ARKANSAS – O DESPERTAR DOS CRISTAIS ATLANTES E A QUEDA DA ATLÂNTIDA


Arcanjo Metatron através de James Tyberom
17 de abril de 2008
 
 
 
Saudações Mestres, Eu sou Arcanjo Metatron, Senhor da Luz !

E novamente falamos do emergir do mega vórtice de Arkansas, o portal de freqüência cristalina de quantum.

 Agora em 2008 este vórtice salta em proeminência global com a abertura da trava dimensional que guarda a sabedoria cristalina Atlante, da Era Dourada da Atlântida, da mais alta freqüência obtida no plano terrestre.

De fato aquele tempo chegou e no ano presente começarão as aberturas dos grandes Cristais Atlantes, guardados por mais de 12.000 anos no selo dimensional dentro do complexo magnético de Arkansas.

Muitos de vocês serão atraídos para tomar parte deste descerramento, por que vocês estavam lá como testemunhas do dilúvio e alguns de vocês conseqüentemente movimentaram estes maravilhosos Cristais Mestres Atlantes para esta e outras áreas.

Três Cristais Atlantes de Sabedoria e Cura que uma vez emitiam magnífica luz e energia celestial no Templo de Cura, no Templo da Unidade e no Templo da Sabedoria em Poseida foram colocados em travas dimensionais nos Campos de Cristal Atlantes do Arkansas. O primeiro destes será despertado em 2008, e alinhado com os outros Cristais Atlantes adormecidos no Brasil, Mount Shasta, Bimini e Lago Titicaca.

De fato eles energizarão o Disco Dourado do Sol colocado no Arkansas e alinham com os 12 padrões iguais por todo o planeta. Muitos são chamados, e muitos virão participar deste despertar, como parte de um antigo contrato, uma promessa sagrada cujo tempo finalmente chegou. Muitos já estão lá, foram chamados para viver dentro deste vórtice cristalino que estará totalmente ativado em 2012. E assim sucessivamente o solstício de verão de 2008 despertará primeiro cristal.

Não é para vocês ativarem os cristais, não é para vocês ancorarem os vórtices, mas é para vocês se alinharem dentro desta totalidade, dentro desta ativação, dentro desta ancoragem celestial do campo de quantum cristalino. Muitos da Lei da Unidade são chamados. Mestres vocês esperaram muito tempo para isto, prestem atenção no chamado.

Aqueles guardiões de Sirius B, estão agora preparando o palco, e esperando vocês se juntarem a eles. Enviem sua energia, enviem sua luz e intenção para o mais alto bem do que é denominado Cristal Azul Mestre do Conhecimento. Este uma vez regeu em sabedoria e luz no Templo do Conhecimento, e muitos de vocês o verão novamente claramente com os olhos de suas mentes, de fato vocês o sentirão nos seus corações, entre lagrimas de alegria.

É abaixo da terra abaixo do centro da coroa do Vórtice, chamado Talimena Ridge, na sagrada fenda, construída há muito tempo atrás. Esta permanece ereta, 15 m de altura e 3,66m de diâmetro. Esta contem a sabedoria e conhecimento multidimensional das eras. Ela aguarda há muito tempo este destinado despertar, de dentro do sagrado Ark.

Fim da Era Dourada e Queda da Atlantida

Falaremos dos dias finais da Atlântida que levou a queda da Atlântida… e de fato precedeu este poderoso despertar. Cada um de vocês precisam despertar memórias esquecidas e liberar o medo, liberar a dor. Vocês preservaram estes cristais da destruição, e agora vocês devem relembrar por que, e por contrato, curarem-se.

Falaremos do tempo, e falamos a todos vocês, que estão na forma física ou etérea, Atlântida é uma grande lição holográfica, e para aqueles cujo tempo voltou, para a cura da Atlântida é uma cura indispensável, um limpeza necessária para que cada um de vocês fundam-se totalmente na fase “merkabic”, a energia cristalina precursora da Ascensão Planetaria.

E o chamado não é somente para aqueles de vocês da Lei da Unidade, são igualmente chamados os Arianos, e os Filhos de Belial. Muitos de vocês experimentaram vidas em ambas as ideologias. Isto surpreende vocês? Todos vocês precisam de libertação e cura, aqueles com arrependimento, aqueles com sentimento de perda, aqueles que se sentem traídos, aqueles que sentem culpa… é tempo de deixar ir. É tempo de harmonia.

O Segundo Dilúvio em 17.500 A.C. – A Espiral Descendente

O tempo é depois do Segundo dilúvio, quando a utópica Era Dourada declinou e a Atlântida cindiu em 5 ilhas. As 3 maiores ilhas foram conhecidas como Poseida, Aryan e Og. As 2 menores estavam sob as regras de Aryan, e foram conhecidas como Atalya e Eyre. Então nos dias posteriores ao Segundo rompimento da Atlântida, as regras do governo benevolente do reino passaram para a fase de Confederação, estados de governos , em seus termos, que regiam cada uma das ilhas. Uma aristocracia selecionada desenvolveu-se que consistia de duas ideologias opostas. Os dois maiores componentes dos mesmos, eram a “Lei da Unidade”, baseada predominantemente na ilha de Poseida e “Os Filhos de Belial” baseados na ilha de Aryan.

