LIMITES DENTRO DA UNIDADE

image

Mensagem dos Iluminados
Por Andrew Martin
Em 10 de agosto de 2014  

Saudações, Queridos.

Hoje nós queremos lhes falar sobre a importância dos limites.

Quando falamos de limites, não nos referimos aos limites e fronteiras ilusórias que muitos humanos usam para criar mais apoio à ilusão de separação.

Nós estamos falando dos limites que são estabelecidos internamente por vocês e que alinham com a verdade de onde vocês estão em cada momento.

Esses limites energéticos são importantes uma vez que eles permitem que vocês assumam a responsabilidade por suas próprias escolhas, suas próprias experiências e suas próprias criações enquanto que permitem que os outros façam o mesmo.

Fala-se muito sobre o assunto da Consciência de Unidade, e o paradoxo de compreensão e aceitação de que todos nós estamos conectados como Um é a compreensão e aceitação do fato de que todos são responsáveis por suas próprias escolhas e ações.

Reconhecer que todos nós somos conectados como Um não implica que vocês devem assumir os fardos do outro… na verdade, é exatamente o oposto.

Aceitar que todos nós somos Um e que cada escolha e ação tem um efeito no coletivo significa que nós devemos permitir que os outros sejam livres para fazer suas próprias escolhas e tomar as decisões de como viver e criar sua própria vida.

Muitos de vocês escolheram tomar o caminho de ser curador, guia e mostrador do caminho.

Esse trabalho é crucial para a ascensão de todos.

Mas aqueles que vêm a vocês pela ajuda, sabedoria e orientação ainda são totalmente responsáveis pelas escolhas que eles fazem.

Nós usamos a analogia do personal trainer em mensagens anteriores e vamos trabalhar com essa ideia hoje.

Se vocês são um daqueles que escolheu ser um treinador para outros que desejam fazer escolhas mais saudáveis em relação aos seus corpos físicos, vocês deveriam saber que seu papel é orientar e oferecer critérios, sabedoria e em muitos casos correção para seus clientes.

Entretanto, não é sua tarefa como um treinador aumentar o peso para eles, ou estar em cima dos ombros deles em cada momento dizendo o que comer ou o que não comer.

Tomar a decisão de carregar o fardo e fazer o trabalho pelos seus clientes não somente os colocaria numa posição indevida de carga sobre vocês, como não faria nada para melhorar o estado de saúde de seu cliente.

O mesmo é válido para vocês e para outros indivíduos que vocês encontram em seu caminho.

Ter compaixão, empatia e amor pelo outro não significa que vocês devem assumir os fardos deles ou o trabalho por eles.

Vocês podem oferecer um conselho amoroso, ou vocês podem oferecer a eles um ombro para chorar ou um ouvido empático, mas quando vocês decidem fazer o levantamento pesado por eles… vocês não só se prestam um desserviço por se arrancar de seu próprio alinhamento, mas vocês também tiram deles a oportunidade de aprender as lições que eles mais precisam aprender para o próprio progresso e evolução de sua alma.

Esses são os limites de que falamos.

Esses limites não podem ser vistos… eles somente podem ser sentidos.

Quando vocês se alinham com o Centro do Coração e criam e vivem a partir dele, vocês sabem o que é estar em seu poder e em sua verdade.

Quando vocês são orientados a agir e a ajudar ou assistir a partir deste Centro do Coração, então vocês estão trabalhando dentro de um limite que é energeticamente saudável porque vocês estão agindo a partir de uma posição de alinhamento.

Quando vocês agem ou fazem uma escolha que parece “livre”, então vocês aprenderam a confiar que ela de fato é livre.

Independentemente do que vocês percebem estar acontecendo ao seu redor externamente, quando vocês escolhem permanecer em alinhamento, então vocês estão estabelecendo e cultivando um limite saudável.

Aprender que a permissão que circunstâncias externas os tirem do alinhamento é uma escolha é uma poderosa compreensão.

Seu poder e seu livre arbítrio são seus por Direito Divino e somente podem ser entregues por vocês… eles não podem ser tomados de vocês.

Sua paz de espírito, sua bondade de coração e o fluxo de alinhamento são as coisas mais importantes que vocês podem nutrir.

Nós não estamos sugerindo que vocês nunca deveriam ajudar ou assistir o outro…

Nós simplesmente estamos declarando que quando vocês agem a partir de uma posição de alinhamento e de poder pessoal, vocês estão agindo de acordo com sua verdade e, portanto, dentro de um limite saudável.

Quando vocês agem porque sentem que “devem” ou que o outro é incapaz de se autoajudar apesar de parecer que vocês estão diminuindo sua própria luz… vocês estão agindo fora de um limite que é saudável para vocês.

Cada alma tem sua própria frequência e caminho individuais e o que está em alinhamento para um pode não estar necessariamente em alinhamento para o outro.

Vamos lhes oferecer outro paradoxo na discussão deste assunto.

Os limites mais eficazes são os limites fluidos e que vocês permitem que evoluam de momento para momento.

Estabelecer-se dentro de uma estrutura energética rígida pode numa determinada altura servi-los, mas não tenham medo de seguir com o fluxo daquilo que vocês são orientados para fazer.

Tal como vocês se encontrarão querendo coisas diferentes de sua vida em determinados pontos de seu caminho, vocês também verão em cada momento do Agora que serão orientados a oferecer diferentes respostas e fazer escolhas diferentes.

Quando vocês percebem que uma escolha não ressoa mais dentro de vocês como verdade, então vocês serão orientados a fazer uma nova escolha.

Quando vocês encontram indivíduos em seu caminho que em determinada altura podem não ter recebido uma resposta específica de vocês a respeito de certo assunto, cabe a vocês definir para eles quais são seus novos limites quando estes mudam.

Se vocês não conseguem se afirmar e honrar os novos limites que estabeleceram para si, então vocês se encontrarão empreendendo ações que os tiram do alinhamento.

Isso não é dizer que vocês precisam se explicar, defender ou descrever por que vocês mudaram seus limites… às vezes uma simples resposta como “não está mais no meu fluxo fazer isso para você” ou “eu fiz algumas mudanças e isto é o que eu posso fazer agora”, até a resposta mais simples de todas como “isso é algo que não me sinto mais confortável para fazer” será suficiente.

Seus limites são seus para criar e cuidar tal como seu alinhamento é seu para nutrir e cuidar.

O maior ato de Amor e Compaixão é permitir-se sentir-se honrado, amado, valioso e seguro por suas próprias escolhas.

Vocês não precisam dizer sim para qualquer coisa que não lhes serve.

Martírio e autossacrifício são conceitos nobres, mas muito frequentemente eles são usados como uma desculpa para ou se abandonar ou esperar que outros se abandonem em nome do outro.

Não há nada de iluminado sobre diminuir quem vocês são na esperança de que irá ajudar o outro.

Quando cada indivíduo começa a viver e criar de uma posição que é honesta, verdadeira e alinhada com o Amor, então de um por um começa a criação da Unidade.

A Unidade não é um destino no sentido físico, ela é um espaço energético onde cada indivíduo honra e respeita seu próprio sentido interno de paz e alinhamento, e, por sua vez, honra e respeita o sentido interno de paz e alinhamento para os outros.

Então se honrem e amem-se de um modo que parece honesto e verdadeiro.

Digam sim ao que vocês querem dizer sim e permitam-se fazer novas escolhas quando as antigas não ressoam mais.

Vocês não estão aqui para sofrer para que outros possam prosperar.

A Unidade não é assim.

Em amor e Luz nós os deixamos!

Regozijem-se!

Os Iluminados
 
-…..—==II==—-…..-
 
Direitos Autorais:
Copyright©Andrew Martin. Todos os direitos reservados.
Você pode copiar e redistribuir este material contanto que não o altere ou edite de forma alguma, o conteúdo permaneça completo e você inclua esta nota de copyright e o link:
http://www.thelightedones.com

Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com 

MENSAGEM SEMANAL DE HILARION

image

Através de Marlene Swetlishoff
de 17 à 24 de agosto de 2014  

Amados,

É um tempo glorioso para o planeta Terra, à medida que ela se dirige para a próxima fase de sua ascensão cósmica que irá ser sentida por toda humanidade, nos próximos dias.

É uma energia que acontecerá sendo direcionada com intensidade, de modo que todos os seus habitantes possam absorver as mais refinadas energias.

É útil irem para o interior de vocês, com frequência, estando abertos para receberem as energias que entram, com a intenção de as utilizarem em sua maior capacidade, e também com a intenção de se alinharem conscientemente, várias vezes ao dia, todos os dias, com os mais altos aspectos da Divina Presença Eu Sou, de vocês.

Comecem diariamente com o alinhamento consciente com o Eu Sou de vocês e sintam reverência, gratidão e alegria no interior de seus corações pelo privilégio e pela honra de fazerem parte dos eventos que estão se desdobrando.

Não há nada a temer: – apenas permitam que a alegria, abundância e o sentimento de celebração se movam através de vocês. O Amor em todas as suas facetas está chegando em casa, para o planeta Terra, e isso irá começar a se tornar evidente em tudo que acontecer, tanto no cenário do mundo, como no interior de cada coração humano.

Tornem-se mais conscientes dos antigos programas mentais que ainda possam estar ocorrendo em suas mentes e mudem para programas que lhes empoderem e lhes deem suporte.

Os antigos caminhos estão se tornando rapidamente parte da história, à medida que os novos descensos de energia acontecerem.

A cada dia, caminhem pelas suas jornadas sendo os embaixadores gentis, amorosos e cheios de compaixão, à medida que o Plano Divino se desdobra.

Logo, muitos estarão prestes a despertar e estarão procurando por respostas para clarearem as teias de aranhas de suas mentes.

