e vocês sabem do que falo – e vocês dirão: “O St. Germain está falando diretamente para mim!” E vocês estão certos. Eu estou nisso que sentem como desafios, como situações que estão sendo apresentadas a vocês em uma grande variedade, porque as situações que estão lhes sendo apresentadas são exclusivamente concebidas para vocês.

Assim, para alguns de vocês, será uma memória emocional, um abuso, uma traição, riqueza, abandono, doença, desespero… Estão sendo apresentados a essas situações que podem ser confusas, não porque estamos testando vocês – estamos a observa-los como implementadores do Plano Divino da Mãe estão fazendo. Se estão prontos para o próximo passo?

Então, de certa forma, parece e reclamam: “Oh, meu Deus, eu pensei que estávamos quase lá e agora isso é como o maior desafio que já enfrentei!” E estão absolutamente certos. A onda maior vem sempre no final!

Suzi: Sim! Bem, comigo foi: “O que vou fazer com a decepção?” E isso aconteceu algumas vezes de uma forma muito intensa. Toda vez que isso acontece, eu quero explorar e realmente ver “O que está aqui para mim?” E que para mim, tem sido uma viagem muito interessante no último mês ou algo assim.

StG: E assim, você poderá optar se irá permanecer no auge do desapontamento e permitir que ele venha pousar no desespero, ou se, simplesmente, fique a observá-lo e usar o seu brilho para sair, redirecionar e cair sobre os seus enormes recursos para mudar de curso.

Suzi: Sim, é o que liberamos. Nossos pensamentos são o que colocamos na matriz da criação, por isso precisamos torná-los realmente bons. Então, mesmo numa decepção, o certo é realmente manter o sonho e continuar colocando isso para fora, porque a confiança é como uma rendição total. É algo como, quando as coisas ficam muito difíceis e a escolha que vocês têm é apenas superar isso e dizer: “Você sabe, vai ser bom!”

StG: E deixar ir, como já disse, uma vez que não sabe “como” pode ter acesso por causa da construção de seu planeta e seu Universo, você nem sempre tem acesso a todos os vários fatores desse “como”.

Agora, muitos de vocês têm sido fabulosos no desenvolvimento de suas intuições, canalizações, precognições, suas informações telepáticas. Têm feito estupendamente. Mas ainda assim, quando estão particularmente em decepção ou dor, nem sempre tem a clareza do “como”. O que têm é sempre a capacidade de confiar.

Eu não sei – ainda, deste lado – não sei como se procede sem confiança, sem esperança e sem fé.

Suzi: Você me disse algo antes que gera uma necessidade em mim de perguntar: “Precisamos de um segundo vento?” [Risos]

StG: Sim! Agora você precisa ser muito clara e está tentando ser sutil sobre isso. Particularmente, você pode notar que eu não sou muito bem conhecido como sendo o mestre sutil!

Suzi: Sinto-me como uma garota no banco de trás do carro perguntando: “Ainda não chegamos?”

StG: Mas essa não é a pergunta que você fez, então deixe-me ser claro.

Você está indo para o acampamento, para o cinema, para o boliche, para a casa da avó… Então sim, você está quase lá. Mas quando chega lá e como chegar lá, meus queridos corações, precisam de um segundo vento! Porque estiveram neste estado – que é um bom estado para estar – de prontidão. Estão em preparação, têm estado em compensações e backups e mais backups… Agora estão um estado de prontidão.

Mas o que dizer quando sua mãe se vira do banco da frente e diz: “Saltem do carro.” Bem, nesse meio tempo, muitos de vocês podem estar dormindo, lendo calmamente, cochilando, discutindo com seus irmãos e irmãs sobre se estão, realmente, indo numa viagem surpresa. Então, quando a sua mãe diz para você, quando a nossa Mãe diz para vocês, “Saiam do carro, saltem do navio”, sim, vocês precisam do segundo vento [risos] porque irão estar muito ocupados!

Suzi: Amei isso e fico feliz por ter feito a pergunta porque essa é uma resposta muito boa, obrigado! [Risos]

StG: Eu agradeço! [Risos] Há momentos em que todo mundo precisa do que você chama de “um segundo vento” e há momentos… e eu falo para aqueles que vacilaram e desanimaram. Não pensem que eu não sei o que isso significa. Claro que eu sei! Então todo mundo também precisa de uma segunda, uma terceira, uma quarta chance. Ninguém fica de fora!

E individualmente, nunca – por favor – desistam de si mesmos, porque é isso que fazem quando dizem: “Eu desisto”. Ninguém desiste da Mãe ou do Pai ou de seu caminho ou de nós, Mestres, os Arcanjos. O que estão fazendo é desistir de si mesmo. Estão negando o Amor a si mesmos, negando suas capacidades de, realmente, fazerem essa jornada que programaram antes encarnar. Nunca desistam de si mesmos.

Suzi: Você disse que nós nunca tivemos antes nesta conjuntura. Poderia se mais específico, exatamente, sobre que conjuntura?

StG: Nunca antes, seja individual ou coletivamente, estiveram neste ponto. Acho que, coletivamente, chamaram de “virar o interruptor”. Vocês nunca estiveram neste ponto em seus processos de ascensão. Nunca antes estiveram neste momento, neste ponto particular onde realmente estão de prontidão, preparados e esperando a bandeira acenar, sinalizando a hora do avanço um ir em termos de criação, criando fisicamente, tangivelmente trazendo a Nova Terra.

Embora eu não seja um – sim, embora eu seja bem conhecido por manifestar ouro e joias que vocês têm – eu não sou aquele que, simplesmente, se concentra na abundância. Sim, sou infame e famoso por isso. Todavia, a chave é a prontidão emocional, mental e espiritual para usar a riqueza.