 A ilha de Aryan foi a mais populosa, e exercia influencia e controle político sobre Og, Atalya e Eyre.

Poseida era o vórtice de complexo de portais mais potente do planeta no tempo da Atlântida. O agrupamento Poseida e ilhota abrigavam o Templo de Cura, o Templo do Som, O Tempo de Regeneração e o Templo do Conhecimento. Poseida abrigava muitos dos maiores centros do mais elevado saber. Estes foram colocados em Poseida por causa da vantajosa localização dentro de grades geodésicas e de sua proximidade para beneficio de energia eletromagnéticas que subiam em espiral do centro da terra. Uma fonte de cura incrivelmente potente fluía em Poseida, perto do Templo de Cura, e sua fama produziu o mito da “Fonte da Juventude” contada pelo povo indígena da Florida. Esta ainda corre dentro dos oceanos perto de Bimini.


Os altos, a raça dourada da Atlântida, as sementes Pleadianas estavam centralizadas em Poseida, eles tinham em media 3m a 3.60m de estatura. Eram uma raça de gigantes gentis, envolvidos na cultura, artes e educação ocupavam o coração da Atlântida. Poseida era também a sede e núcleo da grade de poder cristalino e um sistema de túneis interdimensionais. O mais avançado e belo complexo de cristais estavam lá. Foram construídos pelos Arcturianos e Siranos, uma amalgama viva de muitas formas cristalinas embebidas com um liga de platina e ouro. Os cristais eram abrigados em templos magníficos, alguns construídos em mármore, outros com folhas cristalinas de berilo, coríndon e diamantes. Poseida era também a capital da ilha, e foi chamada de Cidade das Esmeraldas. Os Atlantes tinham aperfeiçoado com a tecnologia Arcturiana, a habilidade de criar cristais em toda estrutura e essência em crescimento acelerado dentro de camas de cristal subterrâneas do Arkansas, Tibet e Brasil, todos os seres das colônias Atlantes, acessavam através de um sistema de túneis interdimensionais.

Por toda a Atlântida, poderosas grades de cristal foram trianguladas e conectadas diretamente a uma haste de cobre-dourada sob uma abóboda esférica que poderia se angulada para receber ondas de energias especificas, estelar, solar e gravitacional. Um grande satélite cristalino, referenciado como a segunda lua da Atlântida, refinava e refletia a energia de volta aos cristais com vários propósitos benéficos.

Os Templos eram cobertos com um domo de luz cristalina amplificada algo como um campo de força incandescente. Estes eram de varias cores e ardiam dia e noite. As maiores cidades durante a Era Dourada da Atlântida, tinham domos cristalinos de energia acima delas.

Depois do Segundo dilúvio, somente a capital, cidade de Poseida tinha um domo de energia cristalina inteiro, e era de uma inacreditável cor de Esmeralda.

Antes do dilúvio de 17.500 A.C., a maioria das maiores cidades, incluído Maruvia, a Capital de Aryan tinha poderosos domos sobre seus perímetros. Aryan tinha um domo de um leve vermelho rubi.

Na Era Dourada da Atlântida, as Pirâmides eram de 3 e 4 lados, dependendo da sua utilidade e geralmente feitas de mármore, granito e complexos cristais. As pirâmides de 3 lados eram usadas como antenas para atrair e amplificar energias e alimentá-las dentro de grades ‘poser'(n.t. Segundo Tyberonn este é um nome data pelo Metatron que qualifica a grade) para energizar as casas, fabricas e criar campos de energia para varias utilidades. O satélite cristalino foi usado para refletir e angular ondas de energia estelar dentro destas grades trianguladas. Haviam mais de 100 destes complexos de grades piramidais triangulares. Elas eram colocadas em padrões triangulares concêntricos por todo o planeta. Elas estabeleciam uma rede de grade hemisférica de energia cristalina e eletromagnética dividindo as áreas da Atlântida, America, África, Europa Mediterrânea e África do Sul em diferentes centros demográficos – para prover energia aos centros populacionais, e modular os padrões das águas e mares. As áreas da Mongólia e Tibete eram também parte deste complexo, conectadas por túneis interdimensionais. Mas o mais extenso agrupamento destes era nas terras da Atlântida.


As pirâmides de 4 lados eram essencialmente complexos de Templos colocados como octaedros inteiros e usados para cura, aprendizado, regeneração e propósitos espirituais. Estas não eram trianguladas, e geralmente colocadas nos cumes de morros ou ao longo da costa para receber ambas energias telúricas e celestiais. As terras abaixo do centro eram escavadas para permitir a construção da declividade da pirâmide de desenho do octaedro, desta forma eram conectados energeticamente ambos o céu e a terra.

A “Lei da Unidade” contingência de Poseida eram pessoas devotas espiritualmente e buscadores da igualdade entre as pessoas e a unificação da Unicidade. Contudo muita tecnologia e qualidade de vida tinha sido perdida nas duas rupturas da Atlântida(a primeira 58.000 A.C., a secunda em 17.500 A.C.) a tecnologia ainda continuava num nível avançado. Ainda a harmonia experimentada na Era Dourada da Atlântida declinava espiraladamente depois da ruptura em ilhas em 17.500 A.C. como as ilhas cresciam como entidades governadas separadamente, cada qual guardava ideologias muito diferente no caótico e difícil período inicial de reconstrução, depois da ruptura.