Vocês já passaram por esses caminhos antes e sabem que a paciência é necessária, ao esforçarem-se em recordar o quão difícil isso foi.

O despertar de alguns não irá ser um tempo tão difícil, o quanto o foi para vocês, e para os que têm fé, isso fez com que o seu despertar estivesse na fluência dos eventos cósmicos e as energias irão prevalecer em suportar essas ocorrências.

Permaneçam atentos que poderá haver energias elevando a kundalini no interior dos que estão despertando, portanto, enviem as suas intenções amorosas e de equilíbrio para eles.

Nós estamos agora nos movendo para um tempo acelerado para toda a humanidade, à medida que os seus corações começarem a deixar ir embora as barreiras e os escudos que estiveram presentes no interior das matrizes dos seres humanos.

Elas abrirão as suas consciências para novos caminhos com interação de uns com os outros e irão ver soluções para os problemas que estão permanecendo por um tempo demasiado longo, através de novas perspectivas.

Isso irá ser sentido como uma respiração cheia de frescor e uma sensação de renovação em tudo que acontecer, à medida que a compreensão através dos entendimentos ocorrerem.

As novas matrizes de energia não suportam por mais tempo o antigo sistema de paradigma, e a humanidade como um todo irá sentir-se mais liberada e emponderada por um caminho que não mais confina e aprisiona as pessoas na dualidade e na polaridade das consciências.

As energias prevalentes estão se alinhando na união de todos e a unidade das consciências é o novo paradigma na Terra, e a todos que vivem sobre ela irão experimentar esse novo paradigma da unidade das consciências.

À medida que o velho continua a desmoronar em pó, o novo se eleva em uma vasta matriz de potencialidades e possibilidades.

Vocês que ancoram a Luz sobre e no interior do planeta são a esperança e a corrente principal da nova Realidade da Terra. Nós lhes dizemos, sonhem os seus sonhos, expandindo as suas visualizações em um território novo ainda não mapeado, ainda não cartografado.

Mais uma vez, lembrem-se todos de que a própria atmosfera em sua volta, está preenchida com novas informações, novas ideias, novas invenções, novas tecnologias e novas soluções para os moverem com confiança para frente em seus destinos pessoais e coletivos.

Abram-se para receberem o conhecimento e os talentos que chegarem para vocês através dos ventos da mudança. Todos vocês precisam fazer disso uma estado de intenção diariamente, para estarem abertos para tudo aquilo que é novo e tudo que estiver pronto para se manifestar no interior de vocês, então, irão perceber que isso é assim, à medida que estiverem usando os seus talentos divinos do livre arbítrio por caminhos bons e harmoniosos.

Tudo que vocês estiverem procurando, está dentro de vocês, e compete a cada um de vocês terem mais tempo, meditando em quieta contemplação.

Nesse isolamento as respostas as suas perguntas chegam até vocês e a vida em geral irá se tornar mais pacífica e preenchida com sincronicidades plenas de graça que os movem através das mudanças, para uma vida mais elevada e ainda melhor.

À medida que vocês se rendem aos aspectos mais elevados de si mesmos, a vida irá explodir com milagres incríveis e surpreendentes que irão se desvelar e fincar raízes em suas vidas pessoais e coletivas.

À medida que vocês caminharem na Terra como mestres de seus pensamentos, palavras e ações e intenções, o potencial de cada um, ou seja, o potencial que lhe é inerente, o potencial que é único, próprio de cada um de vocês, irá se desvelar e florescer em uma nova e surpreendente realidade.

Não importa qual é a idade cronológica de vocês, pois vocês apenas começaram!

Até a semana que vem…

EU SOU Hilarion

—-…..—==II==—-…..—-
 
©2009 Marlene Swetlishoff
Esta mensagem pode ser compartilhada com outras pessoas desde que os direitos autorais sejam respeitado citando o autor e o link http://www.therainbowscribe.com/. 
Obrigado por incluir o link do website quando compartilhar esta Mensagem com outros.

Tradução: Helena Renner   helenarenner@yahoo.com.br

LIBERTE-SE DOS CONTRATOS FAMILIARES – CÓDIGOS QUE IMPEDEM QUE SEJA SI MESMO 

image

Os contratos familiares são uma espécie de “códigos” situados no mais profundo de nossas mentes, em forma de crenças e todo tipo de inibições que paralisam.
 
Marianne Costa conta que em determinado momento de sua vida escreveu num papel de pergaminho: “sou uma fracassada”; depois, assinou-o com uma gota de seu sangue e o queimou.
 
No lugar em que fez isso, plantou uma flor e começou a desenhar sua realidade liberada dessa maldição (É um ato ‘psicomágico’, onde nos liberamos desses códigos que recebemos de nossa família).
 
Um contrato é um acordo entre duas partes que se comprometem a dar algo e a receber algo em troca. Mas nem todos os contratos estão no papel, nem sequer são verbalizados ou tampouco estão no plano da consciência.
 
Mais ainda, como no caso do nome, há contratos que aceitamos em desigualdade de condições, porque se ‘selam’ na mais tenra infância e a criança intui que o seu não cumprimento implica não ser querido, o que significa a morte.
 
Nosso cérebro mais primitivo nos dita a ordem de obedecer quando a ameaça é ser expulso do clã.
 
Estes contratos podem afetar nossos quatro egos:
 
Exemplos de contratos intelectuais:
 
Muitas das crenças que carregamos são contratos que mantemos com nossa árvore genealógica, ideias que nos transmitiram desde nossos bisavós e que não podemos questionar (Devemos nos desfazer de qualquer crença que não seja bela e útil para nós mesmos).
 
a) “Você será advogado como os homens prósperos dessa família” – (Em árvores genealógicas onde o artista é considerado um morto de fome, e que realmente não pode fazer mais nada).
 
b) “Nessa casa se fala a língua cristã” – Não me venha com ideia de estudar idiomas … você só tem que falar uma língua: a materna.
 
c) “Você é desajeitado como sua mãe” – Uma profecia que atua como maldição e acaba se cumprindo.
 
d) “Na vida temos que deixar as coisas da forma como as encontramos” – Sinal de que a árvore parou de crescer e se desenvolver.
 
e) “Um filho nunca deve superar seu pai” – Uma loucura absoluta que se conecta com a neurose do fracasso.
 
Os contratos intelectuais são como as “ideias irracionais” descritas por Albert Ellis, raízes de nossas emoções perturbadas e comportamentos desajustados.
 
A psicogenealogia apresenta sua famosa e em muitos casos efetiva RET (Terapia Racional Emotiva), no sentido de que a família configura um esquema de crenças tóxicas que adotamos por lealdade e que se movem em quatro eixos fundamentais.
 
1) Se você não tem o que precisa, morre (“Se meu noivo me deixar, eu morro”). A herança tóxica é confundir necessidade com desejo. Se não comer, talvez morra, mas se quer um noivo e não o tem, prossegue-se vivendo…
 
2) Isto é terrível (“É terrível que eu tenha que cancelar minhas férias”). Excesso de autojulgamento. Não há, de fato, nada categoricamente mau ou bom. Há fatos que nos causam maior ou menor dor. Se classificarmos os fatos dolorosos numa escala de 1 a 10 e no 10 colocamos a morte de um ser querido, que valor daremos ao cancelamento das férias?
 
3) Não suporto (“Não suporto a solidão”). Há situações que matam, insuportáveis. Crer que algo seja o limite entre a vida e a morte nos faz sentir agonizantes cada vez que isso acontece. Isso nos leva a preferir uma desastrosa relação amorosa à solidão, já que a solidão está proibida pela árvore, porque significa se aproximar da morte.
 
4) Se acontece algo desagradável, há um culpado e ele precisa ser condenado. A família nos ensina a julgar e buscar culpados em quem descarregar a responsabilidade do que aconteça, ou a culpar-nos a nós mesmos. Os acontecimentos são uma confluência de fatores, nada tem uma causa única. Se nos sentimos culpados por algo, o melhor remédio é uma fórmula com três elementos: aceitação, reparação e aprendizagem do acontecido, para evitar a possibilidade de repetir o mesmo erro no futuro.
 
Exemplos de contratos emocionais:
 
Costumam surgir em formato de inibições emocionais.
Muito associados aos níveis de consciência infantis…
 
a) “Não cresça” – “Quando ficar maior, um dia vai abandonar seus pais”. Esta ordem vai mantê-lo na idade emocional de 10 anos para o resto de sua vida.
 
b) “Nós torcemos pelo Madrid” – A partir do seu primeiro mês de vida, a criança já é membro de um clube de futebol. Quando crescer, não terá escolha, senão gostar de futebol e se não torcer para o Madrid, será considerado um traidor ou um doente.
 
c) “Não seja estúpido, não arranje namorada” – Fique com a mamãe … ela não te trairá.
 
e) “O casamento é para toda a vida” – Ninguém jamais se divorciou nesta família, nós somos muito religiosos.
 
Os contratos emocionais nos ligam fortemente ao passado e fomentam relações baseadas na dependência emocional. Dissolver estes contratos é abrir afinal a porta da liberdade de amar, num nível de consciência superior.
 
Exemplos de contratos da libido:
 
Aqui estão todas as inibições sexuais e criativas:
 
a) “Teatro-música-pintura são perda de tempo” – É como dizer que você não deve dedicar-se a coisas que não são rentáveis …
 
b) “Essa relação não combina com você” – Podemos perguntar: quem realmente não combina com você?
 
c) “Você vai se casar aos 25 anos e 26 terá sua única filha” – Este poderia ser um contrato inconsciente que se repete de geração em geração. Um projeto que a árvore nos dá.
 
d) “A mulher que expressa desejo sexual é vagabunda” – Se o sexo da mulher é apenas um instrumento de procriação, se deve proibi-la de ter prazer com sua energia da libido e, finalmente, com a criação e a vida.
 