Uma das razões pelas quais me recusava retornar ao planeta, à “velha Terra”, foi porque tinha testemunhado muito abuso de poder, abuso de riqueza, abuso de recursos, porque o principal fator impulsionador do uso correto dessa riqueza era o uso correto da vontade, que se baseava na temperança e na prudência, na fortaleza e na alegria, na felicidade e na verdade, para que os preparativos tivessem necessidade de estarem lá.

Seus quocientes… se desejarem olhar como uma fórmula matemática, teriam que estar num porcentual de seus eus individuais e do eu coletivo estarem numa relação de maturidade, espiritual, emocional e fisicamente, gerenciar o processo de criação de edificar novas sociedades. E estas são sociedades, amizades, famílias, uniões sagradas e arranjos políticos que se baseiam na cooperação como fundamentadas, todavia, na bondade, na gentileza.

Nunca estiveram neste lugar onde poderiam está dizendo: “Ok, estamos todos alinhados e prontos para ganhar terreno”. Então, vistam suas roupas de festa e preparem-se para avançar!

Suzi: Bem, isso soa realmente maravilhoso! [Risos] Você mencionou a velha Terra e eu só estou pensando: “A velha Terra ainda está por aqui?”, O que me leva a pensar de que nossa percepção do que está ao nosso redor e ao que prestamos atenção é o que cria nosso mundo. Então, este ponto de inflexão estaria em torno de pessoas chegando a essa percepção daquilo que prestamos atenção… na medida em que entendermos o que estiver acontecendo, não iremos adentrar no caos, como foi mencionado na última vez?

StG: Correto. Agora a Terra é eterna – belo arcanjo – então, quando digo “velha Terra” estou me referindo aos antigos paradigmas humanos que profanaram este maravilhoso planeta. E, assim, cada vez mais, mesmo com o caos campeando, haverá cada vez mais de vocês dizendo: “Eu não quero mais viver no caos, essa é a minha escolha, não de não colocar a minha atenção em distrações, esta não é a minha vida diária. Não é meu desejo, optar ou viver nessas aberrações vibratórias distrativas”.

Não somente onde colocam suas atenções, seja no ponto de partida e de chegada mas, também, no meio e como proceder. Assim, em muitos aspectos, a “velha Terra” não existe mais.

Agora pense nisso desta maneira. Em seu planeta, existem muitas pessoas que gostam de viver do passado. Mesmo quando eu estive no planeta, tive amigos, aliados e conhecidos que adoravam viver no passado. Portanto, entre vocês, há aqueles que ainda estão optando por viver no passado. Alguns num passado recente, outros num passado distante – entretanto, isso não é real. É apenas uma vaga e amorfa memória. Não é a realidade atual. Não estou falando sobre o aspecto temporal. Estou falando sobre o aspecto de sistemas de crenças.

Portanto, existem aqueles que ainda estão no sistema de crenças… por exemplo, irá ouvir pessoas dizerem: Devemos retornar aos valores familiares”. O que eu diria é: “Por que não cocriamos e ancoramos os verdadeiros valores familiares?” Muitos dos valores familiares de que falam eram autoritários, baseavam-se numa distribuição desigual, não só de riqueza, mas de poder, de mordomia, de denigração de mulheres, de crianças como bens móveis…

Suzi: Certamente!

StG: Eu jamais sugeriria voltarem a isso. No entanto, existem aqueles que sonham com essa falsidade.

Suzi: Bem, tenho que admitir que, neste momento particular, estou chocantemente desinteressada em muitas das coisas que a vida tem para oferecer agora, Só estou ansiosa para o que se tornar mais interessante e, realmente, guardando espaço para isso. E fico apenas me perguntando se o meu trabalho será fora do planeta, se “as coisas vão ficar muito melhores aqui?” Não sei. É difícil dizer.

StG: Como veem, muitos de vocês estão pensando: “Meu trabalho é fora ou no planeta?” O que eu sugiro para vocês é que esse é um pensamento limitado. Por que não haveria muitos ou todos alem disso? E não diriam: “Meu trabalho é na América do Norte” ou “na Europa”. Formarão a comunidade Gaiana e, na medida em que novos meios de transporte forem introduzidos e estiverem disponíveis para vocês, na medida em que aprenderem a bilocar mais claramente, poderão estar em Pequim na parte da manhã para o café da manhã e em Seattle para o almoço e Cidade do Cabo para o jantar!

Suzi: Isso é fabuloso!

StG: Sim. E poderá fazer isso tudo, visitando seus amigos, a bordo de naves nos intervalos.

Suzi: Ah, sim, adoro isso. Estive pensando tanto que não estou realmente animado sobre voar, por causa de toda a TSA e seus desagradáveis procedimentos segurança. Programar um passeio numa nave seria bem mais agradável.

StG: E de primeira classe por todo o percurso [Risos]

Suzi: [Risos] Oh, claro que chegamos à questão de “quando?” Agora que fui assegurada por Galea que este ano está parecendo ser muito bom para isso!

StG: E eu sugiro que você tome Galea em suas palavras!

Suzi: Tudo bem, vou fazer isso.

StG: Vá com meu amor, querida coração e todos vocês. Estão fazendo brilhantemente muito bem! Olhem para a Ascensão e saibam que a queda do velho está em seu final e que vocês já não fazem mais parte dela. Estão navegando para novos mundos, já quase chegando lá. A terra está à vista. Estão quase lá, querida Suzanne.

Suzi: Lindo, obrigada.

StG / Suzi: Adeus.

—-…..—==II==—-…..—-
 
Direitos Autorais: Canal: Linda Dillon / http://counciloflove.com/
Fonte: http://inlightuniversal.com/
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
http://www.sementesdasestrelas.com.br/2017/04/saint-germain-atualizacao-perguntas-e.html#more

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s