Poseida e a Atla-Ra

Uma seita de altos cientistas e sacerdotes evoluídos e disciplinados guardavam a sabedoria técnica e habilidade para administrar as poderosas grades de cristal. A vasta maioria dos Atla-Ra eram da alta raça dourada, mas haviam também membros bronze, brancos, LeMurianos morenos, e raça dos Cetáceos.

Naquele tempo ainda haviam seres golfinhos que caminhavam em 2 pernas, e respiravam ar. A seita de sacerdotes-cientistas era referenciada como os Alta-Ra. Os Atla-Ra ainda mantém os mais elevados padrões de consciência e são capazes de continuar vibrando em altas freqüências de consciência, no nível de luz e energia da décima segunda dimensão e acima, permanecendo muito puros e ressonantes com o verdadeiro conceito de “Unicidade” do Criador/Deus. Eles sustentam os mais elevados contatos dimensional-telepaticos com os avançados irmãos do espaço da Pleiades, Arcturus, Andromeda e Sirius.

Os Sacerdotes da Atla-Ra eram altamente venerados e tradicionalmente separados, acima & livres dos controles governamentais, e portanto mantinham o conhecimento & administração superior da grande tecnologia de cristais em sabias & benevolentes mãos da seita, embora alguns técnicos e engenheiros de cristais fossem incluídos da população de Poseidan que não eram da seita Atla-Ra. Os Sacerdotes Cientistas de Atla-Ra eram ambos homens e mulheres e eram capazes de grande tempo de vida, tanto através da regeneração do poder da mente e da mesma tecnologia no Templo do Rejuvenescimento. Muitos viviam vidas com a mesma biologia por 12.000 anos !! Deste modo a tecnologia era preservada através desta seita sagrada. Muitas almas brilhantes estavam entre eles. As entidades que vocês conhecem como Galileu, Isaac Newton, Einstein, Tesla, Edison, Marcel Vogel, Ronna Herman e DaVinci estavam em Atla-Ra. Tyberonn e Oneronn eram parte deste grupo de cientistas sacerdotes, que viveram vidas muito longas.

Aryan e o Complexo Industrial:

Aryan era a maior ilha e a mais populosa. Aryan era o centro comercial e detinha a maior influencia na economia, agricultura e perspectiva militar. Depois do segundo dilúvio, Aryan tornou-se controlada por uma elitista raça “branca”, que controlava a economia, poderes militares e o governo da ilha-estado, ainda que a da população fosse da raça bronze ou vermelha. Da Aryan cresceu um poder aristocrático corrupto orientado pela mente que buscava bloquear a “Lei da Unidade” e utilizava a tecnologia Atlante para controlar o mundo, através da utilização da energia cristalina para armamento, e uso de ciência genética para desenvolvimento & retenção de uma raça inferior para servir como trabalhadores e soldados.

A engenharia genética era baseada em Meruvia, Aryan. Esta havia sido originalmente usada para propósitos benevolentes, para procurar por melhorias no veiculo físico para aqueles que tinham encarnado em corpos físicos que produziram mutações, como meio homem, meio bestas abomináveis. O trabalho genético tinha sido processado e desenvolvido em Aryan e era usado para remover apêndices, garras, penas, peles de repteis e escamas. Isto era feito no Templo da Purificação, algo do especializado centro medico. Novamente, nos enfatizamos que durante a Era Dourada da Atlântida, sua utilização era totalmente benevolente.

 Tremendos avanços genéticos foram feitos e um grande entendimento de clonagem e ajustamento das limitações físicas para aperfeiçoamento com prudência e utilização ética.

Em tempo, no caos da reconstrução depois de 17.500 A.C. seu propósito foi para manter o controle do grupo Belial, e então denegrida por usos corruptos para ganância e poder. A engenharia genética começou a ser usada para fins obscuros, criando uma raça de trabalhadores-escravos híbridos de homem e animais cujos corpos emocionais e níveis de inteligência eram censurados geneticamente. Exatamente como na Alemanha nazista foi convencionado para as massas como o desenvolvimento da “raça pura”. De fato muitos cientistas genéticos foram inicialmente mantidos inconscientes do para que suas pesquisas e trabalhos desenvolvidos estavam sendo usados até que fosse essencialmente tarde demais para eles pararem. Alguns de vocês carregam grande culpa destes dias como resultado deste trabalho. Com o tempo isto tornou-se uma fabrica de clones para trabalho escravo para produção em massa, necessária nos campos agrícolas e nas fabricas industriais e produziam grandes lucros para a elite Aryan. Uma vez revelado, era justificado pela elite como ‘ produção por trabalho-animal; os mutantes e clones não eram mais considerados humanos.

Seus quocientes de inteligência eram geneticamente minimizados e seus campos emocionais desconectados. Isto causou uma divisão moral, e com o tempo mesmo os moderados, classe media Aryan fecharam os olhos e aceitaram isto como normal.