A proibição da homossexualidade e das práticas sexuais que não existem no diretório da árvore, são também contratos, cuja violação nos bloqueiam a libido ou nos fazem sentir culpados e merecedores de punição se não “sairmos ao molde”.
 
Exemplos de contratos materiais:
 
Inibições econômicas.
 
Precisamos encontrar as características que nos afastem da violência, medo e culpa…
 
a) “Você é idêntico ao seu avô” – E assim um dos ancestrais toma posse do filho.
 
b) “Não aperte os botões, pois vai quebrá-los” – Quando não o deixam tocar em nada é porque você não tem espaço.
 
c) “O dinheiro é pecado” – Se acreditamos que o dinheiro é sujo, quando o ganhamos isso gera uma grande quantidade de culpa.
 
d) “Quem não se arrisca não petisca”, “Mais vale um pássaro na mão que dois voando”, “Mais vale o mal conhecido que o bem por conhecer” … Abandonar território conhecido é uma deslealdade imperdoável e temos um medo ancestral em não ser readmitido no clã.
 
Tudo isso nos exorta a nos acomodarmos com um parceiro que já não contribui em nada, um trabalho insatisfatório, uma casa que não é um lar e também a um banco, um grupo de amigos, etc.
 
Instalados num território para sempre, porque fomos ensinados que correr riscos é perder tudo, ao invés de sermos encorajados a seguir nossos desejos como um sábio no caminho da transformação.
 
Os contratos se cumprem por lealdade, mas também por medo das conseqüências.
 
Digamos que haja um medo de punição, de que essas previsões (maldições) se realizem: “Se se divorciar, você vai ficar mal vista”, “Se você se tornar um artista, viverá na pobreza”.
 
Um ato psicomágico para curar esse tipo de medo do fracasso embutido pelos pais, consiste em representar estas previsões, metaforicamente, diante deles.
 
Alejandro Jodorowsky nos diz em suas 10 receitas para a felicidade, “não há maior alívio do que começar a ser o que você realmente é. Desde a infância, nos impõem destinos alheios. Vale lembrar que não estamos no mundo para realizar os sonhos de nossos pais, mas o nosso.”
 
Por favor, respeite todos os créditos ao compartilhar.
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/08/liberte-se-dos-contratos-familiares.html
http://contoamericano.blogspot.com/

INÍCIOS, TÉRMINOS E ENCERRAMENTO

image

Mensagem de Jennifer Hoffman
19 de Agosto de 2014
 
 
Algumas vezes, é preciso muito tempo, para que estejamos preparados para permitir que algo termine, mas, uma vez que achamos que estamos preparados, queremos avançar imediatamente. Concluímos com o velho e estamos preparados para novos inícios.
 
Mas eles nem sempre estão preparados para nós, ou não estamos tão preparados para eles, como achamos. Começamos a ver atrasos, coisas surgem, precisamos nos concentrar no que achamos que já concluímos, e ficamos frustrados. Não queremos mais estar neste espaço, estamos prontos para seguir em frente. Mas, será que estamos mesmo?
 
Estas “não conclusões”, os pequenos detalhes e situações irritantes que agora exigem a nossa atenção, parecem ser um desperdício de tempo, mas eles são realmente, uma parte importante de nossos novos inícios, porque eles estão onde constatamos tanto o encerramento, quanto o aprendizado final, que irão garantir que nossos novos inícios não incluam a energia do que queremos deixar para trás.
 
Eles são também o nosso “trunfo”, permitindo-nos permanecer um pouco presos, apenas no caso de precisarmos de uma desculpa ou oportunidade para mudarmos de idéia, se assim o quisermos.
 
Na década de 70, quando o divórcio se tornou mais aceito socialmente e as pessoas começaram a terminar os seus casamentos, elas eram aconselhadas a esperar alguns anos antes de se casarem novamente. Caso contrário, elas se arriscariam a se casar com o mesmo tipo de pessoa que elas tinham acabado de se divorciar.
 
Este foi um conselho sábio porque, como muitos descobriram, era verdade. Se elas não tivessem o tempo para fazer o seu trabalho de cura, para amarrar as pontas soltas em suas próprias vidas emocionais, elas iriam encontrar outro parceiro para ajudá-las com estas lições.
 
Ao invés de um novo começo, seu novo relacionamento seria um reflexo do velho e o que elas consideravam como um movimento para cima, era realmente um movimento lateral, porque elas não completaram o processo que era necessário para o verdadeiro encerramento.
 
Se não tivermos o tempo pra amarrarmos as nossas próprias pontas soltas, que sempre surgem para nós se elas fazem parte de nosso processo de encerramento, então nosso novo início se tornará um movimento lateral, e em vez de ascendermos para uma realidade mais gratificante e mais alegre, entraremos em algo que é muito similar ao que acabamos de sair.
 
Se tivéssemos o tempo para completarmos o processo final, amarrando as pontas soltas que se apresentam (e elas sempre surgem), então, nós criamos novos inícios a partir do encerramento e estamos livres e desembaraçados para entrarmos em uma nova realidade.
 
Sabemos que temos pontas soltas quando o nosso progresso não acontece rapidamente. A um nível inconsciente, criamos os nossos próprios bloqueios através dos atrasos, acidentes, dramas e eventos surpresa que parecem surgir do nada. Estes são lembretes da “velha” energia que precisa ser eliminada antes que os nossos novos inícios, que são realmente novos, possam acontecer.
 
A um nível consciente, fazemos preparações para os nossos próximos passos e fazemos o melhor para permanecermos focados neste resultado e pensamos que os atrasos são sinais de que não merecemos, na pior das hipóteses, ou que não estamos preparados para a mudança, na melhor das hipóteses.
 
A verdade se encontra entre os dois – estamos preparados para as mudanças, mas precisamos cuidar de nossas pontas soltas em primeiro lugar, para que o nosso movimento seja à frente e não lateral.
 
As pontas soltas servem a outro propósito, mais oculto. Elas nos dão o tempo e o espaço que precisamos para mudarmos de idéia. Podemos usá-las como uma desculpa útil e conveniente para nos impedir de avançar. Ou, podemos usá-las como uma maneira de atrasar uma mudança para a qual não estamos muito preparados, ainda que não estejamos felizes onde estamos.
 
Se decidirmos que não estamos preparados para a mudança, uma difícil ponta solta poderá ocupar a nossa energia o suficiente para atrasar esta mudança, indefinidamente.
 
Mas, se estivermos preparados para avançar, então, os atrasos irão nos ajudar a compreender como estamos cansados de estar neste espaço energético e nos obrigar a cuidar do que esteve nos mantendo neste espaço energético, definitivamente.
 
Por mais improvável que isto possa parecer, nós bloqueamos o nosso próprio progresso e interferimos, não importa o quanto queiramos um novo início.
 
Embora possamos estar focados nos próximos passos e novos resultados, nosso desejo inconsciente por algo diferente é o que cria a nossa consciência de nossas pontas soltas, o negócio inacabado que temos que enfrentar antes que tenhamos, final e completamente, terminado algo.
 
Então, em vez de lhes permitir que sejam lembranças frustrantes de nossas falhas, estamos em melhor situação quando cuidamos de nossas pontas soltas, para que o nosso encerramento seja genuíno e completo, e abrimos o caminho para que nossos novos inícios ocorram.
 
Por favor, respeite todos os créditos ao compartilhar
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/08/inicios-terminos-e-encerramento.html
http://enlighteninglife.com/
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

A FREQUÊNCIA DA ASCENSÃO – CALIBRAGEM À FREQUÊNCIA DA ASCENSÃO

image

Destaques do Webinar do mês passado – Parte 1
Por Suzanne Lie PhD
Em 12 de agosto de 2014  

 
Reação versus Resposta

Calibragem à “frequência da ascensão” significa principalmente calibrar nossa consciência às frequências mais altas de luz que nos cercam constantemente e entram em nossos corpos a cada respiração.

Essas frequências mais altas ressoam à frequência da ascensão, que é a quinta dimensão e acima.

Quando calibramos nossa consciência à luz dimensionalmente superior nós começamos a nos tornar conscientemente cientes de nossos pensamentos e emoções.

Esta calibragem não é uma tarefa fácil.

Não é muito difícil estar consciente quando nos divertimos, quando estamos em meditação, rindo com um amigo ou quando algo amoroso e alegre está acontecendo.

Então nós queremos estar conscientes.

A felicidade automaticamente nos atrai para estar conscientes de nossas interações com a vida.

Por outro lado, quando nos deparamos com um desafio que dispara um gatilho emocional de medo, principalmente algo em nosso inconsciente, então nós reagimos ao invés de nos unirmos com nosso ambiente.

Pior ainda, nós nos engajamos no negativo da terceira dimensão ao invés de viver na glória da frequência pentadimensional de ascensão.

Quando estamos nas frequências tridimensionais, nós nos focamos na ação e reação.

Se nós vamos expandir nossa consciência para a frequência da ascensão, o que automaticamente mudará nossa realidade, nós precisamos emitir uma intenção específica de estar consciente de pensamentos e emoções que preenchem nosso corpo e nossa aura.

Quando estamos conscientes, nós podemos pegar nosso eu quando ele reage ao invés de responder.

Uma reação normalmente é inconsciente e frequentemente baseia-se no medo.

Por outro lado, uma resposta é baseada numa ciência consciente de nossos mundos interior e exterior.

Quando estamos conscientes desta maneira, nós podemos observar como nosso estado de consciência determina a realidade que estamos vivendo.

A reação é algo que é uma ação tridimensional e ela nos leva para um estado mais inconsciente.

Responder é uma ação pentadimensional, pois ela nos lembra de que nós temos uma escolha quanto ao mundo que criamos com nossos próprios pensamentos e emoções.