Lei da Unidade e Filhos de Belial

O uso de classes serventes geneticamente construídos levou a uma grande ruptura entre a Lei da Unidade e os Filhos de Belial, o que mais tarde engrossou e endureceu como ambições materialistas de maquinas industrias e eles perderam de vista a ética espiritual. Literalmente centenas de milhares de mutantes híbridos foram criados para trabalhar nos campos e monstruosidades foram criadas com mentes controladas para roboticamente responder as ordens dos seus “mestres”. Muitos foram clonados, a sociedade agro-industrial de Aryan tornou-se totalmente dependente dos clones. Almas tornaram-se prisioneiras em corpos clonados denominados ‘coisas’ e ‘outros’ com lobotomias genéticas e com sua habilidades, sexuais e emocionais anuladas. Muitos que ficaram presos em corpos andrógenos monstruosos ou sub inteligentes, ainda carregam horrendas dores de serem aprisionados em corpos que não permitiam crescimento spiritual ou expressão emocional.

Por muitos milênios as duas ideologias permaneceram travadas e as agencias governamentais estavam num estado de delicado impasse. Os Poseidans estavam longe culturalmente e gentis por natureza para empreender uma luta com os Aryans e buscavam educá-los e influenciá-los espiritualmente para que mudassem seus caminhos. Os Aryans, que excediam os Poseidans em 3 para 1, não desafiaram atacar Poseida com receio pois Poseida tinha o poder de cortar a energia cristalina da nação. Os Aryans eram essencialmente produtores de cereais e centros industriais e deste modo proviam as 5 ilhas quantidades de produtos e maquinaria industrial. Ambos os quais eram pesadamente dependente do trabalho ‘escravo’ da engenharia genética. Enquanto estações de energia cristalina eram localizadas em todas as ilhas bem como na maioria da ‘colônias’, os Poseidans da Lei da Unidade e Atla-Ra detinham a habilidade de manter o sistema funcionando. Desta maneira um impasse e sistema de ressentimento – preencheu controles e balanços e existiu por cinco mil anos depois da segunda ruptura.

Conseqüentemente, vejam o conflito que começou a espiral descendente da Era Dourada Atlante, a qual existiu de 30.000 A.C. até 17.500 A.C. Logo, desde 17.500 A.C. quando a ruptura em ilhas ocorreu, a espiral descendente acelerou.

Do período de aproximadamente 16.000 A.C. a deflagração de guerra irrompeu entre os Atlantes Militares controlados pelos Aryan conforme antigas colônias da Atlântida localizadas nas áreas do Mediterrâneo quebraram laços tradicionais e desenvolviam seus próprios governos independentes. As colônias, particularmente aquelas na Grécia e Turquia viram a mudança da utópica Atlântida para o estado militar-facista controlado por Aryan. Apesar dos Aryans terem vantagem militar, o estado Mediterrâneo não sucumbiu, e houveram guerras em colônias regionais enfurecidas com nenhum lado capaz de dominar o outro. Facções Aryan internas de modo crescente buscavam usar energia do cristal para dominar os adversários. Isto foi firmemente recusado pelos Atla-Ra e pela população de Poseida da ‘Lei da Unidade’.

Muitas tentativas fúteis de aterrorizar os Poseidans foram tentadas pelos Aryans, e cada uma foi derrotada.

Os Poseidans retaliaram desligando a energia e negando os Aryans. Os Aryans responderam parando de suprir alimentos e produtos manufaturados. Seguiu-se um grande impasse.

A Unificação do Congresso Atlante

Em um grande enganoso esquema, disfarçado em um plano para unificação, os Aryans se aproximaram dos Poseidans com a formação de um renovado Congresso Nacional para trabalhar com suas crescentes diferenças e tensões e trazer harmonia para Atlântida. Representantes da Lei da Unidade foram enviados juntamente com representantes dos filhos de Belial. O Congresso foi formalizado com a mesma quantidade de representantes das duas partes. Com uma curta ordem interna uma federação de selecionados foi consagrada com a promessa de mudança e melhoria podendo vir do Congresso Nacional. Os Poseidans foram encorajados e muitos deles baixaram a guarda. Os Atla-Ra permaneceram cautelosos sobre os motivos e sentiram-se decepcionados.

Inicialmente o Congresso Nacional não melhorou as relações e muitas leis que prometiam unidade foram colocadas em ação. Ainda os principais pontos de oposição, a escravidão genética e a administração da energia dos cristais permaneceram não resolvidas

Entretanto, do interior dos Filhos de Beliel cresceu uma liderança carismática hipnótica que seduziu as massas na Atlântida fazendo acreditar que eles eram a resposta para o retorno da Atlântida e sua Era Dourada de proeminência e abundancia perdida. Os lideres do grupo eram as almas que vocês conhecem como Hitler e Himmler, na verdade os supremacistas nazistas da II Guerra mundial do seu tempo. Grandes legiões militares foram formadas e ganharam a vantagem em converter persuasão política em poder. Os mutantes híbridos foram usados para aterrorizar aqueles que se opusessem a eles em Aryan e Og, e em uma ocasião isto foi futilmente tentado em Poseida.

O poderoso contingente Aryan era mestre em manipulação e mídia. Eles apresentavam pensamentos e argumentos que mascaravam suas reais intenções e prometiam compromisso mutuo. A propaganda parecia totalmente factível na superfície e convencia muitos incluindo moderados e alguns da Lei da Unidade com esperança de harmonia.