O que nós queremos fazer é responder à ressonância da situação ao invés de reagir a ela.

Nós dominamos nossa capacidade de responder ao invés de reagir por respirar para sentir nossas emoções em nosso corpo enquanto ouvimos nossos pensamentos.

Principalmente no Ocidente nós estamos a nos conduzir com o cérebro, nos conduzir com nossas mentes.

Nós nos esquecemos de engajar as emoções de nosso corpo.

É importante que engajemos o corpo porque nossos corpos ressoam ao nosso mundo.

Nosso corpo também influencia nossa aura tetradimensional, que é a nossa passagem para a quinta dimensão.

Quando nos sentimos conscientemente a ressonância de nossos corpos e entramos numa situação tridimensional, parece como trombar numa parede.

Nós sabemos que não queremos bater numa parede, então, com esta informação importante, nós podemos escolher “nos recusar a participar dessa realidade”.

Entretanto, se nossa realidade tridimensional parecer boa para nosso corpo/aura, nós podemos escolher nos engajarmos nessa versão de realidade.

Eu sou uma jardineira ávida, e meu quintal está melhor do que nunca neste ano.

Moramos nesta casa há sete anos e parte é o tempo das coisas amadurecerem e parte é o campo de energia.

Outro dia eu estava meditando no meu jardim e quando olhei ao meu redor em meu estado mais alto de consciência, tudo pareceu diferente.

As árvores tinham uma ressonância diferente e a grama tinha um brilho.

De repente me conscientizei de que é igual à Nova Terra.

Era a frequência da ascensão em ação.

E então, no momento que rotulei com minha mente 3D essa versão se foi.

Entretanto, eu tive esse momento de perceber essa frequência superior.

Creio que são esses tipos de alteração o que estará acontecendo mais e mais frequentemente para mais e mais pessoas.

O que isso nos diz é que a frequência da ascensão está ao redor de todos nós.

Nós só precisamos aproveitá-la e deixá-la expandir.

Nós “a aproveitamos” com nossa consciência multidimensional e nós saímos dela quando nossa consciência baixa.

Nós somente podemos perceber uma realidade que é da mesma frequência do nosso estado de consciência.

Elementais

Hoje estamos falando sobre os elementais.

E parte da razão que eu queria falar sobre os elementais é que ao escrever os meus livros da Perspectiva Pleiadiana e chegar ao final de toda a série, o herói e a heroína começaram seu processo de transmutação para o Corpo de Luz por sintonizarem-se com os elementais.

Os elementos tridimensionais da terra, ar, fogo e água têm elementais pentadimensionais da terra/Gnomos, ar/Silfos, fogo/Salamandra e água/Ondinas.

Nós podemos ver a terra, o ar, um fogo e nós podemos ver a água.

Quando nós fundimos nossa consciência com nossa aura tetradimensional, nós podemos perceber vagamente os Elementais.

Entretanto, os Elementais são principalmente pentadimensionais.

Então, nós somente os podemos perceber através de nosso Corpo de Luz pentadimensional.

Os elementais são como o nosso corpo físico, que é composto da mesma terra, ar, fogo e água como a Terra.

Desta maneira, nós somos UM com o planeta Terra, pois somos compostos dos mesmos elementos.

A Terra é o nosso corpo físico, o Ar é o oxigênio dentro dos nossos corpos, o Fogo é os nossos neurônios queimando e nós nascemos com 77% de nosso corpo como líquido (água).

A quantidade de água diminui conforme envelhecemos, exceto quando uma mulher está grávida.

É através de nossos Elementais que nós podemos nos ligar profundamente com Gaia, porque os Elementais dela estão por toda parte em nosso ambiente.

Os Elementais da Terra são pentadimensionais, então eles não estão limitados pelo tempo e espaço.

Da mesma maneira, os elementais em nossos corpos NÃO estão limitados pelo tempo e espaço.

O modo mais imediato de interagirmos com esses elementais é através de nossa respiração.

Quando nós inspiramos os elementais mais altos pentadimensionais, nós iremos pensar em coisas que nunca pensamos antes.

Nós somos capazes de equilibrar nossas emoções mais do que já equilibramos antes.

Nós somos capazes de encontrar energia e saúde em nossos corpos como nunca encontramos antes, e a nossa Kundalini se torna mais ativada do que nunca.

-…..—==II==—-…..-

Mensagem Arcturiana

Saudações, nós somos os Arcturianos.

Nós desejamos que vocês saibam que nós estivemos com vocês durante o webinar inteiro.

Assim que vocês comungam com suas expressões superiores de EU, vocês podem experimentar que seu eu superior está acima, além e muito, muito longe.

Assim que vocês se permitem inspirar seus Elementais pessoais e planetários, vocês começam a ter uma consciência do Universo que verdadeiramente está dentro de VOCÊS.

Fora de vocês está a projeção holográfica da Matriz 3D, mas dentro de vocês está o “mundo real”.

Quando vocês percebem esse fato, vocês se tornam mais conscientes de como vocês estão entremeados com suas expressões superiores de EU.

Em termos desses campos de energia que estão fluindo no seu Agora, houve muita expectativa e o desapontamento resultante, que começou com o 11:11, 12:12 e todos os “tempos” que a humanidade pensou que ia instantaneamente estar na quinta dimensão.

Uma passagem instantânea desse tipo teria criado grande devastação porque a maioria dos campos de energia não estaria sendo equilibrada.

Há a necessidade de ter uma maioria da luz para ter uma transição calma.

Durante a queda de Atlântida, Gaia também teve uma grande queda.

Não era para Ela descer totalmente para a terceira dimensão.

Não era para Ela entrar nessa escuridão, mas o desastre de Atlântida foi tão intenso que Ela quase perdeu sua posição no Eixo.

Então a Terra caiu na baixa frequência da terceira dimensão.

Parte da razão de isto ter acontecido foi que Ela aceitou os atrasados em seu grande coração.

Esses seres de “poder sobre os outros” tinham passado pelas linhas temporais de ascensão em outros planetas e não conseguiram.

Felizmente, para eles, Gaia os aceitou em sua escola de aprendizagem sobre causa e efeito.

O que está ocorrendo no seu Agora é que aqueles que escolhem passar pela grande iniciação de assistir Gaia com a Ascensão Planetária têm sido bloqueados por aqueles escuros que resistiram à ascensão em muitos outros mundos e também neste.

Para neutralizar esses escuros, muitos de nossas Famílias Celestial e Galáctica escolheram usar um vaso terreno para assistir vocês na recordação de como amar incondicionalmente esses escuros, pois este é o único modo de vocês poderem lidar com eles.

Felizmente, as energias que estão ocorrendo neste AGORA são de uma frequência muito alta.

Com esta frequência muito alta, se seu corpo estiver suficientemente preparado, vocês podem aceitar essa frequência em sua forma.

Para reter essa frequência mais alta, vocês precisarão fazer algumas mudanças no estilo de vida.

Vocês não serão capazes de manter sua frequência mais alta de forma enquanto viverem num estilo de vida frenético.

Muitos de nossos voluntários em vasos humanos têm sido capazes de sintonizar a frequência da ascensão e viajar nela com sua consciência para se comunicar com seu EU Multidimensional nas dimensões superiores de realidade.

Para manter essa conexão eles sabem que precisam encontrar um modo de aliviar o estresse em sua vida.

Muitos deles estão mudando para o campo, mudando suas escolhas profissionais, trabalhando em casa.

Essas escolhas e também muitos outros tipos diferentes de solução são feitos porque eles sabem que para manter esse estado de consciência eles precisam ser protetores do ambiente em que eles estão posicionados.

Encerrando, nós convidamos todos os nossos queridos amigos e familiares para rever sua vida e fazer escolhas que criam paz e calma.

Será útil se vocês puderem se perguntar em base regular: “O que pode ser mais importante do que a ascensão planetária?”.

Nós os esperamos para lhes falar novamente no sábado, 16 de agosto de 2014 às 11:00 PDT (15:00 – Brasília) para o Segundo Webinar sobre Calibragem à Frequência da Ascensão Parte 2.

Nós, os Arcturianos, esperamos visitá-los quando em seu Corpo de Luz novamente, pois esse é o VOCÊ que nós percebemos.

Os Arcutrianos

-…..—==II==—-…..-

Direitos Autorais:
Fonte: http://suzanneliephd.blogspot.com/
Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com/

APELO À HUMANIDADE

image

Mensagem do conselheiro intergaláctico
18 de Agosto de 2014

Queridos seres nós somos o conselho intergaláctico, estamos todos juntos para fazer uma apelo à humanidade.

Sabemos que muitos vão ignorar e desacreditar mas porque ainda estão largamente presos à ilusão e assim pretendem permanecer. Este apelo dirige-se a todos que lutam pelo despertar, a todos vocês que têm trabalhado arduamente para a ascensão de mãe Gaia, vosso planeta actual.

Pedimos-vos que antes de se deitarem, durante toda esta semana visualizem a Terra envolta numa forte luz rosa, seguida de uma enorme luz violeta e acabando com a luz branca.

Meus queridos, dêem as mãos neste trabalho simples mas com enormes efeitos. Toda a vossa intenção, toda a vossa visualização vai intensificar a recuperação deste ser vivo bem como a todos os seus habitantes.

O raio rosa vai espalhar o amor do Pai pela Terra, contribuindo a acentuação do perdão quer individual quer colectivo, percebem a sua importância? O raio violeta é o raio da transmutação, tudo que não vibre no amor é purificado, é transformado em luz e o raio branco, é o raio da pureza, é a luz divina, é a junção de todos os raios divinos num só.

Juntem-se a todos nós durante estes próximos dias. Vamos envolver a Terra nestas 3 cores, é muito simples, basta imaginarem a Terra e estas 3 cores a surgirem, se conseguirem de dentro para fora, como uma explosão de cores, percebem?