O que parecia ser uma grande oportunidade para resolução, uma lei foi proposta para trazer a engenharia genética, antes controlada pelo estado de Aryan sob o controle federalizado, e em troca, trazer o sistema de cristal ‘poser’ sob o controle de um agencia governamental, com membros em igual numero tanto de Poseidans como Aryans. Os Atla-Ra permaneceriam em posições de comando departamental, mas não mais isentos do controle governamental. Ocorreu uma grande discussão e debate sob grande escrutínio nacional.

 Um voto foi consenso, que os Poseidans tivessem a mesma igualdade de voz no congresso.

Traição:

A lei foi finalmente aprovada, acreditando que a nova agencia governamental para a Energia Cristalina seria encabeçada por um Conselho Governamental com 5 Poseidans e 4 Aryans, e que nada poderia mudar sem a maioria estabelecida no conselho. O fato de que a Lei da Unidade estava em aparente maioria foi, um plano de controle muito promissor, para mostrar a população de Poseida. Um programa de treinamento foi acordado que de ambas as partes, fora dos Atla-Ra, seriam treinados e ensinados na complexa engenharia.

Inicialmente, apesar da cautela de Atla-Ra, o sistema parecia estar funcionando e trazendo uma melhor harmonia.

Em poucos anos, as guerras no Mediterrâneo estouraram novamente em grande escala, aumentando a pressão para o uso dos feixes de cristal para propósitos de Guerra sob a guisa da segurança nacional.

 
Uma discussão, debate e votação foram agendados pelo Conselho Governante. A segurança Nacional foi angariada e um senso desalinhado de patriotismo manipulado varreu a terra.

Então a fraude se efetivou. Para grande choque & desapontamento dos Poseidans, um dos membros do conselho da Lei da Unidade, trocou de posição. Ele não era nem Atla-Ra, nem da raça Dourada. Ele ascendeu politicamente como um líder carismático, um negociador confiável, que prometeu alianças para a Lei da Unidade e ganhou sua total confiança. Ele tinha sido seduzido pelos Aryans, e caiu vitima de suas ambições.

Como resultado, ele sentiu grande remorso, e despendeu suas vidas seguintes tentando reparar seu erro. Na verdade ele não anteviu o fim catastrófico, e permitiu-se comprometer cegamente sob a promessa de poder & grandeza.

Queridos, tal é o poder da ilusão. Vejam vocês, quando alguém ganha poder, aquilo que parece ser certo pode freqüentemente ser uma ilusão do ego. Cada um no caminho da Maestria precisa eventualmente decidir entre poder e amor. Ate mesmo aquele que vocês chamam Hitler pensou que o cenário de raça superior possibilitaria um futuro melhor para a terra, com um corpo físico supremo sendo a única eventual raça nos quais as almas reencarnariam, reduzindo doenças, e eliminando divisão racial por somente haver uma raça.

 Mesmo o que vocês chamam Judas na sua alegoria bíblica, pensou que colocando Jesua ben Josef na prisão, ele seria forçado a usar seus poderes divinos para revelar sua Maestria para o mundo ! De fato o paradoxo é que o que vocês denominam ‘poder’ com freqüência é o oposto de amor. Vocês vêem como o ego e poder podem enganar ? Vêem ?

De fato o resultado na Atlântida, que parecia ser a unificação, era na verdade a confusão, e traição devastadora, e na verdade aniquilou completamente o provável futuro de harmonia que tornou-se sombrio & catastrófico.

Deste modo através de controle governamental ‘legalizado’, o uso do complexo & grades de cristal de energia foi para o controle governamental dos filhos de Belial.

A Segunda Lua da Atlântida

Aquela que é conhecida como a ‘Segunda Lua da Atlântida’ e grades de poder cristalino e cristais de fogo foram para o controle governamental, e seu uso tornou-se alterado conforme o conhecimento Aryan de programação crescia. Os Atla-Ra eram capazes de retardar o uso inicialmente, mas com o tempo foram impedidos. Os Atla-Ra compreenderam que o fim estava próximo.

Agora conforme mencionamos anteriormente, aquela denominada segunda lua da Atlântida, era de fato um satélite massivo cristalino. Era de construção Arcturiana e administrado pelos Sacerdotes Cientistas da Lei da Unidade. O satélite cristalino era uma enorme esfera não tripulada de brilhante engenharia, com aproximadamente 8 Km de diâmetro. Ela era usada desde a Era Dourada da Atlântida, e servia a uma miríade de propósitos benevolentes. Ela amplificava e controlava vários feixes de luz de cristal enviados do fogo, curando e energizando cristais. Era como um macrochip computadorizado que refratava, separava, refinava e refletia feixes de luz de energia para uso na agricultura, controle da clima, controle das mares, templos de cura, templos de regeneração e intensificava o sistema de linha-energia gerado pelo sistema de cristal ‘poser’. Ela assomava nos céus sobre a Atlântida e aparentava como ‘resultado’ uma lua dourada, e desta foi conhecida com a segunda lua da Atlântida. Uma faixa de energia arco-íris caleidoscópica de plasma antigravitacional rodeava a esfera, e com freqüência aparentava o que vocês denominam aurora ou luzes do norte. A lua satélite de cristal não orbitava a terra, esta se movia conforme programada, auto direcionada, mudando sua localização para atender a miríade de tarefas sobre a Atlântida, África e costa oriental do Brasil.

Depois que o complexo de Grades Cristalina foi para o controle federalizado, o grupo Belial integrou seus próprios tecnólogos no grupo de engenharia, gradualmente substituiu as cabeças do departamento por suas próprias. Os Atla-Ra tentaram bloquear suas tentativas para reprogramar o satélite para a usar na Guerra explicando que sobrecarregando o satélite o campo antigravitacional poderia dissipar e manobrá-lo, e uma queda catastrófica poderia ocorrer. Os cientistas Aryan ridicularizaram a alegação. Alguns do Atla-Ra foram ameaçados e removidos, outros começaram a desaparecer misteriosamente. Muitos dos Poseidans se sentiram intimidados e impotentes com a permissão do conselho governamental para que o satélite se tornasse um ‘armamento estrategico de defesa’, seguramente este funcionaria como programado.

Os cientistas Belial, com a aprovação do conselho reprogramaram um sistema secundário e começaram a enviar feixes de luz destrutiva usados para iniciar erupções vulcânicas e massivos terremotos contra colônias e nações que se recusavam a atender suas demandas. Estas eram alvejadas nas áreas que agora são a Grécia e Turquia, e causaram grande devastação. De fato isto deu aos fervorosos Aryans a batalha de vantagem que eles tão fervorosamente desejavam, e eles jubilosamente aumentaram seu uso, com o apoio da maioria da população.


O Começo do Fim

O Cristal Lua começou a ‘sobrecarregar’, enfraquecendo o campo anti gravidade que o mantinha flutuando.

 OsAtla-Ra entenderam as implicações do que logo ocorreria quando a programação colidisse, mas seus apelos ao conselho continuavam a serem ignorados.

Com os anos, o satélite começou a guinar desordenamente e mudar, e começaram a ocorrer blecautes.

 Incansáveis tentativas para corrigir isto forem sem sucesso. Foi solicitado aos Atla-Ra que prestassem suporte para corrigir isto, a maioria recusou-se. Alguns concordaram em tentar estabilizá-lo para prevenir o iminente desastre. Todas as tentativas falharam. O conselho recusava a sugestão de incinerar o satélite, desacreditando que este iria colidir, e minimizando os efeitos de um impacto caso houvesse.

Relocação dos Cristais

Tyberonn & Oberonne juntaram um grupo leal dentro dos Atla-Ra e da Lei da Unidade para planejar uma rota para desconexão & iminente realocação do fogo e dos cristais de energia para vários locais ‘seguros’ antes da inevitável colisão do satélite mestre. Isto foi feito com tecnologia & assistência de Sirius B.

A realocação dos preciosos cristais foi muito arriscada, e requereu planejamento cuidadoso e grande sigilo.

 Isto precisava ser feito antes da colisão da ‘segunda lua’, e sem o conhecimento do conselho governamental.

Atlântida teve numerosos cristais poderosos localizados por todas as 5 ilhas e ao longo de rotas de abastecimento do sistema de labirintos subterrâneo. Os Atla-Ra sabiam que uma vez modulada a ‘placa mãe’ o cristal lua satélite perderia seu campo antigravitacional, e colidiria em uma grande explosão e sua colisão subseqüentemente emitiria fumaça e vapores destruindo as maiores e secundárias classe de cristais de energia abaixo, criando uma explosão secundaria catastrófica de classe nuclear dentro de semanas ou dias depois da colisão.

Eles queriam assegurar que os cristais mestres não seriam usados para mais nenhum propósito negativo, e seriam salvos para um tempo quando a humanidade pudesse usá-los como eles foram planejados. Seria impossível transporta-los depois que o sistema colidisse.

Sete dos inacreditáveis principais cristais e dois cristais secundários foram realocados dentro de um sistema cargueiro de transporte por um sistema de túneis subterrâneos com a ajuda de Sirius B. Três dos principais cristais foram realocados para os campos Atlantes do Arkansas, outros dois principais cristais foram realocados para fazendas no Brasil nas áreas da Bahia e Minas Gerais, um foi realocado numa fenda subterrânea abaixo do Mount Shasta, e o grande cristal incandescente foi colocado submerso no Mar de Sargasso, no fundo abaixo do banco de Bimini. Os dois cristais secundários da ilha de OG foram realocados em fendas abaixo da área de Tiajuanaco, Bolivia perto do lago Titicaca.

Todos foram colocados em travas dimensionais, essencialmente desligados e postos em dormência pela tecnologia dos Sirianos.

O resto, na sua linguagem é historia, dolorosa historia esquecida da sua perspectiva atual. Verdadeiramente o paradoxo, a ironia, é que esta contem as mais importante lições!