Não vos leva muito tempo e é muito simples. Todos nós vos agradecemos pela partilha.

Fiquem com o Pai, nós os abençoamos.

É permitido compartilhar e redistribuir este material contanto que o seu conteúdo seja copiado integralmente e sem alteração, gratuitamente e com os devidos contactos Filipa Melo mommentum17@gmail.com http://mommemtum.blogspot.pt/

O FUTURO DA TERRA

image

Canalização de Kryon
por Lee Carroll
em Berkeley Springs, West Virginia
Domingo, 29 de junho de 2014
 
 
Saudações, queridos, EU SOU KRYON do Serviço Magnético.
 
Esta comunicação, a canalização de hoje será um pouco diferente. A diferença é que vocês precisam ter um vislumbre do conjunto e eu a chamarei de uma visão geral do futuro e, no entanto, o próprio termo “futuro” é muito elusivo.
 
Não se trata do futuro imediato e sim do futuro do planeta. É o tipo de canalização que causa problemas para o meu parceiro, porque o que é dado não está dentro do alcance do seu cérebro tridimensional.
 
Muitas vezes recebe tais mensagens de forma duplicada ou triplicada e ao mesmo tempo em que fala com vocês, recebe outras mensagens para que possa melhorar o que lhe entregamos.
 
É o melhor que podemos fazer para dar uma mensagem multidimensional a um cérebro tridimensional. Às vezes exige maior esforço da parte dele e se isso acontece, ele retrocede e a explica novamente.
 
É o tipo de mensagem que costumam revisar e ouvir novamente, um tipo de mensagem que colocariam em uma cápsula do tempo, um tipo de cápsula humana do tempo para poder abri-la e compreendê-la mais plenamente, uma vez que as coisas tenham mudado.
 
Essa não será uma canalização longa, mas será cheia de informações do tipo que não necessariamente tenhamos dado antes. Fizemos referencia a algumas peças e partes, mas eu quero pintar um quadro a partir de uma perspectiva mais ampla.
 
Meu parceiro fala sobre a mudança. Eu falo sobre mudança. Meu parceiro dá palestras sobre o que está próximo, mas suas palestras são limitadas a cerca do que está próximo.
 
Isso é dado para a uma humanidade que vai um passo de cada vez, e só começa entrar em novas áreas de conhecimento quando examina as antigas e tenta definir o que pode ser diferente. É um processo lento, mas é assim que começa.
 
Se pudesse eu prologaría tudo isso, dizendo-lhes o que está acontecendo na Terra neste momento, como vimos antes.
 
Queridos, se vocês pudessem comparar a galáxia e todos os planetas que já passaram por isso antes com uma escola, esta seria como a formatura da primeira fase.
 
Como já vimos o que aconteceu antes nesta galáxia com os outros, nós sabemos o que está por vir. Os próximos passos perante vocês são os mesmos passos que se deram antes.
 
O que vocês definem como a consciência humana, não está correto.
 
É a consciência. Ela pertence ao humano só porque vocês são humanos.
 
É o mesmo tipo de coisa: energia.
 
Os atributos e as confluências de energias são praticamente idênticos as que cruzaram a consciência dos outros planetas. A razão é que a vida é semelhante, quase idêntica, de um planeta para outro e no próximo, porque a galáxia é feita de fractais.
 
Do menor ao maior, vocês vão ver partes que repetem a mesma coisa. É um belo sistema, e significa que dá impulso a outros planetas e um deles neste momento está recebendo vida, os componentes fundamentais de DNA, está sendo preparado para ser semeado por VOCÊS.
 
No futuro e o ADN será o mesmo que vocês possuem e as suas mesmas estruturas de aminoácidos, comuns a todos. De modo que, nós já vimos isso antes.
 
Queridos, vocês são uma civilização jovem, muito jovem, tão jovem que é difílcil dar uma perspectiva do quão jovem são. Sua civilização ainda não chegou a completar uma órbita ao redor da galáxia, tão somente!
 
Uma volta, uma rev, leva cerca de 200 milhões anos!
Há sociedades e civilizações que já completaram três voltas.
As Plêiades têm uma rev. Hum!
 
Isto lhes diz quão antigas são algumas das formas de vida nesta galáxia, bem anterior a vocês.
 
Alguns os visitam. Porem nenhum deles, nenhum, podem influenciar a vocês em nenhum grau, porém vocês podem influenciar a si mesmos. A Galaxia está cheia de vida ao passo que devo dizer que vocês estão bem escondidos.
 
Temos visto isso antes e eu quero lhes dar uma perspectiva mais ampla. E o fato de ainda serem “jovens” em relação a eles pode lhe explicar por que a Terra passou por esses tempos horríveis.
A civilização lhe parece desagradável, seu passado e sua história estão cheias de morte, sobrevivência e armas de destruição em massa. Não está ai a elegância de uma vida reflexiva. Há torturas.
 
E todos passaram por isso! Todos. Porque a civilização se vai construindo assim, como se vão formando seus filhos, eles são uma metáfora através de sua vida.
 
Em algum momento, e já dissemos isso antes, a criança toma consciência de sua individualidade e o ego assume o comando e tudo em que pensam é em si mesmos e em sobreviver, seja na escola ou no playground.
 
Alguns se tornam perseguidores, apenas para sobreviver. Alguns nunca superam! Os adultos são valentões porque eles nunca chegaram ao refinamento da sabedoria que vocês possuem. Vocês cresceram e atingiram os seus conhecimentos e sabedoria e compreendem que há melhores maneiras de resolver problemas, através da cooperação e saber ouvir.
 
Assim o fizeram porque precisavam sobreviver! Mas as crianças não o sabem e relutam. Vocês criam geração após geração de crianças que fazem o mesmo. Eles passam pelos terríveis dois anos e seguem se debatendo nos três e então os anos de adolescência e quando isso termina espera-se que cresçam.
 
Seria muito simplista aplicar isso a civilização humana, mas deixe-me fazer isso. Vocês ainda estão como no “playground”, dando os empurrões, recebendo as reações, entretanto é o modo de sobrevivência. Até vinte ou trinta anos atrás ou talvez cinquenta, isso começou a mudar um pouco.
 
Uma e outra vez eu lhes disse o que calendário representava, então não vou repetir qual era o programa e o porquê estou aqui. Quero, nesta canalização, ir mais além, eu quero falar sobre a energia que não conseguem ver. Falaremos sobre isso em dois pontos nesta mensagem. E esta será a primeira: A energia que não veem.
 
Na Galaxia há um complemento de energia ao qual vocês estão interessados, mas não podem vê-la. Mas, se quiserem, pode lhes tocar de formas fascinantes. Esta energia invisível é responsável por aquilo que sentiram os da nova era em primeiro lugar.
 
Vocês são capazes de detectar a energia da aura de alguém. De alguma forma um médico intuitivo poderia realmente sentir o que está errado, a aura transmite se há uma enfermidade, saúde e alegria.
 
O que é isso? Gostariam de levar isso em um frasco e analisá-lo? Não podem! Nem mesmo as organizações e institutos que estudam este fenomeno, tão interessados nessas energias, energias invisíveis que marcam uma diferença.
 
O que um leitor consegue ver ou o que sente um médium ou psiquico, ou o que permite que um futurólogo possa prever? De onde vem? Por que é tão esquivo? Em um momento eu vou lhe dizer um pouco mais sobre isso, porque é a chave para o futuro.
 
A criança não conhece o refinamento da sabedoria de como integrar as coisas em vez de fazê-la em pedaços, pois a criança é impulsionada pelo ego, simplesmente despertam para tomar consciência de si mesmos e fazer o que as crianças fazem.
 
Em suas atitudes tão elementares, a única ferramenta que tem a criança, a leva a atacar os outros de determinadas maneiras e fazer certas coisas. Se lhe for dado uma bandeja de sabedoria, a criança irá olhar e descartar, por não saber o que é!
 
Tudo isso tem haver com a mudança, porque essa energia invisível tem atributos que vocês não conhecem, pois apenas acabaram de descobrir.
 
Em primeiro lugar, tudo que tem a ver com essa energia invisível, que chamamos de consciência quântica da humanidade está começando a aumentar, de modo que se tornará mais evidente. Se eu levá-los para outra civilização como a das Plêiades, de Orion ou Arcturiana, vocês não reconhecerão nada!
 
Em primeiro lugar, eles não têm tecnologia!
O que lhe parece?
 
Há muito tempo eles descartaram as coisas físicas ou materiais que fazem coisas, quando perceberam que a física da consciência humana poderia fazer o que quisessem.
 
Lá estão eles e vocês ainda estão se perguntam do que se trata. Realmente, o que é?
Como funciona? É quantitativa? Se alguém tiver mais disso, fará mais coisas?
 
A resposta é NÃO.
 
Agora, temos dado algumas dicas sobre isso. A consciência humana não tem uma definição precisa que eu possa lhes dar e que faça sentido para vocês.
 
Porque eu já lhes disse que menos de um por cento é o suficiente, pois este meio por cento da humanidade despertando de alguma forma fará com que isso afete todo o planeta.
 
Agora, isso lhes diz que não é quantitativa! Não é tridimensional, certo?
Ouça a metade de um por cento! (Krion sorri).
 
Se vocês queriam saber de números, se vocês precisam conhecê-los, quero dizer uma coisa: não se trata de quantos de vocês há queridos, não realmente. Porque há algo escondido aqui: há um sistema, uma confluência de sistemas, dos quais vocês não conhecem.
 
Então, vamos falar a respeito deles. No entanto, isto não será compreensível para todos vocês, de modo que irão ouvir isso de novo se quiserem e outros colocarão em uma cápsula do tempo, se assim o escolher, e estas coisas podem muito bem surgir mais tarde, e vocês dizem “Ohh!”
Como você explica a internet para alguém que nunca viu um computador? Por onde começar?”
 
Como você explica o refinamento de um carro de corrida para alguém que nem sequer inventou a roda ainda?
 
Este é o assunto. Como faço para lhes falar com sobre algo que vocês não têm nenhum conceito e não estão prontos para saber, porque ainda têm que tomar medidas adequadas? Então vamos começar com peças elementares e algumas metáforas.
 
Existe algo chamado barreira de sabedoria.
 
A barreira de sabedoria é o que descrevemos que acontece na consciência humana quando aparecem certos atributos que não são quantitativos.
 
Ou seja, não têm a ver com o “quanto”. Eles têm a ver com outras coisas que ocorrem dentro da física da consciência – sistema que vocês ainda não conhecem – e isso deve ocorrer de uma certa maneira.
 
De forma distribuída, não centralizada e com objetivo de passar essa barreira, chamada barreira de consciência, que quando cruzada, nos diz que a humanidade passou de um ponto onde está em modo de sobrevivência e chegou a um ponto onde começam a construir a sabedoria de entendimento.
 
A sabedoria que melhora a mente de toda a humanidade a um ponto onde podem concordar com algo que não sabiam antes e ninguém teriam que ensinar, você ouviu isso?
 
Não esperava isso. Envolve o ser humano de tal maneira e a civilização também, que quando vocês nascem se torna uma segunda natureza. A sabedoria de entendimento, chamada barreira de sabedoria.
 
Agora, deixe-me dizer-lhes o que está acontecendo. Vocês… Estão ai! E não houve fogos de artifício ou faíscas no céu, não haverá uma celebração, nem haverá balões – exceto do meu lado do véu. Aqui terá tudo isso porque vocês chegaram lá.
 
Estão olhando para a própria essência disto por que estão espreitando para ver que o faz funcionar, estão por abrir o pacote que irá afetar toda a humanidade. Não só Trabalhadores de luz, não só almas velhas, estão prestes a apertar um botão na Física que nem sabiam que existia.
 
Agora isso é grandioso. A peça que faltava.
Como posso explicar isso? Meu parceiro… Vamos devagar.
 
Para Humanidade só se explica as coisas apenas a partir do que conhecem e não o que não conhecem e aqui está um exemplo: vocês observam o espaço, a ciência observa espaço e encontram atributos que não podem ser explicados, não parece ser newtoniano.
 
Mas a física de Newton é a regra de ouro sobre o movimento em todos os lugares. Assim, o ser humano se esforça para encontrar fórmulas para colocar o inexplicável em caixinhas newtonianas.
Bem-vindo à matéria escura! (Kryon sorri)
 
(nota de Patrícia: a matéria escura e a energia escura são soluções propostas para explicar alguns fenômenos gravitacionais, e, até onde sabemos, são coisas distintas).
 
Depois não vão se por a rir. Eu já lhe disse isso antes, mas os seres humanos são propensos a tomar apenas o que conhecem, observam o que não conhecem, mas que existe e colocam dentro das caixas do que conhecem.
 
Mesmo que seja complicado, mesmo que isso não faça muito sentido, mesmo que seja misterioso! Ao invés de observar e dizer: “Talvez… Talvez nos falte leis da física as quais não conhecemos! Explicaria isso e aquilo e outras coisas e algo mais.
 
“Bem, deixe-me dizer que uma dos principais espaços – lacunas! – Que estão faltando, é o lugar da Física da Consciência.
 
Escute-me: como vocês definem a consciência?
 
“Bem, é desenvolvida através de um pensamento especial de seres humanos, e isso e aquilo…”
Não, não é assim!
 
A consciência é física e devem se acostumar a isso: vocês a desenvolvem pelo pensamento humano, não percebendo que existem regras para a consciência e que faz parte da física quântica.
 
Existem regras, existem princípios, há belos, há belíssimos atributos da física da consciência, que começam a explicar o que vai acontecer no futuro. Mas vocês não vêem dessa forma.
A parte que falta é o conhecimento que vocês podem controlar isso, podem representar graficamente e incluso podem criar fora da humanidade. Vocês sabiam disto?
 
É lindo, porque quando eu começar a contar sobre alguns dos atributos da Física da Consciência, irão dizer “Ohhh!”
 
Quais são os atributos da física? O que sabem disso? Na verdade muito pouco, mas com aquilo que conhecem, vocês experimentam, criam coisas, a mesma tecnologia tão bela neste planeta foi a que trouxe o conhecimento da física que já possuem.
 
Há causa e reação e vocês provam que isso acontece, unem certas coisas seguindo todos os princípios e regras que compreendem, e as quatro leis básicas que possuem, das seis que existem. Sabem quais são e as estão usando.
 
É lindo! Mas e se eu disser que o mesmo cenário existe na consciência? Existem leis de consciência que são como as leis da física, há causa e efeito, mas em um mundo quântico não são lineares.
 
Portanto, criam certos tipos de coisas. Como a física da Consciência é Quântica e não-linear, cria atributos que geram o futuro deste planeta – e agora, meu parceiro, isto fica difícil! Agora eu estou mostrando coisas para o meu parceiro, e ele não consegue colocar em palavras. Então eu digo: Faça o melhor que puder.
 
Ele sente a emoção de ver isso e diz: “Ohh!”
 
Se conhecesem a Física da Consciência poderiam construir um mundo muito melhor. Hum!
E há atributos:
 
Em primeiro lugar, não viaja de um lugar para outro, não viaja em linha reta, não viaja em absoluto. A consciência não vai de um lugar para outro, a consciência não se expande, não fica maior ou menor.
 
A Consciência É.
 
A Consciência da física é como os atributos da Física, simplesmente esta ai, pronta para ser melhorada ou não, com base em outras leis que a cercam. E quando as aplica, tudo muda! Consciência!
 
Deixe-me mencionar um par.
Um deles se chama Fator de Benevolência.
 
Você sabia que quando se explora a física da consciência e se aplica o fator da sabedoria e a barreira é ultrapassada, o que emerge é uma compreensão exponencial e uma aplicação das regras de consciência, que criam um fator que gera ação benevolente?
 
Oh, meu parceiro, isso é muito complicado!
Você pode explicar melhor? (Lee suspira e respira fundo)
 
Digamos assim: Agora mesmo existe neste planeta uma luta entre forças. Por causa da consciência que você desenvolveu aqui e as regras estabelecidas pela Física da Consciência, neste momento há uma permissão neste planeta para muitas coisas das quais nunca falei.
 
Existe mal neste planeta?
Sim.
 
Existem organizações dedicadas a entrar e interferir em vocês?
Sim!
 
É impactante?
E por que isso, por que isso ocorre?
 
Por que este teste permite isso! Porque o que vocês criaram com a Física da Consciência e as regras que se aplicam e como a usam, o permite!
 
Entretanto com o próximo passo, que é atravessar a barreira da sabedoria, melhorará os padrões de consciência, que vocês descobriram como parte da física e que fecham essa porta! Vocês entendem isso?
 
Quando se aplicam as regras da física a certas situações, vocês podem controlar o que acontece! E o mesmo se passa com a consciência. Quando alcançam um ponto em sua compreensão da física da consciência e como funciona, a sua mecânica, sua distribuição, e… Escute, eu estou dando ao meu parceiro algo que ele vai dizer e vocês não vão encontrar nenhum sentido – sua entrega é em espiral.
 
Bem, isso não vai fazer sentido para ninguém! Quando vocês fecham a porta, as coisas que tem visitado este planeta já não conseguirão faze-lo mais. E esses lugares de trevas que gostariam de vir e jogar com a sua consciência, por vocês já estarem no nível “adolescente” da física, já não poderão entrar.
 
Essa é a melhor explicação que temos para o que vai acontecer no futuro, e os pleiadianos estão pulando de alegria. Porque eles sabem o que aconteceu, é uma evolução quase exponencial, se vocês quiserem que o seja.
 
Uma coisa leva a outra, cada uma se constrói sobre si mesma e vocês não terão que começar do zero cada vez que nascem, é como o meu parceiro disse hoje: virão com os fatores que aprenderam antes e aprenderão a partir deles. Se eu pudesse, eu iria usar o termo “nascido sábio.” E isso vai mudar tudo!
 
E então, quando essa física for revelada, vocês irão entender por que existem máquinas que podem trabalhar com consciência. Porém não vão precisar delas. Não por muito tempo.
 
“Quantas gerações serão necessárias, Kryon?”
 
Eu não vou dizer. Eu não vou contar e a razão é que eu não vou lhes dar uma definição para que estrague a festa.
 
Porque cada planeta tem seu próprio ciclo de tempo para alcançar este objetivo, através de sua livre escolha. Como é que funciona, o quão rápido funciona, quando começará? Já começou.
 
Vocês estão diante da barreira da sabedoria. Uma vez que chegam à barreira da sabedoria, eu tenho que dizer que o registro de todos os planetas que tenham atingido a barreira da sabedoria é o mesmo.
 
E todos avançaram, cada um deles!
 
Vocês apertaram um botão e nenhuma porção de força obscura pode parar isso.
Oh, eles vão tentar, e eu já lhes disse antes!
 
Os seres humanos comprometidos com velhos costumes, como crianças no “playground”, que não querem crescer. Eles vão “chutar”, eles vão perseguir, até seu último suspiro. Mas então eles vão acordar em um mundo onde não haverá chance de voltar a fazer isso novamente.
 
E isso que temos estado a falar: o fator benevolente, a barreira da sabedoria, estas coisas começam a funcionar nas leis da consciência na física, de maneiras que vocês certamente irão descobrir, criando um aumento no percentual de ativação do DNA, criando uma geração após a outra, e, eventualmente, – eu não vou lhes dizer quanto tempo – um ser humano que poderá criar coisas do nada!
 