De fato depois de alguns meses sendo utilizado como ‘raio da morte’ a tecnologia do grande cristal satélite sobrecarregou, seu amortecedor antigravitacional enfraqueceu e este colidiu com a velocidade acelerada de um cometa massivo em uma horrível explosão que devastou a maioria de OG e enfraqueceu criticamente a estabilidade tectônica da placa Atlântida. O grande cristal satélite estilhaçou-se em bilhões de fragmentos cristalinos, que agora preenchem trincheiras profundas no Atlântico. Nuvens massivas de poeira e fumaça explodiram, escondendo o sol. Ondas de terremotos e tsunamis devastaram a ilha e enviaram grandes ondas acima de dois terços de Aryan. Dentro de minutos as estações remanescentes de energia explodiram com a força de bombas nucleares. Reminiscência da explosão de uma estação de energia de cristal pode ser vista nos dias de hoje no nordeste do Brasil nas ‘Sete Cidades’. N.t.

http://www.deltadorioparnaiba.com.br/s_cidades.htm 
A Atlântida, e a costa leste do Brasil e a costa oeste da África foram devastadas com subseqüentes terremotos. Pânico e destruição seguiram-se por três semanas com as áreas secas abaladas e massas de terra ruindo para dentro do mar. A ponte de terra que conectava Poseida e OG a Yucatan permaneceu debaixo da água inicialmente e foi literalmente enchida com dezenas de milhares de Atlantes que tentavam freneticamente escapar. Todos os tipos de embarcações foram ocupadas com aterrorizados sobreviventes refugiados.


E então em um suspiro estilhaçado, as terras remanescentes afundaram no mar.

Este é o cenário que foi por muitas e muitas vidas o flagelo e obscuras memórias de muitos de vocês, que eram na verdade parte disto. Queridos, é tempo de deixar ir.

Intenção & E o mais Alto Bem

Muitos de vocês acreditam que tudo o que acontece deve acontecer, como se ‘fosse’ para ser. Queridos esta não é a causa. As coisas acontecem como acontecem, como uma coleção de muitos potenciais. E de fato de uma perspectiva mais elevada eventos acontecem como eles são ‘intencionados’ para acontecer, e nos enfatizamos a palavra intenção. Vocês são criadores do seu horizonte de eventos. Mas Queridos, eventos não acontecem para o mais alto bem ate que vocês os criem para o mais alto bem. A queda da Atlântida não foi para o mais alto bem, e não será até vocês a recriem como tal.

Se tudo acontece como deve, vocês não reencarnariam. Na dramática escola da ‘realidade’ holográfica vocês passam por ciclos e reciclos até aprenderem isto. Vocês entendem Queridos ?

Tempo e probabilidade são um bonito paradoxo ilusório… E é por isto que eu digo a vocês que a Era Dourada da Atlântida é realmente um evento no horizonte do futuro que vocês trazem da ‘visão’ do seu passado !

Os Cristais de Arkansas

Então agora vamos pular 12.500 anos e vamos olhar o papel da colônia Atlante que vocês chamam agora Arkansas.

O Arkansas foi especificamente escolhido como moradia para os 3 maiores cristais por varias razões.
1) Já era usada como mina de cristal e área de colheita. Como resultado um dos principais túneis interdimensionais de Poseida já estava estabelecido e complexos de transporte estavam disponíveis para transportar os cristais para a área. Os Atlantes tinham desenvolvidos técnicas que permitiam o crescimento acelerado de cristais pré existentes em cavernas que estariam totalmente fora do alcance das preocupações da mineração.


2) Entendia-se que o vórtice colocado na área do Arkansas poderia desempenhar um grande papel na Ascensão planetária de 2012.
3) A geologia única do Arkansas de quartzo, diamantes, magnetita, ferro, e cavernas massivas faziam-no perfeito para incubadoras de plantações cristalinas. Cristais eram plantados e cresciam no Arkansas por milhares de anos antes do dilúvio. A presença de metais magnéticos nas camas de cristal tornou mais fácil colocar os majestosos cristais Atlantes em um estado dormente com as instalações pré existente.
4) Uma colônia de benevolentes peles-azuis LuMurianos existia nos subterrâneos do Arksansas, bem como uma base subterrânea dos Sirianos. Os dois concordaram em serem os zeladores dos cristais adormecidos.
 

 

 

Agora, os três cristais colocados no Arkansas serão sintonizados com um sistema que inclui os 5 cristais remanescentes colocados no Brasil, Shasta, Bimini e os dois Cristais Arcturianos colocados sob o lago Titicaca. Eles são especializados em Cura, Sabedoria, Energia e Transporte de Cristais, usados no Templo de Cura, no Templo do Som e Luz, no Templo do Conhecimento, No Templo da Unidade, No Templo de Thoth, no Templo do Fogo Rubi e no Templo da Regeneração.

Os cristais foram colocados especificamente em áreas de suprema importância para a nova terra emergente na Ascensão de 2012. Áreas que serão facilmente acessadas pelo sistema de túneis Atlantes interdimensional.

Eles foram definidos e colocados como segue:

Arkansas :

1. O Cristal Azul do Conhecimento 8-8-8
2. Cristal Esmeralda de Cura 9-9-9
3. O Cristal de Platina da Comunicação 11-11-11

Bimini Bank:

1. O Cristal Rubi da Energia do Fogo 12-12-12

Brasil :

1. Cristal Dourado da Cura e Regeneração 9-9-9
2. Cristal Violeta do Som 10-10-10

Mount Shasta:

1. O Cristal da Interface Multidimensional 9-9-9

Tiajuanaco-Lake Titicaca, Bolivia:

1. Cristal da Luz do Sol-Lua 9-9-9
2. Cristal de Thoth 12-12-12
Em 2008, O Cristal da Sabedoria e Conhecimento retorna. No solstício de verão este será despertado com metade de sua força. No denominado 8-8-8, ou 8 de agosto de 2008, 144 grades cristalinas serão iniciadas com três quartos de suas funções, e ativarão o Cristal Azul com metade do seu poder.