Podem controlar uma física de nível inferior, porem a física mais elevada é a Consciência.
E Física da Consciência pode controlar a física das três dimensões em todos os momentos.
 
Completando este tópico direi que todos vocês vão estar aqui para vê-lo. Todos, cada um de vocês! Porque esse é o plano, velha alma. Você regressa e entra em um mundo que você sempre drsejou.
Paz na Terra!
 
Ah! É muito fácil. Isso é o começo. Vocês plantam a semente, e já foi feito.
Veja as notícias – não parece assim, certo? Mas isso é só hoje.
 
Paz na Terra. Esse não é o único objetivo. Não apenas isso! Isso já foi dado e quando vocês crescem e se tornam adultos, irão parar de atirar pedras uns aos outros no playground! Vocês param e tem uma idéia mais inteligente. Essa é a paz na Terra, isso é só o começo! Bem um início! E então ficará bom.
 
Isso é o que vemos.
Se fosse de outra forma nunca teria dito estas coisas desta forma.
Queria que ouvissem toda a história.
 
O que aconteceria em uma civilização que poderia criar o que desejassem, fisicamente, que nunca tiveram fome, que poderiam viver o tempo que desejassem, que poderiam se colocar em um estado quântico à vontade, que teriam diferentes conjuntos de idéias de como deve funcionar, sem precisar de um controle central?
 
Você ouviu isso?
Vocês já ouviram falar de uma empresa sem gerentes?
É assim.
 
E vocês dizem: “Bem, isso não pode funcionar.” (Kryon sorri)
 
Ah, sim, claro que pode!
E caminham para isso.
 
Um governo descentralizado a tal ponto que não há governo, não haverá nenhum governo mundial, queridos, em seu lugar haverá um acordo global de consciência. Vocês saberão o que é melhor! O que acham?
 
O que acontece com um grupo de adultos que vão a uma festa pela primeira vez e não conhecem uns aos outros? O que eles fazem? Eles atiram pedras?
 
Não! Há uma consciência, se reunem, falam uns com os outros, e se divirtem!
 
Que tal um planeta onde houvesse isso?
Nasceriam em uma situação onde sabem o que é melhor!
 
Esse é o fator da sabedoria.
Essa é a barreira que estão atravessando.
 
Isso lhes permite excluir qualquer outro sistema que acreditam precisar. Especialmente aqueles em que se organizam grupos para fazer as coisas. Vai ser uma segunda natureza, todos saberão ao mesmo tempo.
 
Muito bom para ser verdade? Hum!
 
Pergunte a um pleiadiano.
Pergunte aos de Orion, ou de Arcturus.
 
Pergunte a qualquer planeta de livre arbítrio e todos estão a vê-los agora e a sala está cheia deles.
 
Eles balançam a cabeça e dizem: “Vamos! Avancem! Isso mesmo!”
 
Estou ansioso por isso.
Vocês estarão lá.
 
E assim é.
 
Kryon
 
Por favor, respeite todos os créditos ao compartilhar
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/08/kryon-o-futuro-da-terra.html
Transcrição e tradução de áudio em inglês: Cristina Cáffaro
Tradução para o português: Patrícia Valente Monteiro
https://www.facebook.com/patyvalente9  
Áudio original em inglês: http://www.kryon.com/cartprodimages/2014%20downloads/download_berke…
© Lee Carroll
Autorizado por Lee Carroll no Site espanhol: http://www.manantialcaduceo.com.ar/libros.htm
Grata Paty!

QUANDO NOSSOS AMIGOS, LÍDERES E HERÓIS MORREM

image

Mensagem de Jennifer Hoffman
14 de Agosto de 2014  

 
Como muitos de vocês, eu fiquei surpresa ao ouvir sobre a morte de Robin Williams nesta semana, mas de certa maneira, não fiquei. Embora eu o considerasse muito engraçado e gostasse dele, havia uma ansiedade com ele, uma energia infeliz que o envolvia, que eu sempre me questionei.

O que ele estava escondendo?

Se vocês o viram em uma representação ao vivo, sabem que ele extrapolava e nunca parecia se importar a quem ele insultava ou magoava. O riso lhe dava uma licença criativa sobre a sua dor e eu suspeito que quanto mais ele entrava em sua escuridão, mais ele precisava usar o escárnio e a sátira para lidar.

Será que ele justificaria o seu sofrimento se ele pudesse fazer as pessoas rirem neste processo de cura?

Este foi um sinal de perigo para mim e eu acho que estava certa. Mas ele era amado e celebrado por milhões e quando nossos heróis, líderes e amigos morrem, mesmo aqueles que nunca encontramos cara a cara, há um importante impacto global e influência que não podemos ignorar e a passagem inclui uma dádiva que podemos desfrutar.

Seus problemas de dependência às drogas e ao álcool não são surpreendentes, devido a sua energia.

Pessoas como ele, cuja personalidade, dons, talentos e mensagens atraem uma ampla gama de pessoas, muitas vezes vivem entre mundos e é difícil para elas ficarem ancoradas, assim elas se voltam para o álcool, ou as drogas, a partir de uma necessidade de escapar da atração de sua energia e para encontrar o equilíbrio em um mundo que, literalmente, despedaça-os energeticamente.

Uma vez que vocês seguem por este caminho, é difícil escapar dele.

Nada tenho contra o uso de drogas ou álcool, embora eu não os use (com exceção de um copo de vinho – sou francesa), eu não bebo, e isto é porque eles não me atraem. E eu tenho visto muitas pessoas que dão este passo neste caminho e então caem em um vórtice de vícios, porque elas pensam erroneamente que podem escapar na euforia de sua “alegria” artificial, sem pagar as consequências.

Para alguns, como Robin Williams, este caminho é uma ladeira escorregadia, porque a sua energia está dispersa e diluída, e seus problemas pessoais, que lhes permitem interessar a muitas pessoas, são ampliados.

O álcool e/ou as drogas podem proporcionar alívio, mas eles se tornam viciados quando se tornam dependentes de fontes externas, em vez de se fortalecerem interiormente.

Isto, também, é uma ladeira escorregadia, porque é através dos seus demônios internos que elas expressam o seu gênio criativo, a sua raiva e a dor são o seu fogo criativo. Se elas manifestam este fogo, elas não têm mais o recurso criativo, ou assim elas acreditam.

Em nosso mundo conectado e intensamente social, pessoas como Robin Williams se tornam nossos amigos, líderes e heróis, ainda que nunca possamos conhecê-los pessoalmente. Podemos ficar muito perto deles e compartilhar um tipo de intimidade que torna difícil reconhecer a sua humanidade.

Assim, quando eles morrem, sentimo-nos traídos e feridos, como ficaríamos se os tivéssemos conhecido pessoalmente. Mas é o que eles nos dão, a alegria e a conexão, que torna a conexão tão fácil e tão universal.

E a sua morte é também universalmente sentida e evoca uma reação que inclui a traição – os heróis, os amigos e os líderes não devem morrer, eles são super-humanos, não sujeitos às mesmas regras e limitações que nós. E, no entanto, eles estão, como descobrimos nesta semana.

A tristeza que se seguiu à notícia da morte de Robin, foi outro vórtice de compaixão que se abre quando há uma necessidade de liberarmos a tristeza e nos abrirmos para recebermos mais amor.

Como seres físicos, nós somos governados pela lei física e uma destas leis afirma: “Dois objetos não podem ocupar o mesmo espaço, ao mesmo tempo.” Isto inclui o espaço físico, bem como o espaço energético.

Tivemos algumas transmissões muito fortes de energia nas últimas semanas, mas a menos que liberemos um pouco da energia que estamos incorporando, não há espaço para colocá-la. A energia da tristeza ocupa muito espaço energético, mas é difícil liberar, porque nos faz sentir muito mal.

Assim, quando precisarmos liberar a tristeza, um vórtice de compaixão irá se abrir, criado por um evento que torna a todos muito tristes, para permitir que a energia flua, para que seja substituído por uma energia mais elevada do amor.

Aqueles que são dotados por um coração que eles compartilham com o mundo são, frequentemente, abençoados por uma vida que os força a aprender como incorporar a alegria – eles ou aprendem a rir ou a chorar, o tempo todo. Acredito que isto foi parte da jornada de Robin Williams e o seu dom à humanidade.

Se vocês o vêem como um amigo, herói, ou líder, ele foi, definitivamente, engraçado, compartilhando a sua marca única de alegria, humor, insight e percepção com o mundo.

Ele fará falta, mas mais do que isto, seu último presente para nós foi o de abrir os nossos corações para maiores níveis de recepção, para que pudéssemos liberar mais tristeza para incorporarmos ainda mais amor e desfrutarmos de um dom maior da conexão, através de nossa tristeza compartilhada pela sua passagem.

Descanse em paz, Robin.

A sua jornada nos serviu bem e iremos nos lembrar de você com carinho.  
 
-…..—==II==—-…..-
 
Direitos Autorais:
Site original: http://www.enlighteninglife.com      

Direitos reservados © 2004/2013 para Jennifer Hoffman. Todos os direitos são reservados. Todo o material desta página está protegido pela lei dos direitos internacionais dos Estados Unidos da América e não podem ser parcialmente o integralmente reproduzidos sem a permissão escrita e expressa da autora. Todas as reproduções autorizadas, parciais ou em cópias, por inteiro ou em parte, devem fazer referência ao nome da autora e ao website de Curas Uriel 

Tradução de Regina Drumond Chichorro – reginamadrumond@yahoo.com.br    

É UM JOGO ENERGÉTICO DE CABO DE GUERRA

image

Mensagem de Jennifer Hoffman
12 de Agosto de 2014
 
 
No jogo de cabo de guerra, dois grupos seguram extremidades opostas de uma corda, cada um tentando puxar a outra em sua direção, ou forçá-los a deixar de lado a corda. É um esforço para frente e para trás para controlar a corda, até que um lado vença.
 
O grupo mais forte (ou aquele que puxa com mais força) conseguirá eventualmente o controle da corda. Mas se os grupos têm força igual, eles continuam, porque a tensão dinâmica equilibrada que eles exercem na corda, não a deixará se mover em qualquer direção.
 
A compreensão de como este jogo funciona, ajuda a explicar os nossos papéis de cura, o Karma, e como podemos dar os próximos passos em nossa evolução, transformação e ascensão.
 
Em todos os nossos relacionamentos, estamos participando de um jogo de cabo de guerra, onde uma pessoa exerce energia suficiente para equilibrar a energia da outra pessoa. Esperamos, que ao equilibrar a sua escuridão, na forma de qualquer cura que achamos que ela precisa, nós a ajudaremos a encontrar a sua própria luz.
 
Isto cria a tensão dinâmica, onde cada pessoa é igualmente equilibrada na quantidade de escuridão e luz que ela está expressando e o relacionamento nunca se move para além do modo de cura, porque cada pessoa está esperando que a outra libere a sua extremidade da energia.
 
A pessoa que estamos tentando curar, por exemplo, está esperando que paremos e nós, como o curador, estamos esperando que ela aceite e integre a luz que oferecemos, e mude.
 
Com a tensão dinâmica, ambos os lados estão equilibrados, empurrando ou puxando com força igual e o resultado é uma total paralisação, ou um retraimento, porque nenhum lado desistirá ou “perderá”.
 
Podemos também chamar isto de polaridade ou dualidade, o equilíbrio da escuridão ou da luz.
 
A solução é que um lado eleve a sua energia, escolha uma nova vibração que mova a energia, mas isto também terminará o cabo de guerra que ou o veremos como uma perda, ou uma vitória.
 
Quem tem a maior quantidade de resistência, de determinação e poder?
Quem está mais investido em ganhar?
 
É mais fácil que a escuridão seja menos escura do que a luz brilhe mais intensamente?
 
A única maneira de mudar a polaridade é injetar mais luz e isto tem que vir da pessoa que está disposta a liberar a sua extremidade da corda.
 
Ela perde alguma coisa? Talvez a necessidade de se mostrar que ela pode fazer o que ela conseguiu no âmbito de sua jornada de curador e de cura, mas foi esta realmente a intenção, afinal? Acredito que o que considerávamos como a nossa missão, iluminar a escuridão, não foi claramente considerada.
 
Em vez disto, se brilharmos a nossa luz mais intensamente, a escuridão naturalmente desaparece.
 
Não é isto o que acontece quando o sol nasce todos os dias?
 
Será que nós, em nosso esforço de vencer o cabo de guerra pra a iluminação da humanidade, perdemos este ponto importante que torna tudo mais simples?
 
À medida que nos aproximamos de outro ciclo da jornada da ascensão da humanidade, temos que nos perguntar se queremos vencer o jogo energético do cabo de guerra, ou se estamos preparados para apenas brilhar.
 
O custo para nós é maior do que sabemos, porque não podemos mais resgatar a nossa luz para curar a escuridão, não mais limitamos o nosso caminho de vida e a missão da alma, na esperança de que, eventualmente, “a escuridão veja a luz”.
 
Como pode isto, quando estamos brilhando tão intensamente que sejamos discretos?
 
O que acontece quando deixamos de usar o nosso regulador de iluminação e ligamos o farol alto?
 
É uma nova era para nós, que pode ser realizada de acordo com as velhas regras, ou no contexto dos velhos jogos de cabo de guerra.
 
Nada perdemos se os nossos parceiros cármicos não se curam como pensamos que eles poderiam ou deveriam, mas limitamos muito a nossa própria jornada energética quando equilibramos a sua energia com a nossa, permanecendo em um nível que nos mantenha dentro de sua esfera, para que possamos vê-los curados.
 
E se nós lhes dermos a nossa luz que eles possam usar e então, entrarmos em uma realidade de nossa própria escolha, que esteja além de sua escuridão, necessidades de cura e Karma?
 
Isto é o que ganhará o jogo para todos e liberará a tensão dinâmica que nos mantém nos ciclos de cura e cármicos da 3D e da polaridade.
 
E isto nos libera, o nosso grupo de alma, ciclos de cura e cármicos, a humanidade, a Terra e o nosso universo, do cabo de guerra que nunca pode ser vencido, a menos que um ou ambos os lados decidam que eles não mais querem jogar.
 
Vocês estão cansados de ser um Trabalhador da Luz e estão agora preparados para ser um Farol de Luz e resplandecer a sua Luz?
 
Por favor, respeite todos os créditos ao compartilhar.
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/08/e-um-jogo-energetico-de-cab…
http://enlighteninglife.com/
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

VIDAS PASSADAS E SEUS DONS INTUITIVOS

image

Mensagem de Selácia
2 de Agosto de 2014  

 
Desde que você é naturalmente intuitivo, mesmo sem o treinamento formal, você já se perguntou como desenvolveu este dom?

E o mais importante, gostaria de entender melhor como dominar os seus dons intuitivos, de modo que possa ter uma vida mais autêntica e capacitada?

Neste artigo, eu descrevo exemplos de sementes de vidas passadas que são trazidas a esta vida – sementes de qualidades espirituais e de mestria que, muitas vezes, foram desenvolvidas em tempos antigos.

Você sabe que viveu antes, é claro, mas pode não perceber o quanto a sua expressão hoje é afetada pelo que aprendeu e experienciou antes. Na verdade, estas muitas experiências de vidas passadas influenciaram as circunstâncias de seu nascimento – incluindo a sua família de nascimento, o local e a predisposição única.

IMPRESSÕES DE VIDAS PASSADAS NO DNA

Dentro do seu DNA está um pacote incrível de impressões. Algumas se relacionam com qualidades benéficas e conexões que você desenvolveu ao longo de existências na Terra! Estas incluem o seu profundo vínculo com o espírito e as qualidades desenvolvidas, necessárias para a iluminação.

Exemplos de qualidades espirituais benéficas que as pessoas desenvolvem em uma série de vidas: a bondade, a paciência, a tolerância, a persistência, a curiosidade, a humildade e a compaixão.

Impressões no DNA de qualidades benéficas e de dons intuitivos desenvolvidos podem ser fisicamente vistos no campo ao redor do DNA. Nem todos eles estão ativos ou acessíveis em cada existência mas, no entanto, eles estão lá.

Você pode ter se esquecido mas, no início de sua vida, antes que pudesse andar e falar, é provável que tenha tido experiências concretas com os reinos sutis. Como parte disto, você pode ter se lembrado de partes da jornada inicial da sua alma e, até mesmo, intuições que teve no ventre de sua mãe sobre o seu caminho de vida.

Conversando com os Seres Invisíveis

Como uma criança, ainda não condicionada a ver o mundo fora de você como separado, era fácil que você comungasse com os reinos mágicos do espírito. Você pode se lembrar de falar com os seres invisíveis, como fadas e saber de coisas que ninguém lhe disse.

À medida que os tempos passavam, vivendo da maneira mais convencional dos seus antepassados, você pode ter se esquecido deste tempo anterior.

Não se preocupe se você não puder se lembrar agora. Confie que você tem realmente inúmeros dons intuitivos e qualidades espirituais benéficas, alojados em seu próprio DNA. Você não os perdeu e ninguém poderá tirá-los!

Até quando você lê isto, seu próprio Eu Superior está trabalhando com você energeticamente, ajudando-o a ligar os pontos e aceitar estas idéias não convencionais. Uma parte sua já tem os pontos ligados, mas outra parte de você, aprendeu a duvidar do que você sabe.

Um pouco desta dúvida vem do condicionamento de vidas passadas – de suas próprias experiências ou dos seus antepassados – permanecendo com você como impressões no DNA. Estas impressões estão em seu DNA, assim como as sementes benéficas para os dons intuitivos.

Todos os têm em alguma configuração: crenças sobre estar inseguro de compartilhar informação psíquica, temores de caça às bruxas e votos para manter os dons espirituais em segredo – só para citar alguns. A boa notícia é que as sementes de vidas passadas que bloqueiam a expressão dos dons intuitivos podem ser descobertas e limpas em seu DNA.

Em nenhuma outra vida tem sido tão vital que você se lembre da jornada espiritual de sua alma e que domine os seus dons intutivos. Estes são tempos desafiadores para estar vivo.

Como um agente de mudaças divino, você precisará desenvolver um vínculo indestrutível com o espírito e a autoconfiança na informação que você recebe da sua sabedoria superior. Muitas vezes, você será obrigado a agir rapidamente, sem ninguém a quem perguntar sobre que caminho escolher.

Você terá também a necessidade de servir em um papel de liderança – algumas vezes sendo o primeiro fazer coisas que ninguém ousara fazer antes.

Confie que você realmente tem o que é preciso para cumprir o seu propósito e, ao fazê-lo, ser um exemplo para outros que seguem. Você nunca irá encontrar a maior parte deles, pois eles são as próximas gerações – inspirados e guiados pelas trilhas de luz que você deixou para trás.
 
-…..—==II==—-…..-
 
Direitos Autorais 2013 * http://www.selacia.com

Você está convidado a compartilhar estas mensagens do Conselho dos 12 com outros, e colocá-los na Internet, na mídia social, em blogs e em sites. Por favor, inclua toda a mensagem, a fonte e o endereço do site. Que possam caminhar em um mundo cheio de amor e de bondade.

Traduzido por: Regina Drumond Chichorro  – reginamadrumond@yahoo.com.br