Isto disparará um programa de seqüência de tempo para despertar os outros.

Cada um abrira um dos portais de datas tríplices. Cada um será ligado a ativação de 4 remanescentes das 12 facetas estreladas da grade de 144, o duplo penta-dodecaedro.

Ligando & Reprogramando

Nada será levado a força total antes de 2012. Somente o Cristal Azul do Conhecimento, o Cristal Esmeralda da Cura, e o Cristal Sol-Lua estarão com força total em 2012, os outros levarão mais tempo. Eles serão despertos e então começarão o processo de reiniciar, seguido por novas atualizações e reprogramação. Esta reprogramação acontecera especialmente com o cristal de fogo de Bimini, o qual não estará totalmente operacional antes de 2020.

Suas energias serão transmitidas com a freqüência cristalina de Quantum da Ascensão e ligadas energeticamente com padrões do Disco de Sol Dourado, que representa a nova impressão, o DNA, por assim dizer, das 144 grades. O efeito unificado do despertar do cristal, a conclusão das 144 grades e a conclusão das 12 hélices do Disco de Sol Dourado preparara a terra para a Ascensão, e o novo planeta de campo cristalino.

O efeito destes cristais serão inicialmente totalmente sutis, ainda que força sutil será imediatamente discernida pelos empáticos. O efeito será uma maior sensação de bem estar, especialmente dentro dos vórtices do Arkansas, Lago Titicaca e Bahia, Brasil.

A primeira fase representa sabedoria, a segunda fase será de cura etérea da Atlântida, e a ligação com a nova Era Dourada.

Haverá um rombo dourado formado entre o Brasil, Lago Titicaca, Arkansas e Mount Shasta e em 2020 esta se tornara uma estrela de cinco pontas, que forma uma rede global com infinitos pontos no planeta.

O despertar dos cristais, começando no Arkansas, abrira o portão para receptividade dimensional que marca o retorno dos irmãos das estrelas. Retorno é um termo errôneo, pois verdadeiramente eles nunca partiram.

Fechando:

Os Cristais Atlantes abrem portais etéreos, e portais dimensionais que permitirão a humanidade baseada no carbono interagir com aqueles de bio-plasma. Vocês precisam entender Mestres, que vocês existem em ambos dentro do paralelo multidimensional. Isto é verdade! O portão abrira em 2008 no vórtice cristalino do Arkansas, e aqueles de vocês que conectarem o cristal azul serão capazes de experimentar sua própria multidimensionalidade, em completa alegria, e facilmente.

Queridos, dentro da energia do vórtice do Arkansas, se debruça a energia cristalina como vocês nunca experimentaram desde a Era Dourada da Atlântida 20.000 anos atrás. Dentro da freqüência cristalina de quantum vocês podem curar o que precisa ser curado. Dentro desta crescente energia vocês serão capazes de conectar com a viva força cristalina que ajudara na expansão do seu veiculo de luz “merkaba” em sua divina multidimensionalidade. No seu eu Divino ! Isto é verdade, Queridos, e este tempo é AGORA.

Mestres, este é o fim do começo! Os sonhadores acordam!

Eu sou Metatron, e vocês são ternamente Amados!


.. e assim é.
 

——————————————————————————–

Tradução para português: Silvana Pereira  silvana.pereira@gmail.com 

Fonte em Português: http://br.groups.yahoo.com/group/gof35/

Esta canalização & artigo do Tyberonn é protegida por direito de copia para a http://www.earth-keeper.com/  . Pode ser distribuído e compartilhado com o conhecimento do autor & copyrights. Não pode ser publicado sem a expressa permissão. Para maiores informações contatar: Tyberonn@hotmail.com
Fonte original em Inglês:
http://spiritlibrary.com/earth-keeper/earth-keeper-chronicles/arkansas-the-atlantean-crystal-awakening-and-the-fall-of-atlant

Anúncios

4 pensamentos sobre “ARKANSAS – O DESPERTAR DOS CRISTAIS ATLANTES E A QUEDA DA ATLÂNTIDA

  1. Como me conectar, com os cristais, para poder me melhorar como ser divino. Existe alguma tecnica ? se existir ? Por favor, me repassem.

  2. Olá Adria!
    Também acreditamos nisso, estamos todos unidos com o mesmo propósito. Obrigada pelo carinho.
    Fique na luz.
    Beijos em seu coração.

  3. TODO ESTE CONHECIMENTO E NECESSARIO PARA MELHOR ACEITAÇAO DA HUMANIDADE AS TRANFORMAÇÕES QUE VÃO OCORRER EM NOSSO MARAVILHOSO PLANETA. PARABÉNS PARA OS CRIADORES DESTE SITE.
    UM ABRAÇO DE LUZ DE SUA AMIGA
    ADRIA CAVALCANTI

  4. MANDEM NOTICIAS.MEU ANIVERSARIO É O DIA MUNDIAL DO PLANETA TERRA.BELA COINCIDENCIA.CREIO NA LUZ CRISALINA DO CORAÇÃO DO AMOR INCONDICIONAL.
    VAI VOLTAR.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s